segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Estes espanhois são uns exagerados...




Só sete pontos de vantagem e dão a Liga como decidida? Que faria se o campeonato deles tivesse apenas 30 jornadas e os pontos de vantagem fossem oito... Ou então se fossem onze tendo o líder um jogo a mais...

domingo, 30 de janeiro de 2011

Precisávamos de mais razões para não gostar da Taça da Liga?


Já chegava o facto de ser uma competição formatada unicamente para haver mais encontros entre os chamados grandes e o facto de termos um estranho e recorrente 'pé frio' na competição, ainda nos acontece isto... Perdemos o Rafa por muito tempo. Ele que vinha crescendo e que iria ser o titular no próximo jogo. Não deixava de ser um jogador com altos e baixos e ontem pudemos comprová-lo. Marca um grande golo para logo a seguir estender uma passadeira até à baliza de Beto. Muito azar... Força Rafa!

Mais uma vez, não me vou alongar na crónica visto que a competição não me merece grande atenção. É apenas interessante ver a evolução de jogadores que têm jogado pouco. Há uns que aproveitaram oportunidade como o Rodriguez, Sereno e Beto. Outros que vão fazendo umas coisinhas como Walter e Rúben. Outros que já deveriam estar bem melhor como Maicon e Otamendi. Outros que desaproveitam por completo as oportunidades como Souza e Mariano. Por fim os que já têm jogado e dão garantias como Guarín. Pouco mais a acrescentar. Jogou-se o suficiente para ganhar e foi pena termos oferecido dois golos.

No fundo, todo o enfoque da equipa está no jogo da próxima quarta-feira. E percebe-se perfeitamente. Não podemos é deixar de anotar que este é o primeiro objectivo não conseguido por Villas-Boas e pelo FCPorto. Por muito boa que esteja a ser a época a Taça da Liga foi um objectivo falhado.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O Pápa-recordes



Já sabemos que Villas-Boas não brinca e que este ano está apostado em bater todos os recordes. Já deve ter anotado na lista objectivos normais como o número de vitórias no campeonato, número de pontos, número de golos marcados e sofridos, melhor marcador, melhor assistente, melhor guarda-redes, etc. Sei que gosta de desafios e portanto proponho mais um para juntar à lista. Sei que será difícil até igualar mas, já que o precedente foi lançado nesta quarta-feira, deixo o desafio: Que tal tentar ter mais de três penaltis a favor no mesmo jogo? 

À partida será difícil mas acredito neste FCPorto.

PS: Ainda bem que o miúdo dos 30 milhões apareceu. Estamos a contar com ele para dar cabo do Nacional no sábado.

PS2: Olhei para a lista de convocados do Brasil e fiquei com a ideia que cabia lá bem o nosso capitão. E logo naquela que me parece ser a sua melhor época ao serviço do FCPorto...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Tinham pedido Ópera?

 
Pelo menos ao minuto 44 tiveram! Mais uma vez, uma boa primeira parte num jogo em casa. Muito toque, rapidez e passes a rasgar a defesa do Nacional. Em relação ao jogo com a Naval, há que destacar uma diferença: desta vez não tivemos Falcao. De resto voltámos a ter ali momentos de brilhantismo. Dá que pensar esta diferença entre o que esta equipa é capaz de fazer e o que fez em Aveiro e na segunda parte em Paços de Ferreira. Mas os Visitantes da próxima semana têm de se preocupar é com o que o FCPorto é capaz de fazer. É isso que os assusta. Se calhar foi por isso que falharam dois penaltis num jogo. Dá a ideia que não nos queriam apanhar pela frente...

Começa a ser difícil descrever a época que Hulk está a fazer. E na semana em que o ruminante treinador dos vermelhos andou a distribuir chapada à vista de todos, lembramos mais uma vez o castigo de Hulk. De facto não fez falta nenhuma... Quem anda a desabrochar é o James. Que grande golo! Cada vez mais confiante e com o regresso de Rodriguez passámos a ter um banco de suplentes capaz de agitar o jogo. Gostei também do Rafa. Não é um jogador que me agrade muito e acho-o extremamente limitado a defender. Mas como ontem nem foi preciso, nota bem positiva. Por último, destacaria Belluschi que comanda quase de pantufas todo o nosso jogo ofensivo. Pela negativa, não gostei da segunda parte de Moutinho. Deve estar a guardar-se para a próxima semana. 

São já onze os pontos de vantagem sobre o segundo classificado. Ainda assim haverá gente que deverá continuar a encontrar vários motivos para temermos o que aí vem. Villas-Boas é novo, estamos a jogar menos, os árbitro poderão deixar de ajudar, enfim... Toda e qualquer baboseira que vá entretendo a mourada. Na próxima semana temos mais uma oportunidade de calar esta gentalha.

Herói Por Um Dia...

Em noite de recepção à equipa madeirense, recordamos outro jogo caseiro contra outra equipa insular... estamos na época 1991-92 e os visitantes são a equipa da União da Madeira... a estrela do jogo chamou-se Petar Mihtarski com um estranho hattrick para um jogador que não vingou na equipa azul e branca...

Confere a ficha de jogo aqui...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

BenficaTV na Zon?

Inacreditável o que acabo de assistir durante 2 minutos na RTP... Por momentos pensei que a benficatv já dava na Zon, peguei no telefone para dar baixa do serviço porque não quero as minhas televisões infestadas com vírus e aí tive um momento de lucidez: Vi o logotipo da RTP e pensei "O Eusébio morreu e estão a fazer-lhe esta homenagem", fiz uma pesquisa rápida no Google e confirmei os meus receios, Eusébio morreu a 12 de Maio... 12 de Maio, fdx?!?! Cliquei no link, afinal foi a lontra do Oceanário...

Só vi benfiquistas na plateia que sempre deram tudo pelo clube: o Artur Jorge, o Pacheco do Verão quente não sei de que ano... só faltava o Vale e Azevedo; falou aquele senhor que também escreve n'A Bola, o Sr. Pinhão; e o apresentador era o Carlos Malato Castro.

Mas tudo isto para quê? O nosso serviço público decidiu assinalar (passo a citar o site da RTP) «a chegada de Eusébio a Lisboa há 50 anos», isto no dia em que faz 69 anos. A idade é bonita mas... fdx!?!?

De qualquer das formas recordo um dos momentos altos da Pantera Negra...


PS: Bem a propósito, associamo-nos à petição lançada pelo blog Renovar o Porto,  com o seguinte propósito: «Está online uma petição dirigida à Assembleia da República «Contra a Discriminação ao FCPorto e pela demissão da Direcção da RTP»

Para assinar clicar aqui:
http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N5635

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Frases à solta...

Do Mestre André:
"Seis vitórias consecutivas do FC Porto terão zero de importância, se forem outros a consegui-lo terão já muita importância. Mas nós queremos essa equipa por cima, porque dá-nos jeito, foi essa equipa fortíssima que o FC Porto venceu na Supertaça"

“Benfica tem sido protegido por alguma comunicação social. Parece-me claro, não é novo. O FC Porto agradece porque nos faz chegar ao sucesso. É apenas uma constatação"

"Eu é que era o miúdo que não me sabia comportar, que não sabia lidar com a pressão e, afinal, o graúdo faz figuras piores"

"Registo apenas com curiosidade a discrepância na análise destes atos relativamente àquilo que se passou nas minhas duas expulsões. É uma diferença brutal nas opiniões dadas"


Do Tiago Mesquista (in Expresso):
“Sábado, o Senhor Jorge Jesus, treinador do SL. Benfica agrediu claramente um jogador do Nacional em pleno relvado e não no escurinho dos túneis ali bem perto, com imagens de todas as televisões a confirmarem-no…”

“A pergunta é só uma: qual vai ser o castigo aplicado ao senhor Jorge Jesus. Duas aves-marias e três pais-nossos? Duas palmadinhas no rabinho?”

“Registei ainda com tristeza a cobardia generalizada da grande maioria da comunicação social, quer desportiva quer não desportiva em relação a este facto. O ano passado, por muito menos fez-se um caso que se arrastou até ao final da época como se sabe. Uns são filhos os outros são enteados. Não se admirem depois quando colherem as tempestades. Patético. “

domingo, 23 de janeiro de 2011

Suf-

 
Salvaram-se os 3 pontinhos neste que será por mim recordado como o jogo mais pálido da época. É mau? Nem por isso. É Suficiente... Precisávamos dos 3 pontos e nada mais.

Mas não engulo a conversa da ópera. É óbvio que é preferível ganhar em alternativa a perder ou empatar dando espectáculo. Mas só me contentaria com exibições como a de Sábado se percebesse que a equipa não poderia dar muito mais e com regularidade. Pois todos sabemos que a equipa consegue melhor e sabemos porque já o vimos nesta época. O que temos neste momento é suficiente mas não alegra e isto já vem do mês passado.

Em suma, tivemos um jogo decidido pelo suspeito do costume: o Incrível. Marca o penalti que arrancou sozinho. Continuo a achar que, da maneira como jogámos, pouco conseguiremos tirar de um jogador como Hulk na posição de ponta-de-lança. E o que tiramos não se poderá sequer comparar à opção Falcao. Convenhamos que a má exibição de Varela não ajudou. Tudo que tocava destruía... Há dias assim, mas não se percebe como esteve tanto tempo em campo. Mas o golo do incrível só conta porque a defesa esteve impenetrável. A isso não será alheia a inclusão de Fernando no lugar de Guarín. Apontarei apenas o excesso de faltas nas imediações da área. Algumas eram evitáveis. De resto, só detectei exibições regulares. Apenas destacaria que continuamos a perceber que James tem ali muito para dar. Está ali um grande finalizador e é pena que passe grandes períodos do jogo sem participar.

Na quarta-feira temos a oportunidade que ganhar uma vantagem superior a 10 pontos. Psicologicamente poderá ser importante. Esperemos que Falcao recupere.

Quanto ao episódio Scolariano de Jorge Jesus, aguardamos pacientemente pelo castigo. Graças ao trabalho jurídico do FCPorto na época passada, sabemos que não apanhará 6 meses... Ainda assim estou curioso.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Excelente notícia para encarar o fim-de-semana!

Nélson Benítez deixou de ser jogador do FC Porto (n'ojogo)

Sou mesmo céptico, fiquei mais contente com esta notícia do que com a contratação do novo Messi (que fardo que já vai carregar às costas e ainda só tem 17 anos)...

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Sábado é outra música


Foi relativamente fácil e foi um jogo bom para dar moral a alguns jogadores que têm jogado menos e para a afirmação de outros. Mas, como é óbvio, o importante é ganharmos pela segunda vez este ano em Aveiro.

Tendo sido um jogo de uma competição onde é mais que provável que o FCPorto seja eliminado, opto por uma crónica 'light'. Ficam os destaques:
- Bom jogo de Walter. É lento mas tem pés. Ficámos à espera do que fará quando atingir melhor condição física.
- Otamendi ganha aos pontos a Maicon, nos últimos jogos. Eu até gosto mais do brasileiro mas neste momento não há dúvidas quanto à titularidade.
- James continua a entusiasmar. Às vezes esquecemos que é ainda muito novo. Caiu um pouco na segunda parte.
- Fernando deverá voltar a aparecer mesmo a tempo da difícil eliminatória com o Sevilha. Por mim jogava já em Aveiro e alternava com Guarín nos jogos em casa. E marcou um golo!
- Até Rafa marcou. E jogou melhor que Fucile... Uma última oportunidade em Aveiro.
- Não pude ir ao estádio por estar fora do Porto. Os comentários de Rui Santos são inenarravelmente maus.(nem sei se a palavra existe)
- Vem aí o novo Messi. Bom cartão de visita...

Equipa para Aveiro:

Helton; Sapunaru, Rolando, Otamendi e Fucile; Fernando, Moutinho e Belluschi; Varela, Hulk e Falcao (Walter se o colombiano não recuperar)

Reservas em acção

Depois da vitória gorda do Nacional desta tarde, espero que Villas-Boas tenha o discernimento de pôr o mínimo de titulares em campo, no jogo de logo.

A Última Derrota Caseira do Melhor do Mundo...

Problemas técnicos fazem com que, momentaneamente, estejamos impedidos de recordar as nossas relíquias de BETA e VHS nesta rede global denominada Internet... como tal os vídeos regressam com algumas pesquisas cibernáuticas que realizamos...

O vídeo desta semana vem de encontra à actualidade... é o resumo da última (e única) derrota caseira do Melhor Treinador do Mundo frente ao Beira-Mar, o nosso adversário das duas próximas jornadas... O resumo tem algumas pérolas, embora o meu destaque vai inteirinho para a expulsão de Deco, o meu ídolo... lembro-me perfeitamente do jogo e deste episódio em particular, com o nosso mágico, completamente "cego", a oferecer a bola ao Xistra, aquando da sua expulsão, que teimava em embirrar com ele... Mourinho também entra dentro do campo para intervir, mas o nosso 10 estava completamente fora de si e possuído de raiva... quem pagou foram os placards de publicidade...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

É para comê-los!

Espero que tanto ovo mole não dê azia...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O trio maravilha e as novas proporções da falta de vergonha


O que vimos hoje já foi bem melhor. Mas ficaram-nos a dever uma goleada. A isto não será alheio o facto de termos os nosso trio de ataque de volta. Hulk, Varela e Falcao espalham o terror em qualquer defesa e o último classificado não seria um obstáculo difícil de transpor. Ainda assim o golo demorou. Não que estivéssemos a jogar mal. Simplesmente, ontem, o último passe deixou muito a desejar. Foi por isso que não goleámos e foi por isso que só marcámos aos 43 minutos. Tivemos uma boa dinâmica de jogo com desmarcações e 'passes a rasgar' constantes e houve grandes jogadas que não deram golo por causa do pequeno detalhe que é a assistência para o toque final. Acabámos por marcar o primeiro numa grande jogada individual de Varela. James é bom mas Varela é outra coisa e notou-se quando, na segunda parte, se trocou um pelo outro. Logo a seguir veio uma jogada que é a cara do que o FCPorto foi até Dezembro. Recuperação de Belluschi no meio-campo adversário, toca Varela, toca Falcao, toca Belluschi e golo de Hulk. Tudo muito simples, prático e bonito. Grande momento no Dragão! Na segunda parte Hulk aproveita uma oferta para lançar nos adeptos o cheirinho a goleada. Não se concretizou e até acabámos por sofrer um golo numa altura em que já estávamos em descompressão. Nada que manche a exibição da equipa, mas mancha a de Fucile. Mais um erro a juntar ao monte que ele já acumula este ano. É um jogador que eu aprecio imenso. Ou se calhar apreciava. O Fucile que eu admiro não é este que é expulso e faz penaltis atrás de penaltis. Também não gostei naquela última fase da exibição de Rolando. Quanto aos restantes jogadores, destaco o regresso de Falcao, logo com um golo, e a eficácia tremenda do Incrível.

O saldo foi portanto bem positivo. Três pontos, boa exibição e regresso de alguns jogadores que têm estado lesionados. Era mesmo disto que precisávamos. E até poderíamos ter aumentado a vantagem para o segundo classificado. Confesso que não tinha grandes esperanças. Tínhamos uma Académica a ressacar da perda de Jorge Costa e tínhamos uma conveniente nomeação de Elmano Santos. E foi por aí que as coisas se resolveram: 0-1 com um golo com o braço e em fora-de-jogo. Golo com o pleno das irregularidades! Aguardo pelas devidas correcções na tabela classificativa do 'campeonato da verdade'. Se calhar o FCPorto recuperou uns pontinhos... Ou será que não haverá nenhum reparo a fazer? Pelos vistos o culpado não foi o Elmano. Foi a Sport TV. Fico a aguardar pelo comunicado vermelho a pedir que os adeptos cancelem a subscrição da Sport TV. Se tiver o mesmo efeito que o boicote aos jogos fora... Tudo isto na semana da imaculada contratação de Jardel. A vergonha está a atingir umas proporções que ninguém imaginava. Mas ainda assim olhamos para eles pelo retrovisor e à distância de oito pontos. E isso custa...

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Trabalheira para Rui Pereira…


Adivinha-se mais trabalho para o nosso Ministro da Administração Interna, ele que foi tão célere a resolver os problemas de insegurança do seu clube colocando no terreno centenas de agentes na protecção a um autocarro… Isto a caminho do Porto porque no regresso quem fez a escolta foram os simpatizantes da agremiação que estavam desejosos de estender a ‘manita’ sobre os jogadores.

Bom, os problemas continuam e Rui Pereira também vai ter que reunir com o Bartolomeu depois do que se passou no último jogo:
A Direcção do UD Leiria emitiu esta sexta-feira um comunicado onde acusa a PSP de «investir de forma violenta e gratuita» sobre os adeptos leirienses que assistiram ao jogo com o Benfica. Ao mesmo tempo, informa que solicitou «uma averiguação e tomada de posição ao Ministério da Administração Interna».
(…)
A Direcção leiriense «estranha que os referidos agentes não tenham tido a mesma valentia para sequer entrar no sector das claques visitantes, onde, por esta altura, se abriam tochas e se atiravam petardos para a pista de atletismo. Como vem sendo habitual, preferiram descarregar alguma frustração sobre a meia centena de elementos que compunha a claque de adeptos da casa, constituída, em grande parte, por crianças e jovens entre os 15 e os 25 anos».
(…)
«Os factos assumem maior gravidade, pelo facto de nenhum dos agentes usar placa identificativa, escusando-se a fornecer a referida identificação quando solicitada pelos agredidos e por directores deste Clube, nomeadamente o principal responsável pelas referidas agressões, que além do mais foi de imediato “encoberto” pelos restantes agentes».

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Este não leva as mãos à cabeça...

 
Ao contrário de Guarín, Hulk já está habituado a meter a bolinha lá onde mora a coruja. E assim se resolveu o jogo e, mais uma vez, a mata do Jamor está a dois jogos. 

Mas não deixa de ser um pouco preocupante a dificuldade que tivemos em marcar golos ao Pinhalnovense... Quanto a isso a primeira coisa de que me lembrei foi da falta de um ponta-de-lança do tipo de Falcao para empurrar lá para dentro as 20 bolas que o guarda-redes adversário defendeu para a frente. E depois, não me parece que Hulk possa jogar como ponta-de-lança se a equipa continuar a jogar como se lá estivesse Falcao... Basta ver que Hulk teve de voltar para a sua posição para marcar. Assim não ganhamos nada por ter ali um jogador rápido e com capacidade para explorar as costas da defesa. Ou seja, será uma solução interessante, mas nota-se que é preciso trabalho. Depois tivemos uma noite de folga para alguns jogadores. Uns estavam em campo outros não. Começa a ser usual nestes jogos e nem o bom discurso do nosso mister parece mudar esse relaxamento. Como tal nem vou fazer grandes considerações sobre as exibições dos jogadores, até porque apenas Hulk satisfez...

Para terminar deixo alguns considerandos sobre o jogo e não só:
- O Pinhalnovense jogou lá na frente com um pinheiro em final de carreira...
- Ontem foi uma das raras ocasiões em que gostei mais do equipamento do adversário que do nosso.
- Ouvia-se um «Chuuta!» a cada vez que o Guarín pegava na bola...
- O jogo poderia ter ficado mais fácil se tivéssemos contratado, no dia do jogo, um dos melhores jogadores do Pinhalnovense impedindo-o de jogar, mesmo que estivesse convocado.
- Três jogos em casa, duas exibições fraquinhas e uma razoável. Vejam lá se tratam disso porque em Janeiro temos ali muitos jogos...
- Vejam na TV o lance do penalti sobre James. É revoltante não se marcarem coisas destas!
- O post abaixo faz todo o sentido. Até me passou pela cabeça que fosse feriado. Dia 23 Às 17h? Não se admite!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Estado de Choque

Não, não é pelo 0-0 nesta altura frente ao Pinhalnovense. Acabo de ler que o jogo contra o Sevilha no Dragão vai ser numa quarta-feira às 17h. Às 17h?!?!

Isto está mesmo para quem não trabalha... O caricato é que jogamos contra o Pinhalnovense às 20.45 e contra o Sevilha às 17...

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Há uns mais especiais que outros...

 
Mas a vantagem curta de 3% para Del Bosque é no mínimo ridícula! A inveja é uma coisa muito feia...


PS: Falava há pouco com uns amigos sobre a vitória de Messi. Se o critério não eram os títulos conquistados, porque é que Ronaldo não aparece pelo menos nos 3 primeiros?

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Alguém tinha de pagar


O momento do jogo foi mesmo este do primeiro golo. Guarín nem queria acreditar. Até eu na bancada levei as mãos à cabeça. Que golaço! Um verdadeiro pontapé na crise! Não na crise de resultados, mas na crise de exibições. Se até ao golo tínhamos um jogo controlado mas pouco empolgante, a partir daí tivemos espectáculo e uma boa segunda parte. Foi uma bela resposta à primeira derrota! Mas o que mudou? Pouca coisa mas com efeitos claros. Primeira mudança: Varela. Não foi a melhor exibição que vimos a Varela mas, na minha opinião, ele traz algo à equipa Hulk e James não fazem tão bem, que é profundidade nas alas. Varela procura quase sempre a linha ao contrário dos outros dois que procuram sempre a baliza. Isso torna o nosso jogo mais versátil e imprevisível. A segunda mudança foi a troca de Walter por Hulk. Nem de propósito, ainda esta semana falei aqui nessa possibilidade. É uma realidade diferente ,mas como se pode ver nos últimos três golos, Hulk tem grandes potencialidades a jogar mais ao meio. E estou convencido que ele joga na ala só pelo facto de termos um avançado como Falcao. Assim ganhámos mais uma opção.
Mas tudo isto correu ainda melhor por causa da grande exibição de um jogador. Dá vontade de perguntar se ele se tem andado a enganar ou se nos enganou a todos no seu primeiro ano de clube. Dois golos excelentes, e mais uma serie de jogadas perigosas como aquela em que Moutinho atira ao poste. Começa a ser uma caso sério e Fernando, tal como aconteceu com Rúben, parece que perdeu o lugar. De resto gostei de quase todos, sobretudo na segunda parte. Apenas um reparo ao Otamendi que até parece melhor a lateral que a central e a Maicon que continua com algumas distracções preocupantes. Rafa esteve melhor.

Um reparo também para o árbitro. Muito fraco. E isso nota-se mais num jogo com poucos lances difíceis para decidir. O melhor exemplo é o lance em que Sapunaru é calcado, tendo de ser substituído. Nesse lance a falta foi marcada ao contrário e com amarelo para o romeno...

Para terminar não poderei deixar de referir as declarações pouco inspiradas do nosso Presidente. É óbvio que os jogos da Taça da Liga são para ganhar, por muito que seja a nossa última prioridade em termos de competições. E o nosso líder não pode vir dizer o contrário...

Equipa para o Pinhalnovense:

Kszieck; Otamendi, Rolando, Maicon e Rafa; Fernando, Moutinho e Rúben; Varela, James e Walter.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Poder de fogo


Foi o grande problema no jogo com o Nacional. Muita posse de bola, adversário encostado lá atrás, alguns remates e zero(?!) oportunidades de golo. (Ok, duas...) Faltou Falcao e faltou poder de fogo. Para que não falte amanhã, proponho que os jogadores se inspirem nas conferências de imprensa do nosso mister. São uma delícia! Vejam só a maneira cruel como respondeu à diarreia verbal de Jorge Jesus sobre os méritos da vantagem do FCPorto: "Relativamente aos confrontos directos entre FC Porto e Benfica, se calhar convém referir que, nos últimos três jogos, o FC Porto leva um "score" de 10-1 sobre o Benfica, e se a tentativa de Jesus é pôr em causa a competência do FC Porto, pelo menos ele não a pôs nos últimos três jogos. É de tal forma gritante que se calhar convém relembrar-lhe qualquer coisa."

Nem devia ser preciso lembrar... O 'Manotazzo' ficou bem marcado.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Dava jeito, não dava?


O FCPorto na capa do jornal A Bola? Humm... Só a possibilidade dá para animar o mais desiludido dos 'batalhadores pela verdade desportiva'...

A verdade é que, já esta semana, falámos de um jogador difícil de substituir no plantel - Alvaro Pereira. Mas Falcao será talvez o pior desses casos. Em primeiro lugar pela qualidade imensa do avançado, que faz com que Walter pareça um nabo quando com ele for comparado. E depois pela própria composição do plantel que  apenas deu a Villas-Boas essa alternativa. Será que afinal vamos ao mercado? Quanto a isso, direi que eu sempre que vi Hulk jogar nessa posição, gostei. Mas a nossa maneira de jogar teria de mudar.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Razão para alarme?

 
Depois do que se tem visto do Rafa e com a lesão de Fucile... SIM!!!!

domingo, 2 de janeiro de 2011

5 jogos seguidos no Dragão! Venham todos!

 
Até nem me parece má ideia esta campanha que lançaram para Janeiro. Não contavam era com o desempenho medíocre da equipa... Para ver a equipa jogar assim, ainda bem que puseram os bilhetes a 2 euros...
Mas vamos ao que interessa. De uma vez foi tudo. Foi a invencibilidade e, provavelmente, a possibilidade de ganhar a Taça da Liga. Ao Nacional bastará ganhar em casa ao Gil Vicente... Nem sei quais são as regras de desempate, nem me interessa. Confesso que tal como acontece com a Liga Europa, não aprecio esta competição. Está a papinha toda feita para uma final entre dois grandes e só resultados improváveis como o de hoje, poderão mudar esse destino desta competição, mais virada para o dinheiro que para o futebol. Mas o facto de a competição ter este formato torna ainda mais grave a derrota de ontem. Mas mais preocupante ainda, foi a exibição. Perder é uma coisa que acontece e até custa menos se for uma coisa fora do contexto. Neste caso não foi. Há uma sequência de declínio do futebol da equipa em Dezembro que culminou neste jogo. E o pior é que esta perda de competitividade estava à vista de todos e nada foi feito, ou pelo menos não se nota. Dirão que jogámos desfalcados de Falcao, Varela, Fernando, Belluschi e Palito. Mas isso só nos fará pensar que o plantel não é assim tão forte nas suas segunda linhas. Não me parece que seja verdade. Há ali 3 jogadores que não são deste filme: Kszieck, Sereno e Rafa. Todos os outros têm obrigação de manter o nível da equipa quando entram. Não foi o que aconteceu. Vejam o resumo e tentem encontrar jogadas de perigo do FCPorto. Ou temos remates de longe ou um lance de James Rodriguez. Muito pouco! Dirão que o Nacional não fez melhor, mas tem obrigação? Dado o formato da competição o empate era um óptimo resultado para eles e foi isso que tentaram. Nós é que temos de fazer bem melhor que uma oportunidade de golo num jogo em casa.

Individualmente temos o Hulk que está no melhor e no pior e temos Guarín que foi o nosso melhor em campo. Ninguém mais me impressionou. Piores em campo: o polaco, Sereno e o Rafa. Eu não sei se o redes custou 100 mil ou 8 milhões, mas é um substituto à altura do Nuno Espírito Santo... Quanto aos outros dois, poderão contar aos netos que atingiram o seu limite na época de 2010/2011 quando conseguiram fazer parte do plantel do FCPorto. E, de acordo com o princípio de Peter, atingiram aqui o seu nível de incompetência..

Na próxima semana não me passa pela cabeça que não seja limpa esta péssima imagem dada no Dragão. E de forma categórica!

Esquecendo o fraco futebol, ontem foi feita uma bonita homenagem a Pôncio Monteiro. É merecido! Pena não lhe termos oferecido uma vitória...