segunda-feira, 30 de maio de 2011

Protagonistas da época perfeita - O Mister


Para começar uma pequena homenagem a este grande FCPorto versão 2010/2011, começamos pelo maior protagonista: André Villas-Boas. Faz ele muito bem em tentar empurrar os louros para a equipa, para os jogadores, etc. Até fica bem... Mas é ele o grande obreiro desta equipa. Poderemos dizer que os jogadores são praticamente os mesmos, mais Moutinho e Otamendi,  menos Bruno Alves e Meireles. É uma análise simplista e nem vou por aí. Os jogadores tem qualidade e isso até é habitual no FCPorto. Faltava o resto... 

E para o resto não havia receita definida. Já fomos campeões com treinadores jovens e ambiciosos e com treinadores com muitos anos de carreira em clubes modestos. Já fomos campeões com portistas e com adeptos de outros clubes. Já fomos campeões com treinadores mais ofensivos e com treinadores mais conservadores. Mas acho que já temos perfil para o futuro. Dificilmente vi a massa associativa tão contente com o trabalho do seu treinador. Será o efeito dos títulos? Óbvio, mas acredito que não é só. Parece que olhamos para Villas-Boas com o orgulho e com o carinho com que vemos um jogador das camadas jovens a despontar e a vencer com a nossa equipa principal. Afinal de contas é um talento que se desenvolveu no seio do clube e essa é uma razão para que os seus feitos nos digam ainda mais!

Pinto da Costa diz que tinha confiança plena e absoluta na opção que fez. Acho isso difícil. Foi um risco enorme e quase tão grande com o sucesso retumbante que a escolha se veio a revelar. Arriscar assim dá gosto...

Tecnicamente, e não sendo propriamente o forte de um comum adepto, arrisco dizer que Villas-boas começou por não inventar. Estava focado noutros aspectos, nomeadamente o aspecto mental. O efeito desse trabalho ficou logo claro nos primeiros minutos da Supertaça. Poderíamos até pensar que seria o efeito da novidade, do impacto do primeiro encontro com a irreverência de um treinador extremamente portista e ambicioso misturado com a sede de vingança. Pois lamento informar que parece que o efeito ainda não passou. Melhor. Não são só os titulares que têm esta mentalidade de vencedores insaciáveis. Até os suplentes entram em campo com uma vontade imensa de participar no êxito da equipa. Outra das grandes virtudes de Villas-Boas. Haverá algum jogador subaproveitado no plantel? É claro que não há! Dito isto, interessa alguma coisa o 4-3-3 ou o 4-2-3-1 ou o losango? Pois mas o mister também percebe disso... Lembro-me apenas de uma derrota táctica este ano. Foi perante um adversário que acabou por ser derrotado mais duas vezes e sem apelo nem agravo. 

No fundo o melhor de Villas-Boas é o facto de o termos por cá mais um ano. Só isso dá-nos garantias e ilusões. Veremos até onde nos pode levar.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Sigilo

 

Estas investigações sobre a transferência do Júlio César deixam-me pasmado! Sempre pensei que o clube das papoilas saltitantes estava acima da lei portuguesa e da própria lei internacional, dada a dimensão estratosferica do clube. E provavelmente isso continua a acontecer visto que eles juram que as investigações têm a ver com uma entidade a montante. Até aqui e até prova em contrário, está tudo bem. Estranho é os motivos de indignação da direcção lampionica: «A missiva assinada pelo presidente Luís Filipe Vieira adianta: "Estes factos provocaram indignação legítima desta instituição, lesaram a sua imagem, conformam incompreensíveis violações ao dever de sigilo e, até, de verdade e rigor"». Vamos admitir sem gargalhadas que foi o Luís Filipe que escreveu esta frase e que o fez sozinho e sem ajudas... Repararam que há ali um sublinhado meu na frase. Aqui, sim! Podem rir às gargalhadas! São estes tipos que apelam ao sigilo das investigações? Os mesmos que patrocinam a exposição pública de peças processuais avulsas e cortadas convenientemente nos jornais, em livros, em filmes e no youtube? LAUGHING OUT LOUD!


PS: Na próxima semana tentaremos postar os nossos destaques e os protagonistas a época portista. Vai ser preciso alguma capacidade de síntese, visto que há muito para elogiar...

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vais andando, Fernando?


Fernando acha que é a melhor altura para sair. Eu também acho. Se calhar, não pelas mesmas razões... Fernando acha que já merece voos mais altos. Eu acho que Fernando deve sair porque está em vias de perder a titularidade... Ainda assim e se estamos de acordo, desejo um bom proveito para ele e para o FCPorto! Proveito nunca inferior a 10 milhoes de euros... 

Noto que no meio disto poderei transparecer alguma ingratidão. Antes pelo contrário. Parece-me que esta será uma separação amigável. Fernando era um dos jogadores mais importantes na estrutura de Jesualdo e é provável que o seja na estrutura, por exemplo, da Juventus que é um dos clubes interessado. O problema é que Fernando especializou-se em destruir. O FCPorto de Villas-Boas exige mais do jogador que joga naquela posição. A tão falada cultura de posse, aliada ao posicionamento habitualmente recuado dos nossos adversário obriga a que o nosso 6 tenha muito mais bola e tenha uma participação fulcral na construção de jogo. Para isso não contem com Fernando... Nota-se que houve um esforço da parte do jogador para acompanhar a ambição do treinador mas, apesar de não ter corrido mal, podia ter corrido melhor. 

Sendo assim e se queremos evitar a saída de jogadores com um papel mais importante na equipa, acho que deveríamos considerar seriamente a hipótese de fazer a vontade a este jogador.

terça-feira, 24 de maio de 2011

A Taça da discórdia...

* Em 1955 foi o Belenenses que participou na Taça Latina porque o Benfica cedeu-lhe o lugar...


Informação compilada pelo nosso leitor assíduo Baresi...

Fonte: Wikipédia
“A Copa Latina (português brasileiro) ou Taça Latina (português europeu) (fr. Coupe Latine, es. Copa Latina, pt. Copa Latina) foi uma competição realizada entre 1949 a 1957 por clubes da França, Itália, Espanha e Portugal. Durante o início dos anos cinquenta, a Copa Latina foi um importante torneio de Futebol na Europa, este torneio nunca foi reconhecido como oficial, funcionando por convite, sendo equivalente aos torneios realizados no início da época um pouco por todo o mundo.”

Como ainda subsistem dúvidas nomeadamente para a zona do Centro Comercial Colombo, vou fazer o papel de jornalista isento com informação fundamentada,

Competições de clubes da UEFA:

1. Taça Intertoto (criada em 1961 e incorporada pela UEFA em 1995)
2. Liga dos Campeões (começou em 1955)
3. Liga Europa (Taça das Cidades com Feira começou em 1955, antecessora da Taça Uefa (1971) e Liga Europa desde 2009)
4. Taça das Taças (começou em 1960)
5. Taça Intercontinental (começou em 1960)
6. Supertaça Europeia (começou em 1973)

Será que era organizada pela FIFA?

Mais um facto que até tem piada. É dito que a Taça Latina era a antecessora da Taça dos Clubes Campeões Europeus quando em 1957 o Real Madrid ganhou a Taça Latina e… a Taça dos Clubes Campeões Europeus. Parece que afinal não concorre com a Taça dos Clubes Campeões.

Se calhar na próxima época e como o FC Porto, tem logo a possibilidade de no início arrecadar dois troféus OFICIAIS, proponho que os torneios do Guadiana, Guimarães, Pontinha e Taça Eusébio, conte para a estatística.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Época perfeita


É o mínimo que poderemos dizer do desempenho do FCPorto, versão 2010/2011. Serão sempre recordados como os artistas de um feito talvez irrepetível - a época perfeita. Encerra a época como começou. Com um título!

Pouco há a dizer sobre o jogo. Foi descontrolado, romântico e muito emocionante. Para apimentar a coisa tivemos um trio de ataque endiabrado. Sobretudo Hulk com um golo e duas assistências e James com 3 golos e uma assistência. O miúdo lançou já a próxima época a preceito... Gostei também do Maicon. Bom jogo. Beto mais uma vez decisivo.

Tem sempre um gostinho especial castigar o Vitória desta maneira. Não fui dos que os aplaudi e nem percebo os portistas que o fizeram. Tenho memória e não tenho fair-play para ratos de secretaria...

 De resto o Jamor continua sem condições, o porquinho da mealhada continua óptimo e a Taça continuará a ser festa, seja ali, seja noutro lado qualquer. São já 3 titulos consecutivos e 4 finais seguidas. Para o ano há mais!

domingo, 22 de maio de 2011

Mais um Triplete...


Reportagem basculante directamente do Jamor...

Acho que é Mesmo...


Reportagem basculante directamente do Jamor...

Há Quem se Dê ao Trabalho: Mesmo às Escuras Somos Campeões...


Reportagem basculante directamente do Jamor...

A Mais de 30 minutos já está Compostinho...


Reportagem basculante directamente do Jamor...

Sempre a Mesma Confusão para Entrar em Oeiras...


Reportagem basculante directamente do Jamor...

Há Quem já Esteja a Ganhar!


Reportagem basculante directamente do Jamor...

sexta-feira, 20 de maio de 2011

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Festa!!!

















 

 

 


 

 

 

  
 


 

 

 
 



No Domingo há mais!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Futebol Colômbia do Porto!


Esta equipa é uma moca!!!

Que grande equipa temos! Que grande equipa somos!

Que felicidade vivi! Que tristeza vivi!

O Basculação está/esteve em Dublin!... menos eu! E que grande frustração isso foi!

O Porto chegou tarde ao estádio. A "cota" que não manda na ilha lembrou-se de visitar os ruivos nesta semana o que provocou condicionalismos no trânsito e, com isso, o Porto chegou ao estádio com mais de seis meias dezenas de minutos de atraso, o que poderia ter perturbado a estratégia pré-jogo!

Todavia, este Porto é um fenómeno, um caso especial!

André, obrigado!!!

Vamos ao jogo.

Vi uma primeira parte em que o Braga esteve mais confortável do que o Porto.

Com efeito, logo aos 4' o Braga desperdiça a primeira das três grandes oportunidades de golo da primeira parte (no jogo todo foram 4!), após um mau alívio da defesa do Porto.

Pouco depois, aos 7', Hulk brinca com a defesa do Braga, nomeadamente, com Silvio, e tira a tinta do poste direito do novel frangueiro apagado (até o acho muito bom guarda-redes).

A primeira parte prosseguiu num ritmo morno em que o Porto tentava pegar no jogo mas o Braga, muito mais confortável no jogo, não permitia veleidades ao Porto o que fazia com que não houvesse oportunidades de golo para ambas as equipas.

Aos 29' foi perdoada a expulsão a Silvio após uma entrada tera-agressiva ao Incrível!

Eis que, quando eu pensava que o resultado era justo, o grande Guaro recupera uma bola, brinca com a defesa do Braga e assistiu o melhor avançado do Mundo(!), RADAMEL FALCAO GARCIA ZARATE, para o golo decisivo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

A felicidade veio quase quase no intervalo e a minha filhota, que hoje celebrava 21 meses, gritava "Pôto! Pôto! Pôto!" cheia de felicidade!!!!

Na segunda parte, destaque para o facilitismo de Fernando aos 40'', semelhante aos que se verificaram na derrota contra o fifica mas que, felizmente, não resultou em golo do Braga.

Quem me conhece sabe que toda a vida sofri pelo Porto mas, também, pelo Braga e, há 15 dias, aquando do segundo jogo das meias-finais, dizia a um grande amigo braguista que o Mossoró, para ser grande jogador, tinha de saber finalizar, o que não sabe e, felizmente, isso confirmou-se no inicio da segunda parte!

De resto, realce-se o perdão do segundo amarelo ao enorme Sapunaru aos 68' e uma agressão de Vandinho ao Hulk aos 84' mas, mais importante do que isso, foi a classe e tranquilidade do Porto no domínio e controlo de jogo até ao fim desta final!!!!

Não foi um grande jogo mas......
... GANHAMOS, CARAGO!!!!


Vencemos, vencemos!
Vencemos outra vez!
O Porto ganhou a taça,
Como em 2003!!!!

Até Domingo!!!!!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sem espinhas...

 
... sem mácula, sem derrotas, sem nenhum adversário à vista, sem palavras para descrever a prova deste FCPorto! Na Madeira, tal como em tantos outros campos, mais um passeio. E mais uma vez com mais de metade do onze habitualmente titular a ver o jogo de fora. Eis a marca que é bem provável que não se volte a ver repetida e muito menos ultrapassada no campeonato nacional: 27 vitórias e 3 empates em 30 jogos! Depois ainda há o melhor ataque, melhor defesa, uma serie de 17 vitórias seguidas, os dois melhores marcadores da prova que, só eles, fizeram mais golos que 12 das equipas do campeonato, jogador com mais assistências para golo, e tantos outros recordes que servirão de referência por muito anos. Resta agora rematar todo este brilhantismo com mais duas taças para o museu que há de nascer em breve.

Individualmente, parecia que Guarín, sozinho, chegava para o Marítimo. Será provavelmente o elemento em melhor forma da equipa. Mas não estava só. Ainda havia Varela e o miúdo James. Quem irá jogar na esquerda em Dublin? Mais uma daquelas dores de cabeça que não devem chatear nenhum treinador no mundo... O ritmo de passeio obrigou a que houvesse mais trabalho para alguns, nomeadamente Beto e Rolando. Isto porque outros dormiram ou porque, naturalmente, não se faziam aos lances com a intensidade 'normal'. Houve ainda quem tivesse estado desastrado. Otamendi, nos primeiros minutos, tudo que fazia dava asneira. Para terminar, o novo Farias: Walter. Reparem que tal como o argentino, Walter dá a impressão que não está lá. Isto até à altura de empurrar lá para dentro.

Já agora e em rodapé, gostaria de dizer que apreciei o que aconteceu ao personagem Carlos Pereira. Resolveu comprar uma guerra que não podia ganhar só para que com isso se aproximasse do clube das papoilas saltitantes. Poderia ter olhado para experiências passadas e ver nomeadamente o que aconteceu ao Guimarães... Resultado: ficou em nono, não vai à Europa e perde os seus dois melhores jogadores sem ver um tostão. Pode ser que no próximo ano tenha lá alguma estrela do futebol mundial como Balboa ou Freddy Adu...

domingo, 15 de maio de 2011

Saga dos Bilhetes...

Por motivos alheios, ou seja (o blogger esteve indisponível para postar na passada sexta-feira) o vídeo da semana é hoje publicado com a recordação, pela segunda vez aqui no blogue, das horas intermináveis para obtenção dos quadradinhos mágicos para Gelsenkirchen por parte de Lamas, Pispis e Prata... Duas noites a dormir no Dragão, saga essa iniciada após termos assistidos a uma das poucas finais (será a única?) que Mourinho perdeu...

Enquanto isso, outros basculantes viajaram no avião com equipa... :)



P.S. Por isto tudo... aqui fica mais uma palavra de agradecimento ao leixonense MPSV...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

É favor devolverem o que tiraram indevidamente


Hoje soube-se que o Tribunal Administrativo de Lisboa declarou inexistente a decisão que saiu da famosa reunião do Conselho de Justiça da Federação que condenou Pinto da Costa e Boavista. A tal em que eles continuaram a reunião sem o Presidente por forma a que a condenação fosse a tempo de homologar os resultados desse campeonato e com isso permitir levar o caso para a UEFA com o intuito de afastar o FCPorto da Champions League de 2008/2009. Acho a decisão estranha. Ousarão eles contrariar um parecer de Freitas do Amaral? Que acontece aos 6 pontos que nos retiraram? E o Boavista?

Isto fez-me lembrar um artigo que li há semanas no site maisfutebol que listava as maiores vantagens pontuais de sempre. Lista era a seguinte:

«Maiores distâncias pontuais entre 1º e 2º:

1º F.C. Porto de 2010/11 (19 pontos, prova a decorrer)
2º Benfica de 1972/73 (18 pontos)
3º F.C. Porto de 1987/88 (15 pontos)
4º F.C. Porto de 2007/08 (14 pontos)
5º F.C. Porto de 1996/97 (13 pontos)
6º Sporting de 1950/51 (11 pontos)
F.C. Porto de 1995/96 (11 pontos)
F.C. Porto de 2002/03 (11 pontos)»

Repararam naquele 4º lugar? Faltam lá 6 pontos! Já tratavam de reconhecer o FCPorto de Jesualdo com o record de maior vantagem pontual de sempre! O Professor e toda essa equipa onde pontificavam Lucho, Lisandro, Quaresma, Tarik, Paulo Assunção, Bruno Alves, Meireles e Bosingwa, merecem ficar na história da competição.

terça-feira, 10 de maio de 2011

"Pensei que o meu tormento tinha acabado na 5ª feira..."

Isto é o que estamos sujeitos a ouvir quando convencemos um pai benfiquista a ficar na fila dos bilhetes para Dublin durante 4 horas...

Se isto não é tortura deve andar lá perto!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

De festa em festa


 Tenho a impressão a festa de ontem não será a última da época. Se calhar por isso é que estou  pensar seriamente em gastar 750 euros num dia para ver a final de Dublin. Este FCPorto merece sacrifícios. É uma equipa que vai ser recordada por muitos anos. Não conseguiu as 28 vitórias, mas mantém um registo absolutamente impensável e, se calhar, irrepetível.

Mas vamos ao jogo. Tudo o que podia correr mal correu. Festival de golos falhados, um golo oferecido, péssima arbitragem, lesão de João Moutinho e para terminar um golo do empate daqueles que saem uma vez na vida. Dou especial destaque à amostra de Colina que esteve ontem no Dragão. Tem futuro. Brilhante a forma com em 30 segundos transforma um 4-1 num 3-2. Quem também tem futuro é o miudo emprestado pelos vermelhos ao Paços. Tentou um número à Javi Garcia. Esqueceu-se é que joga no Paços e foi expulso. Se chegar a voltar ao clube base pode ser que possa aplicar este número sem ser admoestado...  São jogos destes que que nos fazem dar valor aos feitos deste ano. É que mesmo com esta quantidade de contrariedades mantemos viva a invencibilidade. É obra! E ainda tivemos hipótese de ganhar nos últimos minutos!

Individualmente, gostei de Hulk. Grande jogo apesar de ter complicado em alguns lances. Depois houve o Falcao do costume e um James que será um dos destaques do próximo campeonato. Gostei bastante do regresso de Belluschi. Vai ser importante nos próximos jogos. Pela negativa os dois centrais. Um oferece um golo e o outro ficou a assistir de cadeirão enquanto se marcavam os outros dois. 

Segue-se uma rara semana sem jogo a  meio. Descansem que há muito festejo para fazer nas próximas semanas!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Irlanda do Norte


Gosto do FCPorto. Mas gosto ainda mais por causa da sua afinidade com a cidade do Porto. Cidade tão especial como o clube. Mas também não me sinto nada mal mais a Norte. É para mim um orgulho que o Norte de Portugal tenha 2 equipas na final da Liga Europa. É também um prémio para os adeptos do Braga. Dá que pensar a coincidência entre a altura em que se emanciparam e deixaram de ser adeptos do Braga nos intervalos dos jogos do clube das papoilas saltitantes, e altura em que o Braga, já com adeptos verdadeiros, passou a construir uma identidade de clube. Também eles estão de parabéns! Mas por mim acaba aqui a simpatia pelo Braga. Vai ser uma festa em Dublin, mas é para trucidar os gajos!

Quanto ao jogo em Villareal, pouco me apetece dizer. O primeiro golo deles foi sintomático: 2 foras-de-jogo na mesma jogada. Perfeito! Lá tivemos de puxar dos galões e resolver com dois golos. Depois adormecemos, ficámos mais moles e lá demos a vitória. Não há problema. Ficaram com a consolação de não perderem os dois jogos e nós ficamos com a noção de que vencemos esta final antecipada de forma categórica.  É certo que eles tiveram muitas oportunidades de golo. Já todos percebemos que o DNA deste FCPorto é atacar. Defender é nos menos fácil. Mas é preciso, quando podemos a qualquer altura sacar um golo como o nosso segundo de ontem?  Esta equipa tem todo o crédito para fazer o que fez ontem que foi descansar à sombra da vantagem obtida. E só o fez a partir dos certa altura na segunda parte.

Individualmente, não gostei do nervosismo na defesa e da opção arriscada de pôr o Moutinho a jogar. Gostei do Hulk, do Guarín, do Helton e do James apesar daquela nabice na cara do guarda-redes adversário.

Restam-nos 4 oportunidades para 4 vitórias. A cada novo jogo, um novo marco na história do clube. É assim o FCPorto 2010/2011!

PS: Frame da Benfica TV após o jogo de ontem. Ainda acarditavam...