sábado, 30 de junho de 2007

Leandro Lima - Eu já vi o miúdo jogar...



Resolvi gastar 2 preciosas horas do meu fim-de-semana ligado ao site tvtuga (que adicionei aos links do nosso blog) para ver o nosso reforço Leandro Lima.

O Brasil tinha logo um difícil teste pela frente. A selecção polaca prometia muita porradinha e muito jogo defensivo seguido de perigosos contra-ataques. O Brasil jogou como é costume nas suas selecções jovens num 4-4-2 com duas torres como centrais (David Luiz incluído) dois laterais (como de costume rápidos a atacar e maus a defender), um trinco (mais posicional e distribuidor do que viril), dois médios muito moveis (sobretudo Renato Augusto do Flamengo que me pareceu um bom jogador), um nº 10 clássico (o nosso Leandro Lima) e por fim as estrelas da companhia - Alexandre Pato e Jô.

O jogo correu pessimamente ao Brasil. nos primeiros minutos a bola sobrevoava consecutivamente o meio-campo com lançamentos para o metro e noventa e tal do Jô. Poucas eram as vezes em que os medios tocavam na bola e quando tocavam a falta era certa. Com tudo isto só pude avaliar o nosso miúdo a espaços. Os polacos chegaram ao golo num livre em que o goleiro brasileiro se encostou demasiado a um dos postes, deixando a baliza escancarada. Logo a seguir um dos polacos exagerou numa entrada sobre Pato e foi expulso. Pois nem assim os brasucas conseguiam dar a volta. Aliás, até ao final foram pouquíssimas as oportunidades de golo. Enfim, uma miséria... Ninguém passava a bola a ninguém.

A grande vantagem da expulsão do polaco foi que finalmente o Leandro Lima entrou no jogo. Foi até dos menos maus. Reparei logo que não é um jogador que marque as bolas paradas, que por acaso era algo que precisávamos... De resto é um típico nº 10 brasileiro: baixinho, rápido e com bola sempre colada no pé.

O que gostei:
- Tal como Deco e Anderson, e ao contrário de Diego, gosta mais de deambular pelos flancos do que furar pelo meio.
- É um jogador que mete o pé e até foi o único brasileiro a ver amarelo (mal mostrado, por acaso...).
- Tem uma finta característica em que pisa a bola até que o adversário entre, quando a bola já lá não está.
- Sem bola joga sempre muito perto dos avançados e cria facilmente uma linha de três avançados na área.
- Foi dos mais inconformados na segunda parte e nos minutos finais.

O que não gostei:
- Na primeira parte, quando a bola não lhe chegava, não me pareceu que se mexesse o suficiente para recebe-la.
- É um jogador muito fraco fisicamente. Um metro e meio de gente, mas longe da potência física de Deco e Anderson que também são baixos.

Enfim, não me impressionou tanto como a primeira vez que vi o Anderson. Na altura, naquele mundial de sub-17 Anderson deixou-me boquiaberto. Não conseguia perceber como é que aquele jogador era nosso... Se fosse de um Arsenal ou de um Barcelona... Mas era nosso e como se previa durou cá pouco tempo. Leandro Lima vai precisar de mais tempo. Vou ficar à espera do próximo jogo para avaliar se está mais próximo de Deco ou de Diego. Para já está mais próximo de Diego o que também não é mau de todo... Mas para quem já teve Deco...

sexta-feira, 29 de junho de 2007

Para quem ainda não viu...


... aí estão as novas vestimentas dos CAMPEÕES!!!

segunda-feira, 25 de junho de 2007

E quando alguém vier com a treta de quem tem mais títulos nacionais?

Pois é... o 25 de Abril ainda só foi há 33 anos e já estamos no mesmo patamar...

73 títulos nacionais para o FCP e para o outro clube lá de baixo desagregados da seguinte forma:

Séniores: 22 - 31

Juniores: 19 - 22

Juvenis: 17 - 13

Iniciados: 13 - 4

Infantis: 2 - 3


Porque as estatísticas não podem ser contornadas, estas aqui ficam para o vosso comentário...

segunda-feira, 18 de junho de 2007

O refugo do Man. United

O defeso já leva algumas semanas e o plantel começa a ganhar contornos. Não me parece que o FCPorto irá estar muito activo a partir do momento em que fechar estes negócios que parecem estar praticamente concluiídos. Isto partindo do principio de que não sai mais ninguém...

Assim vamos por sectores:

Guarda-Redes

Apesar de não concordar com a contratação do Nuno e de ter pedido a continuidade do grande Vítor Baía, parece-me um sector bem estruturado. Um titularíssimo, um suplente com provas dadas e um terceiro guarda-redes para partilhar com os juniores. No papel parece-me bem. Quanto ao Baía, enfim... Salva-se da decisão a poupança clara em salários, visto que se tratava do mais bem pago do plantel.

Defesa

Aqui parece-me que não vai mudar nada. Por mim, tentava transferir o Ricardo Costa e ir buscar um jogador melhor. Não é essa a intenção do Jesualdo e não me parece que vá ser por aí... Nos laterais mantém-se a estrutura do ano passado, apesar da previsível troca de Lucas Mareque por Lino.

Meio Campo

Aqui é que vai a confusão... Tínhamos um plantel com várias soluções e parece que vamos passar a ter ainda mais...
Assim, para trinco vamos ter o Paulo, o Bolatti e possivelmente o Andres Madrid... Parece-me demasiado o que deixa antever que se o argentino for mesmo contratado, o Paulo vai sair. Não concordo nada mas, paciência...
Para médio do lado esquerdo vamos ter o Kaz e o Raúl, com o Marek Cech a poder dar uma perninha. Parece-me bem! Para o lado direito, vamos ter o Lucho e o miúdo Castro. Também não está mal, mas não há espaço para o Paulo Machado e sobretudo o Ibson. Vai ser mais uma dispensa que nos vai fazer engolir em seco ao ver as suas prestações noutro clube europeu...
Para a alternativa táctica do 4-4-2 vamos ter ainda o médio criativo. Aqui vão aparecer Jorginho, o miúdo Rui Pedro (acho que é assim que se chama...) e Leandro Lima, que não passa de uma incógnita... Esperemos que não seja caro...

Ataque

Aqui é que entra a opção que temos de um jogador do Manchester United. Se no ponta de lança estamos bem servidos (apesar de não termos nenhum grande jogador, Postiga, Adriano e Edgar são opções válidas). Se bem que, mais uma vez, não se perdia nada em tentar vender o Postiga... Para extremos é que me parece que estamos mal. Temos os imprescindíveis Quaresma e Lisandro e depois não se vê mais ninguém... Parece claro que a alternativa de Jesualdo ao Lisandro é o Renteria (mais outra incógnita...). E para o Quaresma? Será o Alan? Será o tal Rui Pedro? Ou será um dos 20 jovens extremos que temos emprestados?

Vamos às opções do M.United que temos:

Louis Saha
















Não deverá ser emprestado, mas seria óptimo se não se tivesse lesionado com gravidade e não fosse perder grande parte do início da próxima época. Não fosse isso, seria a melhor opção possível.

Alan Smith



Como podem ver na imagem é dos que deixa a pele em campo... É também um bom marcador de golos, muito oportuno e com um bom remate. Tem um feitio muito complicado e não é raro ser expulso por isso... Além disso é um jogador que dificilmente sairá do campeonato inglês onde tem muito mercado. Além disso o Fergusonconta com ele para o meio-campo.

Chris Eagles



Falou-se nele e o United tem todo o interesse em emprestá-lo a um bom clube. O problema é que apesar de ser razoável tecnicamente é fraquíssimo fisicamente não me parece chegar aos calcanhares dos nossos miúdos emprestados.

Kieron Richardson



Parece que o Ferguson conta com ele para o plantel, mas mesmo assim não me parece grande jogador apesar de ter um bom pé esquerdo... Parece que atitude e garra não são com ele.

Guiseppe Rossi



Parece-me a melhor opção de todas. Pelo que tenho visto no Euro de sub21 parece-me que poderá ser mesmo o que precisamos. Faz de extremo e de avançado, tem um remate potente de pé esquerdo e é muito rápido em progressão com a bola colada ao pé. Julgo que o plantel ficava com o imput de qualidade que precisava nas alas. Esperemos que se consiga trazer este miúdo. Pelo menos parece que é o preferido da SAD...

Concluindo, chamo refugo aos dispensados do Manchester porque nenhum, com a excepção de Rossi, poderá interessar. Até admira que um clube daquela dimensão não tenha mais para oferecer. Ou não! Mais um exemplo de boa gestão... Claramente os jogadores que não interessam ao United são despachados e bem vendidos. Têm um plantel que é complementado com jogadores das camadas jovens. Não há cá jogadores de 27 ou 28 anos emprestados... Mais um exemplo a seguir...

segunda-feira, 11 de junho de 2007

Miúdos...


Há seis anos que o FCPorto não era campeão na principal prova nacional de futebol jovem. Não deixa de ser paradigmático tal acontecer no ano em que pela primeira vez se notou uma verdadeira intenção de mudar o rumo decadente que a formação vinha tomando. Pela primeira vez apareceu um rosto visível e com poderes de supervisão de todo o processo de formação. A contratação de Luís Castro para as camadas jovens veio finalmente criar uma entidade com abrangência suficiente para integrar processos que anteriormente pareciam dispersos e entregues ao instinto dos diversos treinadores, normalmente homens da casa. No entanto, parece-me importante que se tracem novas metas para a formação. Ser campeão é óptimo mas para mim não é tudo.

Defendo que todos os anos deverão ser apresentados pelo menos 3 novos talentos para fazer a pre-época com o plantel principal. Julgo que vai ser o caso este ano, mas espero que seja para continuar.
Defendo que se volte a apostar na equipa B como forma de integrar os restantes jogadores que por falta de espaço, e não por falta de qualidade, não possam integrar o plantel. Para quê argumentar que estas equipas não dão lucro se toda a restante actividade do clube não dá? Serão os custo assim tão avultados? Vale a pena continuar a ter um plantel de 26-28 jogadores? É preferível ter 20 jogadores emprestados, sendo que só dois ou três são titulares? Não lhes estamos a pagar o salário na mesma? Quais as garantias de evolução na carreira? Não dariam mais garantias de rápida integração, num sistema de jogo articulado com o plantel principal? Não terá tido vantagens claras na evolução do Anderson a sua integração através da equipa B? Eu acho que sim.
Defendo que outro objectivo será o de voltar a dominar as convocatórias das selecções jovens sob pena de termos de aturar uma selecção de mansos como a que ontem actuou na Holanda... Não falta ali garra? Não faltam ali jogadores à Porto? Poderão dizer que também faltam no nosso plantel (já foi aqui discutido o suficiente...), mas achei aquilo demasiado fraquinho...

Ps: Manuel da Costa continua a impressionar-me... Grande jogador português formado em França...

Ps2: Aparentemente a vontade do treinador vai ser respeitada... Vão-lhe dar as torres Kaz e Bollatti. Temos assim tantas debilidades no meio-campo? Relativamente aos problemas do ano passado, pareceu-me que tiveram mais a ver com o número anormal de lesões do que com outra coisa qualquer... Espero que não se esqueçam das principais debilidades do plantel que, para mim, são o avançado centro (para atacar a champions) e uma alternativa credível para as alas (para o Quaresma e o Lisandro não terem de jogar sempre...). Esperemos para ver...

Ps3: Cheira-me que ainda vamos ter outro amargo de boca como o do Anderson neste defeso... Espero estar enganado....

Ps4: Até agora nada me veio tirar as dúvidas que tenho, relativamente ao processo de reforma antecipada de Vitor Baía... Mais uma vez espero estar enganado...

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Fica Baía!



Alguém me explica porque é que ninguém está a fazer nada para que Baía fique mais um ano?
Será que já não serve? Eu pessoalmente, acho que ele ainda tem muito que dar ao clube...

Três razões (entre muitas) para tentar convencer o Baía a ficar:
- Carisma e peso no balneário - Será o único campeão europeu no plantel (mais o Bosingwa. Mas este também deve sair...). É uma lenda viva do clube e julgo que estes pergaminhos têm mais influência enquanto ele jogar (ou estiver no banco). Como director desportivo isso não conta nada! É por demais necessário enquanto não se encontrar um verdadeiro sucessor (já disse aqui que pode ser Bruno Alves).
- Talento intacto - Para mim, e estive bastante atento a isso no jogo dos campeões, as suas qualidades não se alteraram por aí além. Mantém a elasticidade e uma boa forma física. Quanto ao resto duvido que se esqueça... Para ele deve ser como andar de bicicleta...

- Calendário da próxima temporada - Recordo que no próximo ano vamos ter três competições. Vai ser necessário um bom suplente para a Taça e sobretudo para a Taça da Liga onde, se tudo correr como esperado, vamos apanhar bons clubes visto que poucas equipas de divisões inferiores deverão chegar à fase em que entra o FCPorto.

Por todas estas razões e mais alguma, os portistas deviam fazer força para que ele ficasse! Ainda por cima, cheira-me que é essa a sua vontade e que estão a empurrá-lo para a reforma. Senão porque é que seria contratado o Nuno Espírito Santo antes mesmo do anúncio da retirada?

Ps: Mais um brasileiro: Fernando! Ainda por cima parece que é para emprestar... Ainda há o Lino... Tudo isto aliado à previsível dispensa de Ibson e Bruno Moraes... Para mim eram dois jogadores talentosos, jovens e dois dos brasileiros a manter... Enfim...

Ps2: Pelo que vi, nenhum dos jogadores que estiveram a rodar vão sequer para a pre-temporada com o clube... Julguei que o historial de Jesualdo nas camadas jovens viesse alterar esta tendência dos últimos anos, mas pelos vistos enganei-me... Não defendo uma política igual à do sporting, mas prefiro um Helder Barbosa no banco a um Alan... Financeiramente até era melhor para o clube... Enfim...