segunda-feira, 31 de maio de 2010

Rescaldo - Plantel



Com tanto acontecimento e com a preocupação com a mudança de treinador, acabei por não fazer a habitual avaliação da performance dos jogadores que integraram o plantel 2009/2010.

Em primeiro lugar convém dizer que ao contrário do que os resultados desportivos possam indicar, foi um ano em contratamos muito e bem. Se formos analisar ponto a ponto, só falharam redondamente 3 jogadores em 13 (se as minhas contas estiverem certas): Valeri, Prediguer e Orlando Sá. De resto temos 4 jogadores que entraram directamente para a primeira equipa: Falcao, Alvaro Pereira, Rúben e Varela. E os restante elevam reconhecidamente a qualidade do plantel podendo mesmo ser opções para titulares no futuro como Beto, Miguel Lopes, Nuno André Coelho, Maicon, Addy e Beluschi. Tal não implica que alguns não tenham sido caros mas sempre saem mais caros os que não jogam.

Passemos então aos destaques, desilusões e etc..

Destaques:

Falcao - O melhor jogador do FCPorto este ano. Finalmente um avançado que rivalize com os monstros do passado, Jardel e Fernando Gomes. Será mais parecido com o 'Bibota' sentindo-se igualmente confortável dentro e fora da área tendo ainda uma técnica individual invulgar e uma capacidade de organização de costas para a baliza apreciável. Merecia claramente o título de melhor marcador e só não o foi por erros alheios e não estou a falar dos colegas de equipa. Já sei que na altura da sua contratação disse que me parecia um jogador do tipo de Farías mas pela primeira vez um jogador saiu bem melhor que os videos do youtube...

Varela - Foi a grande surpresa e o grande desequilibrador da equipa. Depois de Quaresma voltámos a ter um desequilibrador nas alas. Ainda por cima juntou ao pecúlio uma capacidade finalizadora muito boa. Grandes esperanças na próxima época deste jogador e tenho muita pena que não pudesse terminar a época com o justo prémio que seria a óbvia convocação para o mundial.

Álvaro Pereira - Compensa alguma falta de rigor no posicionamento defensivo com uma garra e uma velocidade incríveis. Claramente um jogador à Porto. Nunca vira a cara à luta e o seu desempenho ofensivo esteve sempre ligado às melhores exibições do ano. Outro que foi caro mas que valeu o investimento.

Bruno Alves - O meu único destaque que transitou do ano anterior. O capitão poderá ter feito uma época ligeiramente inferior à anterior mas não deixa de ser o mais influente jogador da equipa por ser o único verdadeiramente portista. Voltou a comandar com mestria a defesa e a marcar golos fundamentais. Será mais uma perda praticamente irreparável se sair. Se tal acontecer, fica já uma pergunta, quem lhe vai suceder como capitão. É certo que deixaremos de ter líder em campo.

Desilusões:

Raúl Meireles - Passou-se a época a dizer que ainda não tinha atingido a melhor forma. Que exagero! Precisa de quê para atingir a forma? Lucho? Não provou ainda ser Lucho independente e o seu rendimento caiu drasticamente este ano. Com a ascensão de Rúben, Belluschi e Guarín, começa a ter a titularidade em perigo.

Rodriguez - Uma época com muito poucos jogos e com rendimento demasiado intermitente nos que disputou. Muito pouco para um dos dois jogadores mais caros do plantel.

Mariano Gonzalez - Poderia ter sido a época da afirmação deste jogador mas não foi. Poderia ter beneficiado das constantes lesões de Rodriguez e Varela, do castigo de Hulk e da obcessão de Jesualdo pelo 4-3-3. Lembro-me de um grande golo contra o Sporting para a Taça e pouco mais. Terá lugar no plantel com a entrada de Ukra?

Contratações falhadas - Valeri, Prediguer e Orlando Sá. Palavras para quê? Claro erros de casting.

Gostaria de falar ainda dos jogadores que não atingiram as expectativas deixadas no ano passado ou até em anos anteriores. Falo de Rolando, Fucile, Fernando e Hulk. Todos eles tiveram bons jogos e bons momentos mas nenhum se afirmou da forma que previa. Rolando não apresentou potencial para suceder a Bruno Alves na liderança da Defesa. Fucile oscilou perigosamente entre o óptimo e o péssimo. Fernando não evoluiu praticamente nada ao nível a organização ofensiva. E Hulk não explodiu como aqui previ. Já sei que o castigo veio dificultar e que ele fez uma boa ponta final, mas esperava mais. Demasiado prejudicado pelo esquema de Jesualdo, acabou por ter um ano em que pouco evoluiu. Não que o seu rendimento actual não seja bom, mas tinha planos mais ambiciosos para este jogador.

Para terminar os jogadores que mais se aproximaram da titularidade na próxima época. Qualquer que seja o treinador, Ruben terá certamente a seu cargo a organização ofensiva da equipa. Grandes esperanças neste jogador que agora já está plenamente integrado. Guarín e Belluschi saltaram da intermitência para um grande final de época e ganharam um lugar nas cogitações para o próximo onze base. Beto poderá também saltar para a titularidade no próximo ano e aproveitar o facto que Helton, tal como Jesualdo, nunca ter entrado completamente no goto da massa associativa. Por último, Maicon, Nuno André Coelho e Miguel Lopes apresentaram argumentos para morder os calcanhares de Rolando e Fucile.

Conclusão: Não foi pela qualidade do plantel que perdemos o Penta e como tal, e com o regresso de Ukra, não haverá grandes acertos a fazer. Isto partindo do princípio que não haverá saídas de jogadores nucleares como Hulk, Bruno Alves ou Falcao.

PS: Espero que o meu próximo post seja para comentar a contratação do novo treinador. Já tarda...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

SILLY SEASON 2010

Com a bela notícia da saída do Jesualdo, podemos, finalmente, começar a perspectivar que mudanças/novidades vamos mais ter num futuro próximo.

No que concerne a entradas, SERENO dizem já estar certo. Trata-se de um bom central mas jogar no Vitória não é a mesma coisa do que jogar no Porto! Partirá em desvantagem face a Rolando, Maicon e NAC mas não é um jogador que eu desgoste. Obviamente, estou a assumir a saída do capitão Bruno Alves.

Como pelo Sereno ninguém vem ao BASCULAÇÃO vou armar-me em especulador e adiantar o nome de dois jogadores que se ouve em alguns corredores.

O primeiro, e aquele que estará mais próximo, é WALTER, do Internacional de Porto Alegre. Trata-se de um jovem (faz 21 anos em Julho), avançado, móvel e internacional pelos sub-20 da canarinha. Tem várias alcunhas e das que o Wikipédia avança, aquela que mais se ajustará será a de "Homem-Petardo", dado a potência do seu remate, preferencialmente com o pé direito. Parece-me ser uma contratação a preparar a venda do Hulk, no Verão de 2011.







O outro nome, e aquele que mais me entusiasma é GUSTAVO COLMAN e espero mesmo que seja o nosso novo colmandante!!!!

É argentino, mas joga na Turquia, no Trabzonspor, desde 2008. Tem 25 anos e é um excelente médio centro, de excelentes recursos técnicos e perfeitamente adaptado ao futebol europeu, já que veio para a Europa, em 2006, para representar o Germinal da Bélgica. Stepanov pode vir a ser importantíssimo neste negócio ou não tivesse sido ele um ídolo dos adeptos do Trabzonspor!



quarta-feira, 26 de maio de 2010

ALELUIA!


A minha avó e madrinha era uma mulher de muita fé! Apesar de medir, quiçá nem um metro e meio, foi a maior mulher que conheci!

Há precisamente 8 anos ela partiu mas nunca deixou de estar presente na nossa familia e, inclusive, é a ela que atribuimos os "milagres" que nos vão acontecendo!

No meio de tanta fé, tinha de ser hoje que eu gritava ALELUIA!!!!!


"Biba" o Porto, carago!!

Bolsa de apostas de treinadores



O tabu continua e isso só faz com que a imprensa vá lançando cada vez mais hipóteses. Hoje o programa 'bola branca', referência no jornalismo desportivo, lança 5 nomes: André Vilas Boas, Domingos Paciência, Paulo Bento, Mano Menezes e Muricy Ramalho.

Como já aqui falei dos três portugueses, queria concentrar-me nos brasileiros numa avaliação o mais rigorosa possível. O primeiro tem um primeiro nome igual ao de grande parte dos membros da nossa claque e o segundo tem um nome mais estranho, parecendo até nome de gaja. Outra coisa que não pude deixar de reparar é que aparecem sempre de boné nas fotos que encontro no google.

Conclusão sobre esta notícia: Dois perfis alternativos - Português jovem ou o Zé Mota brasileiro.

Continuo apreensivo...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

A VERGONHA JÁ NÃO TEM VERGONHA!


No passado dia 21 de Maio, a primeira página deste "jornal" era a seguinte:

Reparem bem na noticia com fundo negro e no respectivo destaque amarelado.

Agora, leiam o conteúdo dessa notícia:
"Nove adeptos de "um clube de Lisboa" foram constituídos arguidos pela Polícia Judiciária (PJ), que acusou os mesmos de "ameaçar" e "coagir" quatro árbitros profissionais durante os últimos oito meses.

As referidas ameaças visavam os próprios e os seus familiares e aconteciam "antes dos jogos do clube em causa" e eram realizadas por SMS, segundo informou fonte da PJ à agência Lusa, não adiantando o nome da equipa em questão.

A mesma fonte comunicou ainda que "não há indícios" que os elementos identificados sejam elementos "de claques organizadas desse clube, com instruções do próprio clube"."

Ora, 3 grandes é a mesma coisa do que "um clube de Lisboa"?!?!?

O que sei é que não são adeptos do benfica porque esses são todos meninos do coro, muito bem comportadinhos e não se metem em confusões. Do sporting também não serão, porque toda a gente sabe que os vasquinhos são "gente bem". Os adeptos do belenenses têm mais de 90 anos, logo, não devem saber mexer em telemóveis. Serão do Estrela? Do Olivais?

Mais uma notícia que revela o escândalo que é o nosso futebol mas... parece que escândalo é só o que se passa a norte do Mondego... Daqui a pouco foram os SuperDragões que atiraram os calhaus na Auto-Estrada...

A mania do Tabu


E que tal tratarmos da próxima época? A questão do treinador já não deveria estar tratada? Pelos vistos não. O presidente gosta de tabus e como tal foi de férias sem o assunto resolvido. Pelo menos é o que parece.

Como tal só podemos falar dos rumores. O primeiro é o do André Villas-Boas (convenhamos que tem um nome bem sportinguista...). Por muito que o homem negue contactos, já ninguém acredita que não seja uma das opções prioritárias. Pois eu não concordo que seja. Faltam sobretudo provas dadas e não me venham com o exemplo de Mourinho. Mourinho fez de equipas medíocres como o Leiria e antes o Benfica, equipas visivelmente melhores. Villas-Boas fez melhor que o treinador que substituiu mas fez muito pior que Domingos, que com os mesmos jogadores, fez o melhor campeonato pela Académica seguramente dos últimos 20 anos. Quanto a provas dadas estaremos conversados. Sobra a chancela do mestre Mourinho. Concordo que não é mau trabalhar estes anos todos com o melhor do mundo mas tal não implica absolutamente nada. Qualquer dia o próprio motorista de Mourinho é candidato a treinador... São modas e a moda dos clones de Mourinho passou com os insucessos consecutivos de Vitor Pontes, Luís Castro e Carlos Carvalhal, dando-se agora mais valor aos velhinhos como Cajuda, Manuel Fernandes e Jorge Jesus. Agora entra a moda do Aprendiz. O aprendiz de Jesualdo desapareceu quando levou 8 no estádio da Luz. O aprendiz de Mourinho não só não desapareceu como continua a ter em carteira propostas de grandes. Não percebo e espero que este seja mais um engano do gajo que chegou aqui a dizer que achava que Falcao tinha características semelhantes às de Farías... Deste tipo de enganos gosto eu muito! O outro rumor é o de treinador estrangeiro que chegou a ser noticiado como a opção prioritária. Aqui tudo depende. Se for um Del Neri ou um Co Adriaanse, não! Ou seja, recuso a ideia de dar a treinadores estrangeiros velhos as oportunidades que nunca se lhes deu nos seus países: a de treinar um grande. Prefiro correr esse risco com treinadores do nosso campeonato. Quanto aos outros, acho melhor mas não posso deixar de torcer o nariz. E tenho esta atitude quanto a estrangeiro e até quanto a Villas-Boas porque continuo a achar que a melhor opção não está sequer em cima da mesa. Por mim enquanto não se tentar Domingos não se pode partir para outra opção. Porque não tentamos contratar o melhor treinador portista da actualidade? Pior, porque é que continuo a ver mais desconfiança dos portistas em relação a Domingos do que em relação a Villas-Boas? Não percebo.

A Champions decidiu-se no fim-de-semana com o resultado esperado. Mourinho não perde finais e tinha uma equipa bem superior, ao contrário do que aconteceu nas eliminatórias com o Chelsea e com o Barcelona. Mas o que mais me chamou à atenção foi que o Inter levou de Mourinho o mesmo tratamento que o FCPorto em 2004: desprezo na hora da despedida. Muito má atitude e má formação de carácter para quem tem tanto talento no que faz. Não deixa de ser um ídolo, mas com este senão. E lá vamos ter o melhor jogador do mundo e o melhor treinador do mundo na mesma equipa. Custa-me porque detesto o Real Madrid e no próximo ano não poderei continuar a torcer por estes dois como torci até agora nos jogos em que o FCPorto não estava envolvido.

Dei uma vista de olho no jogo dos juniores e não fiquei muito impressionado. Fiquei apenas com alguns apontamentos. Sérgio Oliveira é mesmo o grande destaque da equipa e tem de passar a ser tratado como o futuro do nosso clube. De resto temos um extremo e um avançado bons - Alex e Claro - mas inferiores a talentos que não conseguiram nos últimos anos entrar na equipa principal como Rui Pedro, Vieirinha, Candeias, Bruno Gama e Helder Barbosa que foi recentemente transferido em definitivo para o Nacional. Gostei ainda de um lateral esquerdo africano que corre que se farta. Pela negativa, Abdoulaye que tem sido chamado à equipa principal pareceu-me muito muito fraco. Espero poder ver mais alguns jogos desta equipa agora que a TVI passou a transmitir o campeonato de juniores.

Na crónica da próxima semana espero estar a comentar o novo Treinador do FCPorto...

domingo, 23 de maio de 2010

As Fotos Prometidas...

Alguns problemas técnicos levaram a este post tardio... a história já sabem, mas ficam as fotos para o registo... muitos calhaus no chão e a camioneta flaviense azarada... para nós foi mais uma hora de viagem perdida...





sexta-feira, 21 de maio de 2010

O Marinheiro

Na semana em que o nosso Presidente deixou passar (contrariado) o casamento entre Homosexuais o jornal A Bola resolveu, com a sua capa de jornal de terça-feira, fazer uma homenagem.
Melhor só se arranjassem o Índio, o Cowboy, o Motoqueiro, o Trolha e o Polícia...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

O bis de Faro...

Abril de 2002... Dois basculantes encontravam-se em Tavira em plena semana das Férias Desportivas, coincidência das coincidências, o Porto jogava em Faro nessa semana... Por entre viagens de camioneta, táxi e comboio, com forte probabilidade de apanhar chuva durante o jogo, lá se fizeram os 60km entre Tavira-Faro-Tavira depois de se conseguir os bilhetes junto dos Colectivo. Por alguma razão éramos sócios da claque, já tínhamos ido a Madrid nesse ano na estreia de Mourinho nas competições europeias pelo Porto.

O jogo no Estádio São Luís fica marcado pelos dois golos de Clayton, ele que tinha deslumbrado no Santa Clara e nunca se impôs verdadeiramente no FC Porto. Aliás, quando veio para o Porto, no mercado de Inverno, o único golo que marcou nessa época (para além dos 8 apontados pelo Santa Clara) foi mesmo o da finalíssima com a contribuição decisiva de Schmeichel conforme vídeo abaixo postado há dois dias.

Em 2003, a troca da década: Clayton para o Sporting, Ricardo Fernandes para o Porto! Mesmo assim, o Sporting saiu a perder com a troca e desde então o brasileiro tem-se revelado um verdadeiro saltimbanco: foi para o Penafiel, depois Recife, depois voltou ao campeonato português para o Vitória de Guimarães, regressa novamente ao Recife que o torna a emprestar ao Penafiel e, por fim, começa a aventura cipriota, Alki, Omoni e agora AEL (sim, são 3 equipas do campeonato cipriota). Ainda no ano passado, Clayton aproveitou a visita do Porto ao Apoel para a Liga dos Campeões para rever amigos (Reinaldo Teles e poucos mais...).

Este ano já vai para os 35 anos de idade, a reforma, portanto, está para breve...


Cromo (2000/01)...



Carreira...

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Gracias a dios no lo soy argentinio...

Este título num espanhol de Sócrates, serve para revelar primeiro a estupefacção, depois a tristeza pela convocatória da Argentina, isto porque ultimamente a tinha em boa conta... Ainda me lembro que há 4 anos saí à pressa do trabalho para me meter no primeiro café que estivesse a dar a Argentina contra a Alemanha só para ver se Lucho passava às meias-finais...

Agora, temos um Maradona a convocar Bollati (dispensa apresentações), Gutierrez do Newcastle, Maxi Rodriguez que fez uma época miserável no Liverpool, Veron quase na idade da reforma e Palermo (este já está mesmo na reforma).

Deixa de fora o melhor jogador do campeonato francês Lisandro e aquele que ainda agora foi considerado o melhor jogador de Abril - Lucho Gonzalez. Deve estar a contar que Messi resolva os jogos sozinho... Se o meu apoio valesse de alguma coisa estavam garantidas 3 derrotas para as pampas...

E quando se faziam 1200km...

... em menos de uma semana?

A recordação da semana é mais uma vitória do FCP na Taça de Portugal, esta numa finalíssima contra o Sporting na época de 1999/2000, em que Clayton abriu o marcador e Deco sentenciou um jogo na marcação de um livre...

Nota ainda para os falhanços de Jardel e a forma como este se queria despedir do jogo a tentar fazer o terceiro dos azuis e brancos de letra...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Gestão


Depois dos posts sobre plantel e treinador, tinha pensado fazer um post grande e ponderado sobre este capítulo da Gestão. Mas cheguei à conclusão que não valeria a pena. Pinto de Costa não defrauda neste campo. Pelo menos em condições normais. E é sobre isso que quero falar. Já sei que ao ver a foto que escolhi estão a pensar: Pronto! Mas porque é que este gajo se está a meter na vida dos outros? Têm razão e de facto não deveria, mas estamos todos escaldados. Lembrar-se-ão que da última vez correu mal! Portanto, deixo o meu conselho de gestão para o próximo ano ao nosso grande presidente: Pensar com a cabeça certa!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Até sempre Professor


Foi o jogo que marcou a mais que provável saída do Professor Jesualdo Ferreira do comando técnico do FCPorto. Isto, juntamente com a confirmação da conquista de mais um troféu, terão sido as duas notas de destaque visto que o Chaves, por muita simpatia que cause, não era daquele filme.

E acho que o professor merece despedir-se com um título. Por muito que não me convença completamente, acho que no global fez uma boa carreira no FCPorto e foi prejudicado por não se ter percebido quando o seu ciclo como nosso treinador efectivamente terminou. Sairia pela porta grande no ano passado, assim não sai. Mas foram muitos os títulos que ganhou no FCPorto e nada melhor que sair com outro, mesmo sendo o prémio de consolação de uma época marcada por muita desilusão, condicionamentos e também alguns erros do nosso treinador.

Helton, que muitos não perceberam por que razão foi titular, ainda tentou dar uma ajuda, mas não foi suficiente. Hulk esteve muito infeliz na finalização mas convenhamos que quase só falhou o que ele sozinho criou. Quem também teve pena foi o Bruno Alves que ainda deu um bombomzinho ao Chaves que conseguiu marcar o golo de honra apesar de haver mão do avançado. Já agora perceberam porque é que Bruno Alves foi expulso? No campo pareceu um lance normalíssimo. Será que Proença já está preocupado com a Supertaça? Podia ao menos fazer o trabalho de casa e expulsar um tipo que queira ficar... Bruno e o papá não querem e terá de se lhes fazer a vontade. Mas espero que desta vez, pelo menos, arranjem comprador! De resto os destaques que têm sido os jogadores em melhor forma neste fim de época: Guarín, Belluschi e Fernando.

Para o ano há mais e que finalmente se comece a saber alguma coisa sobre o que será o FCPorto da próxima temporada.

Para terminar, obviamente houve distúrbios causados por adeptos do clube do regime. Ainda bem que antecipadamente a direcção desse clube se demarcou de qualquer acontecimento. Boa táctica essa! Proponho desde já que a Direcção do FCPorto se demarque de qualquer episódio de violência que meta adeptos do FCPorto durante o próximo mandato da direcção eleita no Sábado. Já fica... Mas não deixa de ser um bom pretexto para reabrir a questão da final ser em Oeiras. Para quê esta rigidez no local da final? Para quê fazer os adeptos terem de chegar a casa à 1 da manhã para acompanharem o seu clube à final da Taça de Portugal? E sendo dois clubes do norte não faria sentido arranjar uma excepção para estes casos? É que fazemos 600 kms e ainda levamos com pedras dos nossos arqui-rivais que nem sequer jogam. Ridículo!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Assim se começou um Penta...

Com golos que dão vitórias! Foi isso que Rui Filipe fez no primeiro jogo da época 1994/95, frente ao Braga no Estádio das Antas, no primeiro ano da fantástica série de 5 títulos consecutivos do Porto.

Rui Filipe despontou nas camadas jovens do Valecambrense e chegou ao Porto já com idade de júnior em 84/85. Passado dois anos subiu a sénior e é emprestado ao Espinho e Gil Vicente e aos 23 anos de idade consegue o seu espaço no plantel do Porto.

O seu (triste) final já todos o devem conhecer: na Luz, na primeira mão da Supertaça, marcou o golo do Porto e acabou por ser expulso o que o impediu de participar no jogo seguinte contra o Beira-Mar; Rui Filipe viria a falecer de forma trágica, na manhã do dia desse encontro com os aveirenses, vítima de um acidente de viação.

Recordando alguns momentos de Rui Filipe, faz-me lembrar Paul Scholes, um pêndulo no meio-campo com capacidade técnica para marcar golos de belo efeito e aparecer muitas vezes na zona de finalização... Fica esse dado histórico: foi o marcador do primeiro golo na caminhada para o Penta!


Cromo... (1993/94)


Carreira...

Allô, Michel?

Venderam-me uma espectacular que não quero deixar de bascular...

Michel Preud'homme treinador do Porto com Jorge Costa a adjunto! Pensei que o Luciano D'Onofrio estivesse mais calmo depois da investigação, mas pelos vistos ainda mete estes boatos a circular...


De qualquer das formas não deixa de ser uma piada engraçada!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Antigos Embates com a Equipa Flaviense...

Em semana de final da Taça, recordamos hoje, com a ajuda novamente do user do youtube LUSITANIA TV, dois jogos disputados pelos azuis e brancos com o Grupo Desportivo de Chaves na época 1991/92... a equipa flaviense esteve durante muitos anos a disputar a primeira divisão do campeonato nacional, sendo as deslocações a terras transmontanas normalmente complicadas... neste jogo foi um golo de Rui Filipe, de cabeça, que sentenciou a partida...



Na mesma época, recordamos, ainda, uma vitória caseira por quatro bolas a uma... com destaque neste resumo para a lesão sofrida por Jaime Magalhães que chegou a ficar inconsciente e donde resultou um traumatismo craniano para o jogador portista... destaque ainda para os golos de belo efeito de Paulo Pereira e Rui Filipe...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Será que o MST tem razão?

Eu com esta desilusão toda nem prestei grande atenção aos festejos dos esfomeados nem ao jogo da confirmação. Mas hoje no seu artigo semanal no folheto vermelho, Miguel Sousa Tavares vem com o argumento de que o primeiro golo é um auto-golo de Gaspar. Fui ver e, pela trajectória da bola, é de facto possível e até provável que o último toque seja do defesa. Será que vai ter de devolver o troféu? Fica o vídeo e prestem atenção sobretudo à última repetição por trás.




domingo, 9 de maio de 2010

Estava escrito


O campeão foi previamente escolhido. E todos anos a pré-designação repete-se. Normalmente não se conta com facto de o FCPorto, não só conseguir ser melhor, como conseguir ser muito melhor. Não foi o caso este ano. É verdade este ano as papoilas foram mais saltitantes, melhor orientadas e havia mais qualidade. Mas será possível garantir que eles foram mesmo os melhores depois de todos os condicionamentos que tiveram os dois principais adversários? Será difícil de reconhecer que o Campeão deste ano falhou grande parte dos maiores testes que teve de passar? Falhou redondamente em Liverpool, Braga e Dragão com derrotas esclarecedoras. Ou seja, a superioridade não se notou de tal maneira que nos fizesse esquecer os túneis. E na minha cabeça ficará sempre a dúvida: O que seria o FCPorto com Hulk a tempo inteiro? O que seria do clube do regime sem o ponta-de-lança Ricardo Costa? O que seria do clube do regime sem as nomeações cirúrgicas dos árbitros Lucílio Batista, Carlos Xistra, Pedro Proença e o João «pode ser o João» Ferreira para os jogos nucleares? O que seria do clube do regime se tivesse que jogar como jogam todos os adversários e se tivesse de jogar constantemente contra 11? Não sabemos e não saberemos. Ficará para a história mais um campeão manchado pela dúvida. Pelo menos pelas minhas... Chamar-lhe-ão mau perder. Pode ser que seja, mas os argumentos que apresento para duvidar são válidos. Sem os condicionamentos seriam melhores? Não sei.

E o campeonato terminou para o FCPorto com mais uma vitória. A décima com Hulk. E neste jogo houve duas fases: com e sem Valeri. Adivinhem qual foi a fase que venceu o jogo? Mas já chega de bater neste jogador. É fraco e pronto... Com a entrada de Rodriguez voltamos ao sistema fetiche de Jesualdo e acabámos por vencer o jogo com alguma sorte no primeiro golo que foi em fora-de-jogo, mas com total merecimento visto que fomos bem superiores na segunda parte. Destaque para Falcao que falhou o objectivo de ficar à frente na lista de melhores marcadores mas é claramente o melhor avançado do campeonato. Até teve ajuda com aquele penalti que não me pareceu existir, mas Cardozo teve uma ajuda ainda maior: a dos jogadores do Rio Ave com duas belas assistências. Esta foi também uma competição condicionada como não podia deixar de ser...

Para a semana, vamos lá buscar a fruteira. Já tenho o rectângulo de papel que dá acesso ao jogo e já está marcada a camioneta e o leitãozinho. Será um prémio de consolação.

Equipa para a final da Taça:

Beto; Miguel Lopes, Rolando, Bruno Alves e Alvaro Pereira; Fernando, Meireles, Guarín e Bellushi; Falcao e Hulk.

Ps: Quero acreditar que não estava escrito no cheque a passar a jogadores que conseguem ser expulsos aos 10 minutos de jogo...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Não Fomos Campeões... Mas Ficamos Perto...

Num jogo em que só se falava de quão próximo o Benfica poderia ficar perto do FC Porto na luta pelo título, os dragões não facilitaram e garantiram a vitória na Luz ao cair do pano por 3 bolas a 2, sentenciando mais um campeonato para os azuis e brancos na época 1991-92...

Dado alguma falta de tempo recorremos ao preenchido espaço da internet para encontrar este vídeo do user LusitaniaTV no youtube, o qual também temos no nosso arquivo... chamo especial atenção para os festejos de João Pinto aos 4m21s, fazendo questão de celebrar o golo na cara de um jogador encarnado... FANTÁSTICO!... o sangue dragão a fervilhar...

Foi um jogo electrizante...



Já agora mais um vídeo porque fiquei enojado com o discurso "encomendado" de António Pedro Vasconcelos no programa Trio de Ataque na terça-feira... relativizando situações como a que podemos assistir no vídeo abaixo relativo ao incêndio de uma camioneta portista no jogo de Hóquei realizado entre as duas equipas na Luz (partindo do pressuposto que a descrição deste vídeo no youtube está correcta)...

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Isto é FCPorto!


A mensagem ficou clara: Na nossa casa não!

Ora aí está uma vitória é nossa moda: heroica perante a dimensão e a intensidade das contrariedades. Querem que enumere? Vamos lá. Faltava o nosso melhor marcador e jogador este ano, Falcao, e ainda faltava Varela, Ruben e Helton. Jogávamos apenas pela honra e sem objectivos classificativos. E ainda por cima ficámos com menos um jogador. E da maneira que foi... A verdade é que foi assim mesmo e sem espinhas. Grande jogo, grande atitude, grande intensidade. Tudo que nos faltou para estarmos nesta altura a lutar pelo campeonato. Vem tarde, mas não convém esquecer que esta ponta final tem de ser aproveitada para o próximo ano. E isto vem no encontro do que tenho aqui dito. Há que pensar em mudanças mas nunca numa revolução ao nível do plantel. A única revolução que proponho é na orientação da equipa onde, de entre os candidatos desejados, Domingos continua a ganhar pontos e como seria engraçado se ele regressasse ao FCPorto no próximo ano para ser Bicampeão. (Humm... Não parece...)

O jogo até começou com mais perigo na nossa baliza mas poucas foram as alturas em que não estivemos por cima. E depois, com 10 jogadores, acabámos por vulgarizar por completo aquele que será muito provavelmente o próximo campeão nacional. O que não deixa de ser irónico visto que eles até estão mais habituados a jogar em superioridade numérica. Mas o adversário até acabou por empatar graças a uma felicidade imensa que foi o golo do Luisão (muito semelhante ao chouriço com a canela que já tinha metido contra o Braga). Mas a partir daí só deu FCPorto. Vamos lá ver se conseguem reservar as rotundas por mais uma semana...

Quanto à equipa, todos estiveram muito bem mas não podia deixar de fazer destaques. Para mim os melhores foram Bruno Alves, Alvaro Pereira e Guarín. Mas o melhor mesmo foi o Belluschi. Que jogaço! Nunca visto a este jogador. E aquele golo... Ele e o colombiano continuam a ganhar preponderância no planeamento do plantel da próxima época. Começo a achar que não precisamos de grandes reforços para o meio-campo.

Quanto ao árbitro, Jesualdo esteve muito bem: «Se apitar algum jogo assim na África do Sul não lhe darão mais nenhum para apitar». E põe um gajo destes a apitar uma meia-final da Liga dos Campeões. De bradar aos céus a expulsão de Fucile. Aliás dá-me a ideia que ele só viu amarelos em lances que não merecia visto que quanto acertou no Di Maria mesmo à minha frente, não viu. E depois há o penalty sobre Hulk, a agressão de Luisão, a expulsão perdoada a Maxi Pereira quando agarra o Alvaro isolado. Enfim, que belo representante vamos ter no Mundial.

Não esquecer que Cardozo não marcou.

Equipa para tentar dar a Falcao o título de melhor marcador:

Helton(ou Beto); Miguel Lopes, Rolando, Bruno Alves e Alvaro Pereira; Fernando, Meireles, Guarín e Belluschi; Hulk e Falcao.