quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Estádio Talismã



Este estádio é mesmo especial! Jogue-se bem ou mal a vitória aparece sempre... Ora o estádio estava habituado a ver-nos ganhar. Não sei se estava habituado ao futebol fraquinho que apresentámos ontem. Nos primeiros trinta minutos foi mesmo do pior que vimos esta época. Muita atrapalhação, imensos passes falhados e um nervosismo difícil de explicar tendo em conta que o adversário era muito inferior e que apenas dois jogadores se estavam a estrear na prova. A culpa é sempre do treinador mas, no entanto, gosto que ele reconheça sempre que a equipa passa por estes períodos. É mais fácil corrigir quando se reconhece o problema... Isto em clara comparação com o que acontecia nos dois anos anteriores. 

Vamos ao jogo. Fraquíssimos primeiros trinta minutos e um final de primeira parte melhor. Tal fez-nos prever uma segunda parte diferente. Foi o que aconteceu. Não que tenhamos melhorado muito. Simplesmente conseguimos marcar, criar mais oportunidades e gerir o jogo com mais calma. Isso não impediu de sofrer calafrios, alguns autoinflingidos... Mas estávamos a jogar fora de casa e com o resultado de 0-1 apenas permitimos duas oportunidades, uma oferecida por Otamendi e outra num lance estudado em que se deixou o Lucho KO na marcação de um livre para se ter liberdade para cruzar sem oposição. Feio! As substituições vieram trazer a tranquilidade em posse e essa foi a melhor defesa. Alguns mestres da táctica prefeririam lançar mais um central para defender os dois pinheiros que entraram. São opções...

Vamos a individualidades. Lucho foi o único que jogou a um nível aceitável. MVP. Helton também esteve bem mas não teve de fazer nada de especial. Fernando começou mal mas foi crescendo no jogo acabando por ser um dos melhores. Os defesas pareciam muito incomodados com a agressividade dos austríacos. Muitas faltas desnecessárias. Otamendi foi o pior. Josué esteve demasiado estático. Tem de perceber que, se quer jogar ali, tem de se movimentar muito mais para tocar a bola. Licá fez um jogo esforçado e nada mais que isso. Varela e Jackson estiveram ligeiramente melhor mas bastante trapalhões. As entradas de Ismaylov e Herrera mataram o jogo e Quintero ainda teve tempo para uma asneira de palmatória e para dois pormenores deliciosos.

Concluindo, esta vitória não me deixa demasiado contente pela exibição, mas era imperativo ganhar. Este Áustria de Viena é sério candidato a terminar o grupo sem pontos.  Qualquer ponto perdido com este adversário será decisivo na luta a três que se adivinha. No ano passado começámos por vencer em Zagreb com um golo de Lucho (e outro de Defour mas na compensação) e depois resolvemos a questão vencendo os dois jogos seguintes em casa. Esperemos que se consiga repetir.

10 comentários:

Pispis disse...

Importantíssima esta vitória, isto é a primeira coisa que fica do jogo...

Quanto à exibição, já estou preocupado há algum tempo mas vou acreditando que as vitórias vão sustentando o esquema tático e dentro em breve vamos ter um controlo do jogo inquestionável! A ver vamos...

Este ano não nos podemos queixar de soluções, temos um jogador como Ismaylov que quando entrou deu logo outra segurança na posse de bola...

Ganhamos em Viena... Será que vamos ganhar a Liga Europa outra vez? :-)

Anónimo disse...

Penso que ganhar a Liga Europa outra vez seria mau...nos nao somos da Liga Europa, A liga europa e uma competicao desprestigiada que so serve para que acontecam as surpresas tao do agrado das casas de apostas, o nivel competitivo da liga europa e baixissimo como comprova o facto de equipas mediocres conseguirem com um bocadinho de sorte chegar a final como aconteceu o ano passado.
Temos que ser definitivamente equipa de quartos de final de liga dos campeoes, mas esta a torna-se muito dificil para a nossa estrutura dirigente consegui-lo.
Penso que o nosso tao elogiado modelo de negocio esta esgotado, e nao se esgotou este ano, ja se esgotou faz pelo menos 3 anos...

Taqui disse...

Cá está o tal resultado que eu chamo de 1-zerinho, bem saboroso na Champions!
Só vi a 1ª parte, parece que vi o pior, tb n gostei, mas sobretudo estranhei a falta de capacidade de ter a bola! Nao foi por este jogo, que até nem vi todo, mas Josué nao me convence!
Liga Europa? tb nao concordo, somos equipa de Quartos de Final e depois tudo pode acontecer!
"Campeones na Luz?! Ninguém acredita..."

Lamas disse...

Vitória IMPORTANTÍSSIMA... selada pela nosso Capitão que marcou, nota digno de registo, nas últimas 9 Champions League´s... fantástico principalmente para quem o tem sempre na Fantasy... ;)

Eu gosto do Josué... mas ontem deve ter acusado algum nervosismo... demasiado estático como o Prata disse (em especial na primeira parte), mas também muito faltoso e a errar muitos passes... em comparação com Defour (apesar de serem jogadores totalmente diferentes) a diferença foi abismal e acho que a equipa também se ressentiu disso...

Nota também para o Marat... que JOGADOR!!! fantástico a proteger a bola... entrou muito bem... não estava à espera, daí a ênfase no elogio...

Quanto à Liga Europa, o Pis apenas estava a "mandar a piada" na sequência do post anterior... ninguém pensa nisso, nem nós, nem os jogadores...

Voltando ao início... VITÓRIA IMPORTANTÍSSIMA... acredito que o Zenit ou o Atlético vão lá perder pontos...

prata disse...

Pispis és um brincalhão...

Pergunta interessante. Será que tinhamos passado pelos calafrios que passamos na primeira parte com Defour em campo? Se calhar, enquanto a equipa não jogar o que Paulo Fonseca pretende é melhor que o Belga vá jogando para equilibrar a equipa...

Taqui disse...

Bem, parece que nao ver a 2ª parte fez mt diferença. Lê-se hoje que tivemos a maior posse de bola da 1ª jornada!!!
Mas lá está 9 jogadores, remataram mais á baliza que a equipa do Porto!
É unânime que foi o pior jogo até agora, espero que tenha sido mesmo o pior da época, era bom sinal!

Pispis disse...

É como o Lamas diz, só mandei a boca de ganharmos a Liga Europa porque nesses 2 anos fomos ganhar a Viena...

Quero continuar na Champions e até ficar em 1º do grupo mas se me dessem a escolher não trocava uma vitória na Liga Europa por uma final perdida da Champions...

Lamas disse...

É que se ainda houvesse Taça para o segundo lugar? ;)

miguel87 disse...

As seis vitorias em seis jogos começam a não ser suficientes para esconder exibições demasiado fracas.

Com jeitinho, nestes 6 jogos já permitimos mais jogadas de perigo aos adversários do que em toda a temporada passada!

Passe o exagero, começa a preocupar a falta de segurança defensiva consequente de um maior numero de jogadores dentro ou perto da area adversária, até porque isso não se tem traduzido em golos!

miguel87 disse...

Num plano mais geral e no seguimento do comentário do Anónimo, também começo a ficar desiludido com a (não) evolução competitiva do clube na europa.

O modelo de negócio é óptimo para a $AD e respectivos mamões, mas a nivel desportivo começo a ficar desanimado com a falta de afirmação que eu acho que deveria ter sido feita na sequência das vitórias de 2004 e mesmo 2011.

Como clube do pote 1 acho que era exigível chegar a Viena e perante um adversário da 4ª divisão europeia conseguir uma vitória categórica.