sexta-feira, 31 de julho de 2009

Mundialito de Clubes...

Motivos profissionais fizeram com que andasse desaparecido alguns tempos...

Hoje regressamos com um mais um vídeo mítico... em dia em que disputamos as meias finais de um importante torneio de pré-época a nível internacional, recuamos 22 anos para recordar o que denominava-se de Mundialito de Clubes que pretendia reunir em Milão os principais clubes do Mundo de então... O nosso clube (único português que participou neste evento) acabara-se de sagrar campeão europeu e estava, obviamente, no meio das equipas eleitas...

O jogo que recordamos é contra o Inter de Milão, em que os azuis e brancos venceram por dois golos... um daquele que se esperava ser um grande reforço para a época 1987/88 (Jorge Plácido) e do pequenino Frasco...



P.S.Até sempre Sir Bobby Robson... e obrigado por tudo... títulos e estes momentos... já revistos nos nossos vídeos...

terça-feira, 28 de julho de 2009

Com moderação, por favor!


Ao ver o desempenho de Hulk ontem, dei por mim a desejar que ele não se ponha a pregar coisas destas até Setembro. Por muito que a equipa vá sofrer se ele baixar de rendimento, isto é a feijões! Já sei que todos sempre gostamos de ganhar, mas não consigo deixar de me lembrar dos, pelo menos, 94 milhões que o Manchester United tem para gastar em novos jogadores. Isto para nem falar dos outros loucos que andam aí tipo Abu Dabis, Florentinos, etc. O próprio presidente do Lyon deve ter ficado ontem a coçar a cabecinha e a pensar que se calhar pela soma do que deu por Lisandro e Cissokho, poderia ter Hulk... Por isso e para evitar novos dissabores recomendo que Hulk tente passar um bocadinho mais incógnito, isto se conseguir, coisa que duvido... Assim poderemos continuar a ser os únicos a perceber o portento que está alí e não apenas o que apareceu à superfície na Champions do ano passado.

Do resto tudo normal e foi mais um bom teste sobretudo para os novos. Bellushi parece cada vez melhor, Falcão já teve uns pormenores e longe da baliza, o que é estranho, Varela deu muito trabalho ao seu ex-companheiro, Álvaro Pereira começa a acertar na defesa. Já Valeri entrou muito tarde. Quanto aos que ficaram, com a excepção de Helton, dão as garantias e a classe que se esperava, o que tem ajudado e muito, na integração dos novos. Como os Turcos devemos apresentar uma equipa diferente mas julgo que deve dar para ir às meias finais disto...

sexta-feira, 24 de julho de 2009

A estreia da Fáfá


Não estou a falar da voluptuosa dupla que tenho aqui destacada na imagem. Estou a falar da dupla Farias e Falcao (é estranho mas rima com Bolicao e não com Bolicão). Perguntarão: mas por que raio é que este gajo está a destacar uma dupla que ontem, em conjunto, tocou meia dúzia de vezes na bola? Poderiam pôr a possibilidade de eu ter arranjado uma associação fácil entre a dupla de avançados centro e a Fáfá de Belém e os seus atributos principais. Mas não se iludam. A associação é meramente entre os nomes dos jogadores e o nome da Senhora, até porque quanto aos seus atributos, desconfio que sem a roupa interior adequada, teria a associação de ideias estragada, visto que em vez da personificação de dois avançados centro, teria dois alas...


Mas não é por isso que destaco a dupla Fáfá. Se bem se lembram, no ano passado, mesmo quando a equipa estava bem, tivemos extremas dificuldades em empurrar o adversário para a sua área quando jogávamos em casa. Tal resultou em vários empates que vieram a adiar o título apesar de nunca o terem comprometido. Pois este ano dá a ideia que poderemos ter um plano para estas situações jogando com 2 alas e 2 ratos de área. Já que não conseguimos substituir Lisandro com um avançado semelhante, ao menos aproveitamos o que temos e que até poderá servir para enfrentar problemas do passado com melhores armas. Veremos. (mas isto terá de ser bem trabalhado visto ontem quase que se atropelavam...)


É esta a tónica dos reforços deste ano. Não catapultam, pelo menos para já, a equipa inicial para o nível da anterior, mas há mais jogadores à porta do onze. Estou a falar do Maicon e do Nuno André para defesa, de Valeri e Bellushi (para já o reforço que mais me agrada) e dos renovados Tomás Costa e Guarín para o meio e estou a falar sobretudo das opções ofensivas. Varela é mesmo uma surpresa. Grande jogo ontem e tem vindo a crescer à medida que tem jogado. Mariano parece que finalmente se vai afirmar e ainda há o grande Hulk, o Rodriguez e a dupla Fáfá. Só nas laterais e no trinco ainda não sabemos se temos mais soluções. Tudo isto é apenas a impressão que me dá dos 3 jogos que vi. Mais e melhores indícios surgirão dos jogos da Peace Cup. Aguardemos.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

A garra de um Campeão como tónico para o penta


Esta será a imagem mais importante da carreira de Pedro Emanuel. Mas nos portistas deixará uma outra imagem. A imagem de um jogador cujo coração ia muito para além das suas próprias capacidades futebolísticas que, como sabem, não eram nada de se deitar fora. Aliás foi o grande José Mourinho que disse que este jogador era a verdadeira extensão do treinador em campo. Mas foi mesmo uma óptima ideia esta de juntar o apresentação aos sócios com a despedida de Pedro Emanuel. Nada melhor para mostrar aos que agora chegam o que é sentir o FCPorto do que a homenagem a um dos nosso símbolos nos últimos anos e o único jogador que ainda restava da equipa que venceu a Champions (Nuno saiu e entretanto regressou).


Mas vamos lá à equipa para a próxima época. Deu já para perceber que estão escolhidos os capitães de equipa: Bruno Alves e Raúl Meireles. Percebe-se até que Raúl tenta ganhar ainda mais preponderância na equipa (em Aveiro até exagerou).


Quanto aos reforços já há boas indicações. Bellushi será talvez o que estará mais entrosado nesta altura. Tenta para já jogar muito simples mas dá para perceber que sairão dali pormenores técnicos muito interessantes. Temo no entanto que tenhamos de jogar de maneira diferente visto que defensivamente, não me parece que possa substituir Lucho, sendo um jogador que joga bem mais à frente no terreno (apesar de Jesualdo o estar a testar mais recuado). Quem também já mostra serviço é o lateral Álvaro Pereira. Sobretudo no jogo com o Mónaco pareceu um lateral bem ofensivo e com argumentos técnicos interessantes. Aguardaremos por novos desafios em que se teste a sua capacidade defensiva e tenho a impressão que esse não será o seu forte. Quanto aos novos centrais, gosto de Maicon. Muito certinho, rápido e impetuoso. Já Nuno André, tem tido algumas falhas, que apesar de poucas e sem importância de maior, o põem para já em quarto lugar nas opções. Por último Varela. Confesso que não tinha grandes expectativas relativamente a este jogador e tudo que vier dali será bom. Mas a verdade é que me tem agradado e pode mesmo sair dali uma boa solução para saltar do banco. Valeri e Falcao são as incógnitas que vêm preencher as vagas que tínhamos no plantel que agora parece equilibrado, apesar de eu achar que poderiamos ter contratado outro tipo de avançado e apesar de achar que poderia haver uma alternativa a Fernando.


Quanto aos que transitam, Stepanov parece não contar, Benitez conta e ninguém percebe porquê, Guarín oscila perigosamente entre o péssimo e alguns bons pormenores e Tommy Costa parece querer maior preponderância. Foi ele um dos destaques do primeiro jogo em Aveiro. Mariano parece querer arrancar a época como titular. Foi claramente o destaque dos 2 primeiros jogos. Hulk parece querer arrancar para aquele que será o ano da sua explosão para o mundo do futebol. Quanto aos restantes jogadores não tenho grandes apontamentos a fazer. Apenas achei estranho o facto de Beto não ter jogado na apresentação. Tinha a ideia que ele partia como segundo guarda-redes.

Para terminar gostaria de registar aqui as mais recentes bicadas do nosso Presidente aos nossos arquirivais Benfica. Começamos até a ficar especialistas em roubar-lhes jogadores. Se há dois anos Edgar e Kaz não valeram o esforço, no ano passado o CR10 foi bem jogado. Veremos o que valem este ano Álvaro Pereira e Falcao. Mas também notei outra frente de ataque. Depois da proposta que o Benfica tentou passar na Liga de limitar o numero permitido de jogadores emprestados resolvemos emprestar não 2, nem 3 mas 6 jogadores ao Olhanense que ainda no fim-de-semana bem dificultou a vida aos milhafres. 6 jogadores! Não soa a provocação?

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Rumo ao Penta...

Há 11 anos, este foi o primeiro jogo de preparação que marcou o início da caminhada rumo ao Penta... É o primeiro jogo de Fernando Santos pelo FCP e de muitos reforços que se estrearam naquele jogo... O malogrado Feher estreava-se com um golo e na defesa surgiam dois centrais (promessas da nossa "cantera") com os nome de Ricardo Silva e Ricardo Machado (???? - vejam as imagens - parece que também rendeu 30 milhões)...

Hoje, em Aveiro, esperemos que seja o primeiro jogo (aberto público) da nossa caminhada rumo ao segundo penta...

Mais um vídeo mítico para recordar...


terça-feira, 14 de julho de 2009

Hulkmania


No fim-de-semana resolvi comprar o jornal O Jogo. Isto é digno de menção aqui no post porque vos posso garantir que nos últimos anos contar-se-ão pelos dedos as vezes que comprei. Tal deve-se, por um lado à internet e ao facto de conseguir chegar a certas notícias primeiro que os próprios jornais, que como sabemos, em termos de investigação andam um pouco preguiçosos limitando-se a seguir os rumores que surgem muitas vezes na blogosfera, ou os rumores ou notícias que surgem nas publicações desportivas estrangeiras e as agências noticiosas. Por outro lado, não me consigo habituar ao ‘carneirismo’ de que padecem todas as publicações desportivas em relação aos clubes mais poderosos. Mas digamos que n’O Jogo o ‘carneirismo’ é um bocadinho mais suportável, vá se lá saber porquê. Mas tentando não divagar (parece que já vou tarde demais…), vamos ao que interessa. Se repararem na última página relativa às notícias dos 3 grandes há um quadro onde é esquematizado o plantel por posição e onde temos as mexidas no plantel com os valores conhecidos de compras e vendas. Comecemos pelo mercado. Em primeiro lugar, surpreende o facto de não se conhecerem os montantes de alguns negócios do FCPorto. Das duas uma, ou o jornal O Jogo está mal informado ou então é a CMVM que segue a conhecida técnica Constâncio de supervisão e controlo. Resultado disto é que não sabemos exactamente o total gasto em aquisições mas desconfiamos que as vendas (a rondar os 45 milhões de euros) cheguem e sobrem para isso e para os restantes devaneios que aí vêm. E aqui entra o tal esquema do plantel. Quem vir aquilo percebe que estamos com problemas. Por um lado temos fome e por outro temos fartura. Em primeiro lugar temos 5 centrais o que significa que, ou vendemos alguém (julgo que já há candidatos), ou dispensamos alguém. O mesmo poderemos dizer em relação aos laterais onde dos 6 disponíveis, Benitez está a mais e Cissokho continua extremamente atraente para os clubes europeus apesar da dentição irregular e de todas as gravíssimas maleitas que isso pode originar. Também na baliza parecemos estar melhor servidos. Mas se todos os desequilíbrios de plantel fossem estes… Fernando deve andar com pesadelos tal é a concorrência que tem. Já Meireles está descansado visto que apesar de haver Tomás Costa e Guarín, estes ainda têm muito que provar nessa posição, e só poderá ser mesmo nessa visto que não os vejo a fazer outra (tipo a que o Lucho deixou vaga). Quem também não tem um único jogador para fazer sombra é o recém-chegado Bellushi. Lá na frente nos flancos, e partindo do princípio que Hulk jogará a partir das alas, temos boas opções e alternativas em Mariano, Rodriguez e ficaremos à espera do que vale Varela. Na posição de ponta de lança e depois da perda de Lisandro, sobram apenas Farias e Orlando Sá. Aqui volto a preocupar-me. Em primeiro lugar porque serão dois jogadores para encostar lá para dentro e nem contem com eles para construir alguma coisa. Depois porque o jogador que estamos quase a contratar parece ter exactamente as mesmas características. Isto numa altura em que se este tipo de jogadores começa a passar um bocado de moda. Se repararmos nos grandes clubes mundiais temos dois tipos de jogadores lá na frente. Ou temos um jogador versátil, capaz de transportar jogo em velocidade e capaz de aparecer em desmarcações nas costas dos defesas ou então temos autênticos tanques, fortes no choque, remate potente e que assim dominam a zona da grande área. Poucas serão as excepções a esta regra. Ora tremo quando percebo que neste perfil, entre Farias, Falcão e Orlando Sá apenas o terceiro poderá entrar no perfil do avançado/tanque e isto com muito boa vontade. Para isso, mais valerá adiantar o Hulk ou apostar no Renteria de quem nem ouço falar e que nem aparece nas contas do referido e bem informado jornal. Só espero estar enganado em relação ao Falcão...


Conclusão: precisámos de um 6, um 10 (ou um 8 que faça de 10 como o Lucho) e de um ala ou um avançado que eu não quero que seja o tal Falcão (duvido que me façam a vontade…). Com tanta indefinição em plena pré-época começo a acreditar cada vez mais que este será um ano em que vamos mesmo precisar de um super-herói. Se ao menos já tivéssemos descoberto um perdido no Japão…

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Por favor, não acabem com os Donos da Bola...

Esta rubrica serve um bocado para quebrar a actualidade e regressar uns tempos atrás para recordar momentos...

Tendo como pano de fundo as eleições da segunda circular na semana passada, as legislativas municipais que se avisinham e, ainda, o recente Tetra... relembramos um discurso à Pinto da Costa nos paços do concelho na cidade do Porto, após receber um trófeu simbolizando o primeiro Tetra conseguido pelo FCP... foi há 11 anos atrás, altura em que, todas as sextas-feiras éramos completamente enxovalhados no programa da SIC denominado Donos da Bola....


terça-feira, 7 de julho de 2009

Já foi!


Who's next? Tal como era esperado, Lisandro foi vendido e por um valor muito bom. Continuamos a vender muito bem apesar dos rombos claros nas estruturas das equipas que vamos construindo. Fazemos com que se pague assim o nosso sucesso. Aqui no Basculação acompanhamos com preocupação o último ano de Lisandro. Apesar de não se notar por demais em campo, o jogador não estava contente por injustamente (adicionamos nós) não ver reconhecida na folha salarial a sua preponderância na equipa. Chegámos até ao limite de fazer uma petição (coisa de que não gostei e que não devo tornar a fazer) para mostrar o nosso ponto de vista. Lisandro foi embora porque era dos jogadores que queria mesmo ir e como tal pôs o empresário a procurar clube. Situação completamente diferente da de Lucho, portanto.

A verdade é que continuamos a perder a base da equipa e se sair Bruno Alves, ficamos sem capitães e potenciais capitães. Sobra apenas Meireles o que é preocupante. Outra coisa que me preocupa é o facto de ter surgido Falcão como alternativa. Parece-me um jogador muito parecido com Farias e como tal, não vejo grande utilidade.

Por último, temos um novo reforço. Pelos visto, é a segunda vez que Belluschi substitui Lucho. Já o havia feito no River Plate e agora FCPorto. Apenas vi um jogo dele e logo numa goleada ao Benfica. Tal como todos os outros, pintou a manta mas guardo a minha opinião para quando o vir enfrentar adversários mais competitivos.

domingo, 5 de julho de 2009

Calma! Está tudo sob controlo...


Bem tento imaginar que é isso que acontece, mas custa a acreditar. A pre-época começa já amanhã e o plantel está longe de estar definido. Não é nada a que não estejamos habituados mas este ano parece pior. Deixo aqui algumas das indefinições que nos vão tirando o sono:

- Mais saídas

A saída de Lisandro parece inevitável. O Lyon tem dinheiro para gastar. o FCporto parece já ter perdido a paciência com o jogador e empresário. Nem a arrogância do presidente do Lyon deve impedir o negócio. Por outro lado, dá a ideia que os clubes interessados em Bruno Alves esperam que com o passar do tempo e com a pressão do jogador o preço baixe como aconteceu com Quaresma. Uma coisa parece certa: é outro que não deve ficar. E fala-se ainda de novas investidas por Cissokho, vários pretendentes para Raúl Meireles, etc. E há ainda Hulk. Não convem esquecer que basta um clube oferecer a partir de determindada soma por ele, para que estejamos obrigados a investir para o manter. Enfim, tudo muito conveniente para clubes que pretendem ter uma pre-época calma e frutuosa...

- Mas nisto do futebol só conta o dinheiro?

Pelo que vejo diria que sim. O amor de Bruno ALves ao clube é tão grande que, na tragédia de eventualidade que seria ter de ficar, iria pedir um aumento. Lucho, estabeleceu o seu preço para ir para um clube com ambições mais limitadas. Eles pagaram e ele foi. Lisandro vai para um Lyon em remodelação e que ainda não tem garantida a Champions. Tudo jogadores que temos em tão boa conta que só os admitíamos ver em clubes de topo. Pelos vistos alguns contentam-se com menos...

- Que dará a juventude?

Fala-se de saídas, mas é verdade que começamos muito cedo a contratar. O critério estava claro: jovens portugueses com potencial. Mas é verdade que não passam de grandes incógnitas. Nunca poderemos pedir a Varela ou Orlando Sá que substituam Lisandro, nem a Nuno André Coelho ou Maicon que substituam Bruno Alves. E Beto não deverá agarrar a baliza de início.

- O meio-campo

Já aqui tinha dito que, ao contrário do que o Presidente apregoava, o plantel não podia estar fechado na zona do meio-campo. Para mim, faltava ali uma alternativa a Fernando, visto que este Madrid não me agradou, e mais que tudo, faltava uma alternativa a Lucho. E entretanto Lucho saiu... Agora faltam 3! O que vale é que vem já aí um camião de argentinos para resolver. Pergunta? Que raio de fixação temos com a nacionalidade Argentina? É que ainda por cima, estão todos, ou quase todos, ligados a Hidalgo. Para quem não sabe, é o tal empresário que andou a destilar veneno na novela da renovação de Lisandro. Recompensa: compramos-lhe mais jogadores. Se é para isso, tentávamos antes o tal Pastore que parece mesmo craque. É que as notícias deste Valeri não são muito tranquilizadoras. Pelos vistos fez uma grande época há 2 anos, tendo este ano baixado muito de produção e, consequentemente, de preço. Já em Belluschi, preocupa-me o facto de o Olimpyakos o querer vender em claro prejuízo relativamente ao que lhes custou. Se os dois para o meio-campo de ataque já estão escolhidos, recomendo desde já uma boa alternativa para trinco: o moçambicano Simão do Panatinaikos.

Enfim, muitas indefinições na véspera do ínicio da temporada e não convem esquecer que no ano passado precisamos de fazer uma grande ponta final para recuperar o tempo perdido no início, com problemas deste género. Uma coisa é certa, os nosso dois crónicos adversários continuam a não me preocupar. Isto por muito que tenham descoberto um poço de petróleo debaixo do estádio da Luz e por muito que mais uma vez o Sporting mantenha o plantel estavel (eu diria uma mediana estabilidade).

Calma! Está tudo sob controlo...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

A primeira vez de "El Comandante"...

... no Estádio do Dragão!

Apenas breves segundos para relembrar a primeira vez que o vimos pisar o Estádio do Dragão...
... depois foram 4 anos em que ele encheu o mesmo com a sua classe!

Aqui fica o vídeo da semana no Basculação...