Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2015

Pontos

Imagem
Mais do que o resultado de Domingo, o que me custou mais foram as explicações de Lopetegui para o que aconteceu. Dizer que 'tentámos mas a bola não entrou' é muito pobre. Este treinador já nos habituou a explicações parcas de conteúdo mas, num momento em que, pela enésima vez, voltámos a não capitalizar uma 'escorregadela' de um adversário, exigia-se mais. Se ele não percebe o que se passou, tentarei explicar em 6 pontos, representativos dos 6 que já esbanjámos este ano: 1. Com 22 Andrés tínhamos ganho o jogo com facilidade. Pelo contrário, no domingo, assim que atingíamos uma oportunidade de golo, relaxávamos e só voltávamos 'à carga' 10 minutos depois. «Isto há de se resolver...». Aqui o ponto é a intensidade de jogo; 2. Vi Lopetegui queixar-se de não ter ainda penaltis a favor. Para ter penaltis é preciso pisar a área com a bola controlada... Para ter livres frontais é preciso pisar esses terrenos. O nosso modelo de jogo é marcada e ideologicamente later…

Vitória fácil mas facilitada

Imagem
Regressámos ontem ao Dragão com o resultado esperado. A vitória que obtivemos contra o Chelsea, deixava escancarada a possibilidade de nos assumirmos como líderes do grupo. Em Israel teremos de a confirmar e prevêem-se maiores dificuldades.
Mas acredito que, em Israel, só será mais difícil se lá aparecer um FCPorto parecido ao de ontem. Fomos, de facto, muito superiores, mas não demonstrámos argumentos para que tal ficasse claro no marcador, por exemplo através de uma goleada. Desde logo, por uma ligeira atitude sobranceira demonstrada. Fiquei com a sensação que o golo poderia surgir a qualquer altura. Tal deveria empolgar a equipa. O efeito foi o relaxamento geral. A cada aceleração correspondia uma jogada de perigo e, logo a seguir, vinha um período de relaxe e de remates estéreis dos Israelitas. Equipa muito fraquinha, diga-se. O jogo foi uma sucessão destes momentos até ao final. Um golo no final teria ajudado a disfarçar uma exibição pouco inspirada, mas que acabou por ser segur…

Jogam as segundas, marcam as primeiras linhas…

Imagem
Num jogo onde se mudou quase tudo e mesmo com os habituais titulares a jogaram em posições diferentes, por exemplo, Layun a ganhar rotinas no lado direito da defesa para o jogo com o Braga e Imbula a 6 só para manter o ritmo competitivo já que nessa posição estamos bem servidos, acabamos por ser competentes e agora o Julen já sabe o que é passar uma eliminatória na Taça!
Tello parece estar finalmente a «acordar», entrou bem contra o Belenenses e fez um bom jogo na Póvoa. Se voltar ao Tello que prometia na época passada no seguimento do hattrick ao Sporting e antes da lesão em vésperas da eliminatória com o Bayern, será (ainda não é, por isso o título da crónica é apenas um desejo e não uma constatação) uma «primeira linha» e disputará um lugar no 11 com Corona.
Destaque para Osvaldo para o que trabalhou durante os 90 minutos mas também pelo que falhou. Um avançado vive de golos e quando se falha assim custa, com certeza, ganhar aquela moral ou estrelinha que um avançado precisa. Assi…

Basculação Moment 1997.08.25...

Imagem
Em 1997, o Varzim Sport Club regressava ao principal campeonato do futebol português 10 anos depois da sua última presença... a estreia foi em casa e contra o nosso FC Porto... os azuis e brancos saíram vitoriosos do encontro por 2 golos sem resposta, um deles da autoria de Sérgio Conceição...

A braçadeira

Imagem
O FCPorto fez um bom jogo com um adversário incapaz de travar  Brahimi e Corona endiabrados. Sobretudo o primeiro. Mas já lá vamos. Excepcionalmente o meu destaque vai não vai parra o MVP, mas para o braço do Ruben Neves. Quando o vejo regressar do balneário com a braçadeira fiquei com a sensação de que estaria a assistir a um momento que poderá ser histórico. Basta que Ruben cumpra nos próximos anos o que se espera dele: um capitão com um grande talento e com sangue portista.
Quanto ao jogo, julgo que apresentámos o nosso melhor onze no momento e isso ajudou. Já sabemos que este futebol de Lopetegui é previsivelmente lateralizado. Mas Lopetegui não tenta ser previsível. Simplesmente tenta potenciar o talento dos seus alas e isso foi plenamente conseguido ontem. Em noite de tamanha inspiração dos dois alas, em simultâneo, poucas serão as equipas que não sofrerão no Dragão. Aconteceu com o Belenenses, que chegou a assustar na primeira parte com duas ocasiões de golo. Mas do lado cont…