segunda-feira, 30 de junho de 2008

O galo do Francês


Platini tem-se mostrado bastante interessado no caso do nosso FCPorto e não se cansa de falar dele, por muito que demonstre conhecer pouco sobre o assunto. Vejamos o que disse o Presidente da UEFA:

Ao jornal El Mundo Deportivo:« Não estou nada satisfeito com a inclusão do FC Porto na Liga dos Campeões… Digo-o sem reservas. Enquanto for presidente, a UEFA vai lutar até à morte contra este fenómeno. Se uma equipa foi sancionada pela sua federação, pela UEFA, por corrupção, não pode disputar uma competição europeia.»

E um dia depois na conferência de imprensa de lançamento da final do Euro-2008 (apropriado não acham?):« Somos uma casa de futebol e combateremos toda a forma de batota. O F. C. Porto foi acusado de corrupção em 2003/04, ano em que ganhou a Liga dos Campeões e, pelos novos regulamentos depois do caso Milan, fomos obrigados a tomar decisões. Depois houve complicações jurídicas e a situação mudou. Mas repito que a UEFA combaterá toda forma de batota.» Mais adiante deixou mais uma achega: «E de qualquer forma o Benfica levou o caso ao Tribunal de Apelo, por isso...»

Como fanático de futebol, jogadores como Platini sempre me encheram as medidas. Sempre preferi jogadores cerebrais como Lucho e Deco, a portentos físicos e técnicos como Cristiano Ronaldo e o nosso Quaresma, por exemplo. Prefiro aqueles que têm as jogadas na sua cabeça muito antes de elas acontecerem, aqueles que põe a inteligência ao serviço do jogo. Platini era um desses jogadores. Em campo parecia que Paltini tinha na cabeça tudo o que iria acontecer: as desmarcações dos colegas o posicionamento dos defesa contrários, o sítio exacto onde a bola iria estar. Fora do campo, Platini parece ter perdido um dos seus maiores talentos: a intuição. Já todos percebemos que ele quer marcar uma posição de mudança na estrutura da UEFA. Quer mostrar ao mundo que com ele tudo vai ser diferente. ‘Acabou-se a influência dos clubes/tubarões da Europa!’ ‘Acabou-se a corrupção!’ A sua intuição disse-lhe que ele devia fazer deste um caso modelo, um exemplo para todos. Mas escapou à sua intuição que ele está dependente de estruturas frágeis e pouco credíveis. Hoje o TIC do Porto decidiu arquivar um dos processos gerado pelos mesmos factos que sustentam a decisão da CD que ele diz ter «sancionado» o FCPorto. Mais, o juiz, relativamente à testemunha chave de todo o processo «concluiu que Carolina Salgado prestou falsas declarações», citando a notícia do JN. Mais ainda: « O juiz ordenou que seja enviada ao DIAP certidão das declarações prestadas, em sede de instrução, pela testemunha Carolina Salgado, com vista a eventual procedimento criminal por testemunho agravado falso. Carolina Salgado pode incorrer numa pena até cinco anos de prisão.» Pois é Platini! Ainda deve custar aquela época de 2003/2004 em que limpamos 3 das mais fortes equipas francesas dos últimos anos: O Lyon de Malouda, Essien, Juninho, Edmilson, o Marselha de Drogba e Mido e o Mónaco de Morientes, Evra e Giuly.

E isto é só o início da desmontagem do episódio trágico-cómico que foi a decisão do ‘Apito Final’. É preciso ter galo Platini! Tu que ias ser o Sr. Anticorrupção, vais acabar por cair no ridículo como os auto-intitulados ‘Paladinos da Verdade Desportiva’, da segunda circular.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Um golo do crl...

O vídeo desta semana surge de uma pesquisa do que já há na net do nosso FCP e do user fmgest do youtube recolhi este momento...

As imagens falam por si... um golo fantástico com uns festejos bem particulares com que André agradece a Jorge Couto o feito conseguido...

O jogo diz respeito à época 1990/91 em que vencemos por duas bolas a zero no antigo Estádio José de Alvalade...

sábado, 21 de junho de 2008

Início das hostilidades

Declararam-nos guerra há já muito tempo e todos os Portistas estavam em pulgas para ver quando vinha a resposta. Esperamos bastante mas, pela notícia de hoje, começamos a contra-ofensiva em força. No ano passado, 4 jogadores impediram o Benfica de ficar abaixo dos 10 primeiros: Cardozo, Rui Costa, Quim e Cebola. Nada mais gostoso que contratar um dos melhores 4 jogadores do nosso adversário de morte.



Mas todos queremos mais e isto veio aguçar ainda mais o apetite. Venha o Valdivia! Venha o Pablo Aimar! Isto é guerra!

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Retaliação!


A decisão de hoje não trouxe nada de novo. O processo volta atrás e fica tudo à espera da decisão do Conselho de Justiça da Federação. E aqui temos duas hipóteses: ou se aceita o recurso de Pinto da Costa e aí é impossível sermos excluídos ou não aceita o recurso e voltamos ao mesmo. Aqui, gostava que alguém me explicasse se o recurso apresentado ao tal tribunal arbitral tem efeitos suspensivos sobre a decisão da UEFA. É que já ouvi as duas coisas… Quanto à questão de Benfica e Guimarães passarem a ser assistentes no processo, para mim foi um rebuçadinho que a UEFA lhes deu para eles ficarem caladinhos. É óbvio que o caso volta para trás unicamente por causa da questão do recurso de Pinto da Costa.

Uma coisa é certa, não podemos continuar a assistir a actuação da Federação, da Liga e sobretudo do Benfica e não fazer nada!

Quanto à Federação, pelos vistos alguém pôs em sentido o tal João Leal e deu para perceber que o único culpado da decisão inicial foi ele e só ele. Espero que o FCPorto exija que este ‘artista’ seja responsabilizado pelo que fez.

Quanto à Liga, já não chegava haver uma decisão encomendada e pessimamente suportada por um órgão que carece e muito da independência necessária para uma decisão desta importância, temos agora esta questão do parecer sobre se o caso transitou em julgado ou não. Pelos visto há um documento do departamento jurídico, ou qualquer órgão do género, e um documento assinado pelo próprio Presidente da Liga que diz o contrário. Ora mais uma vez é preciso fazer ver a esta gente que existe um valor que deveria nortear a sua actuação. Estou a falar de isenção! Não podem haver pareceres ao gosto do freguês! Haja vergonha! Já se viu que anda lá dentro uma luta entre órgãos que só ajuda a que o nosso caso se arraste ainda mais com consequências incalculáveis nomeadamente na preparação da próxima época.

Quanto ao Benfica, já não consigo esconder que onde anteriormente só havia um sentimento de rivalidade, agora há ódio! Não suporto que a maior parte dos benfiquistas se reveja nesta direcção. Acho incrível a forma como eles se baseiam na decisão da CD da Liga e a apresentem à UEFA como se não tivessem nada a ver com o processo de decisão. Como se não fossem eles que ameaçaram deixar de participar na Taça da Liga enquanto não houvesse decisão das instâncias desportivas, por muito que esta se antecipasse ao processo em curso nos tribunais. Como se não tivessem nada a ver com a fabricação e preparação da prova Carolina Salgado, do livro e do filme. Como se não tivessem usado a sua influência para que o apito só apitasse a Norte. Como se não tivessem nada a ver com a publicação pelos jornais que dominam, de escutas e de notícias que vão mantendo cirurgicamente o caso vivo e que vão fazendo a cabeça das pessoas de tal forma que era impossível outra decisão que não fosse a condenação do FCPorto. O país não vinha a baixo se a decisão fosse outra. Lembro-me do dia em que o Professor de Direito Ricardo Costa apresentou a decisão: ‘Ponto de Viragem no futebol português!’, clamaram... E se fosse ao contrário? Será que este presidente da Liga ainda lá estava? E apresenta-se o Benfica meramente como assistente do processo desta forma: como meros defensores da ‘verdade desportiva’. Já vimos qual é a verdade desportiva destes senhores. É o que interessa! Usa o mesmo critério que fez passar o João Leal de bestial a besta. O mesmo critério que originou o episódio mais vergonhoso dos últimos 20 anos no futebol português: o jogo com o Estoril no Algarve.

Não aceito! Quero mais do meu clube! Quero mais dos meus colegas sócios! Quero que seja exercida pressão pública sobre os órgãos de decisão! Quero que o FCPorto reúna provas sobre o Estoril-Gate e as apresente à entidades competentes! Quero manifestações! Quero comícios! Tudo o que, por muito absurdo que pareça, faça o país ver que nós nunca aceitaremos isto calados! Pego nas palavras do Sr. Fiúza: ‘Isto é um nojo!’ Quero uma resposta forte! Quero retaliação! E em especial contra o Benfica! Estamos no defeso. O Rodriguez já assinou? Então quero o Rodriguez no FCPorto! Não faz falta? Mas isso interessa? Isto é guerra! Aliás deveríamos fazer uma oferta por cada jogador interessante que o Benfica tente contratar. E isto em todos os escalões. Quero assédio aos jogadores das camadas jovens! Não quero saber do dinheiro! Quero vingança! Julgo que todos queremos…

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Antes do italiano...

... e muito antes do Special One... o vídeo desta semana recorda um tal de José Mourinho, um dos adjuntos da equipa técnica do FCP em 1995/96... Trata-se do rescaldo da primeira jornada da referida época em que Mourinho vai ao "Domingo Desportivo" de então e quando é chamado à acção nota-se que há ali algo mais do que um mero tradutor... imperdível...



Outras Notas...

- Não sei se este vídeo é fantástico pelo Mourinho ou pelas parvoíces de Vítor Correia, o Jorge Coroado de então, especialista em arbitragem e, claro, ex-árbitro...

- Do que ouvi concluo que se for de lado até a perna se pode partir que é no máximo amarelo...

- Depois Mourinho... a entrada em cena é genial... nota-se uma certa tremideira, mas tem algo inato a ele... apenas lhe faltava a confiança de agora...

- O que era aquela camisa apertada até ao pescoço???

- E a expressão facial de Mourinho mesmo no fim da peça quando Miguel Barroso manda aquela piadinha a seu respeito... não se ouve, mas lê-se perfeitamente o que Mourinho está a pensar: "Olha este fdp tb deve querer ouvir..."

- Neste vídeo o som é fundamental, mas se, de momento, não tiverem, passem só os olhos e comentem para vocês a expulsão de Amunike... depois ouçam com som... :-)

Post curto

Curto para não chegar muito para baixo o post do Lamas.

Hoje aconteceu o previsto. O importante vem aí e confesso que tendo em conta a ambiguidade da norma, a questão da retroactividade e as próprias bases do processo de decisão da CD da Liga de Clubes, estou bastante optimista. Basta ver que a tradução das regras de acesso em Francês já não dizem a mesma coisa… Basta ver que são aceites para o próximo ano duas equipas envolvidas em processos semelhantes nos últimos anos: Juventus e Fiorentina. Para não falar no Milan da Taça UEFA. E depois, a decisão da UEFA é baseada numa confiança cega nas instâncias desportivas portuguesas. Se tudo correr como esperamos, eles vão perceber que não deviam confiar e nessa altura espero que o FCPorto seja devidamente compensado pelos prejuízos incalculáveis que vai ter na construção do próximo plantel, para além das receitas de publicidade, venda de Lugares anuais, etc….

Fico a aguardar, a partir de agora, finalmente uma posição de força do nosso Presidente e já a começar na entrevista de logo.

Para terminar, no final deste processo pretendo discutir muito a sério as responsabilidades dentro do clube disto que nos está a acontecer. Mas deixo já uma aperitivo: nós, os sócios, temos muita culpa! Deixamos que a nossa admiração pelo nosso Presidente nos impeça de ter espírito crítico. Eu já acordei e não pretendo culpar somente o departamento jurídico… Mas primeiro vamos à luta e vamos unidos!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

A densa actualidade Portista


Muito se passa neste momento na órbita Portista. A decisão, a rescisão, a transferência e a diarreia verbal.

Comecemos exactamente pelo Quaresma. Aprecio imenso o jogador e acho que não vamos a lado nenhum no Europeu enquanto o mantivermos no banco. Mas já não há paciência para o cigano! Anda histérico… Já todos sabemos que ele quer sair, já todos sabemos que no ano passado ele só renovou com a garantia de que seria negociado no verão e imagimo até que qualquer proposta acima da do Bosingwa será aceite. Agora, é preciso a proposta chegar… Calma!

Proposta chegou pelo Postiga. Não sei bem o que pensar deste negócio. Por um lado, parece um milagre alguém dar dinheiro por um avançado tão insistente na mediocridade. Postiga era um problema no plantel. Era um dos jogadores mais caros e um dos que tinha pior rendimento e pior relação com os adeptos. Um clube como o FCPorto não precisa de um avançado que só marca quando as coisas correm bem ou quando a equipa está em boa forma. Precisamos de alguém que faça a diferença (e por isso imagino que Adriano siga o mesmo caminho). Por outro lado, e mesmo tendo em conta todos estes defeitos do Postiga, se repararmos no plantel do Sporting deste ano, não vemos muitas opções melhores que Postiga, alás tal como na selecção. Temos Liedson e a adaptação de Vukcevic e mais nada. Ou seja, por um lado livramo-nos de um peso morto, por outro, um adversário directo sai reforçado… É o risco de fazer negócios com adversários directos, mas acho que neste caso o risco é maior para o Sporting visto que nunca se sabe o que sai daquele jogador. E pode ser que o tal Diogo Viana seja craque. Veremos…

Com isto chegamos ao Paulo Assunção. Parece-me óbvio que a decisão estava tomada há muito tempo e que o jogador tinha vários clubes interessados no seu concurso e, como tal, estaria devidamente aconselhado para tomar esta atitude. É claro que não cai bem uma saída destas e que está fechada qualquer possibilidade de futuro relacionamento com o jogador. Agora, é óbvio que um jogador destes, com o seu passe na mão, consegue facilmente o contrato da vida dele. Basta ver o exemplo do Ballack. Quando chegou a Inglaterra ficou a ser o jogador mais caro da Liga o que é incrível dada a influência de jogadores como Gerrard, Lampard, Terry ou mesmo Ronaldo. É normal que os clubes prefiram investir no salário do jogador alguma da poupança que fazem na transferência e é por isso que por vezes os clubes cometem loucuras nalgumas renovações de contratos, aliás como fizemos este ano com vários jogadores, nomeadamente Quaresma. Falta saber porque não se tentou atempadamente a renovação com Paulo Assunção, nomeadamente quando se viu a influência que tinha na equipa de Adriaanse. Logo aí e tratando-se de um dos melhores jogadores do plantel, tal deveria ter sido recompensado com uma melhoria substancial do contrato. Fica a pergunta: tentou-se renovar o contrato do Paulo Assunção no ano passado, ou só se tentou este ano? Merecemos uma explicação dos responsáveis.

Por último, na quarta-feira conhecemos a decisão da UEFA. Dadas as circunstâncias advinha-se uma decisão nada favorável a todos e aqui incluo FCPorto, UEFA, Liga e Federação. Advinha-se porque se colhesse a opinião da não aplicabilidade da norma nem sequer existiria processo. Adivinha-se pelo prazo que foi dado para a decisão (entregamos os argumentos até terça e a decisão sai logo na quarta). Mas advinha-se sobretudo pelo factor Platini. Ele fez uma campanha assente na ruptura com o passado e como tal não perde uma oportunidade de demonstrar o seu enorme ego e de certeza que pretende sair para as bocas do mundo como o ‘Sr. Anticorrupção’. O que ele não sabe, ou então não se importa minimamente, é que se está a associar a uma das maiores vergonhosas decisões desportivas de que há memória. Mais. Acredito que a decisão nos vai prejudicar irreparavelmente a preparação da próxima é época. No entanto, julgo que o recurso a para instâncias desportivas superiores, só poderá servir para inequivocamente provemos a inocência do clube, a inexistência de viciação dos resultados em questão e, sobretudo, a pobreza dos argumentos e das provas (!?) apresentadas pela Comissão Disciplinar da Lida na sua decisão. Ou seja, se calhar não vamos ter de esperar pelos tribunais Portugueses (tempo de poupança estimado de 3 a 4 anos…) para nos livrarmos deste estigma e desta perseguição sem paralelo. Nunca uma colectividade despertou tamanha animosidade nos poderes instalados e aqui incluo Liga, FPF, Facção do Ministério Público e Ministro do Desporto. Poderá demorar uns meses, mas prevejo que estes senhores ainda irão corar de vergonha por acharem que o seu ódio ao nosso clube e ao que ele representa, está acima de qualquer lei e de qualquer Estado de direito.

E se julgam que nos vencem com estas ofensivas extra futebol, se julgam que o nosso clube vai esmorecer, enganem-se! Eu não julgava ser possível, mas a cada dia que passa sou mais Portista!