quarta-feira, 8 de julho de 2009

Por favor, não acabem com os Donos da Bola...

Esta rubrica serve um bocado para quebrar a actualidade e regressar uns tempos atrás para recordar momentos...

Tendo como pano de fundo as eleições da segunda circular na semana passada, as legislativas municipais que se avisinham e, ainda, o recente Tetra... relembramos um discurso à Pinto da Costa nos paços do concelho na cidade do Porto, após receber um trófeu simbolizando o primeiro Tetra conseguido pelo FCP... foi há 11 anos atrás, altura em que, todas as sextas-feiras éramos completamente enxovalhados no programa da SIC denominado Donos da Bola....


11 comentários:

riskolas disse...

Saudades... Muitas saudades...

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
Revolucionar o Futebol profissional em Portugal, pela implementação de um novo modelo de gestão, financiamento e organização.

http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

prata disse...

Grande recordação. Saudades deste discurso inflamado. Quem o quiser ver a discursar novamente naquela sala já sabe em quem não deve votar...

Pispis disse...

Uiii Prata, já tás a fazer campanha? :-)

Anónimo disse...

Quinta-feira, 9 de Julho de 2009
Ribeiro e Castro popular no Porto?

Houve muita gente que ficou de boca aberta quando Paulo Portas convidou José Ribeiro e Castro para cabeça-de-lista do CDS-PP no distrito do Porto, tendo em vista as eleições legislativas que se vão realizar em 27 de Setembro.

Eu também fiquei surpreendido mas, ao contrário da maior parte das reacções que vi e li na comunicação social, a minha surpresa não tem nada a ver com as conhecidas divergências politicas (e até pessoais) entre o actual e o ex-líder do CDS-PP.
A minha incredulidade em relação a esta escolha tem a ver com as paixões clubísticas.

É que o cabeça-de-lista escolhido pelo CDS-PP para o distrito do Porto não é um mero adepto do SLB. José Ribeiro e Castro é um benfiquista militante, foi vice-presidente de Vale e Azevedo e ainda o ano passado, como eurodeputado, organizou uma exposição no Parlamento Europeu sobre o Benfica onde, ao lado de Luís Filipe Vieira, não teve pejo em afirmar que "a primeira presidência portuguesa na Europa aconteceu quando o Benfica ganhou a taça dos campeões em 1961".


O DN de Sábado passado, na secção 'A vespa', também dá uma "ferroada" neste tema:
«Depois da surpresa que constituiu para muitos democratas-cristãos a escolha de José Ribeiro e Castro para cabeça-de-lista do CDS no Porto, o espanto deu lugar à preocupação. E esta não se deve a qualquer reminiscência do passado conflituoso entre a actual direcção e o ex-líder, mas a algo muito mais prosaico. Leia-se... futebol. Isto porque José Ribeiro e Castro, conhecido e reconhecido benfiquista, apareceu por estes dias a comentar as polémicas eleições no clube da Luz.
No CDS há quem tema os efeitos da paixão clubística do eurodeputado, que não será muito popular entre muitos votantes do Porto...»
DN, 04/07/2009


Bem, mas como diz um amigo meu, a escolha podia ser ainda mais "provocadora". É que Paulo Portas podia ter-se lembrado de convidar um dos grandes amigos e aliado interno (no partido) de Ribeiro e Castro: o Presidente da Assembleia Municipal de Gaia, Sílvio Cervan!
blogue reflexãoportista

Ricardo de Sousa disse...

Vejam alguns dados da gestão do FCPORTO SAD em
http://carregaporto.blogspot.com/

Anónimo disse...

Os adeptos do meu clube às vezes deixam-me perplexo.

1. Nenhuma equipa do Mundo consegue ganhar eternamente. O FCP não foge à regra. Se este é o começar de um novo ciclo, que seja. Se tivermos que perder este ano, para ganhar mais 4 seguidos, não vejo mal nisso.

2. As somas oferecidas pelos dois extraordinários jogadores Lu e Li eram irrecusáveis. O resto: os comissionistas, os empresários, o passivo é conversa para boi dormir. O discurso fácil do FCP ter "empochado" 200 milhões nos últimos anos é de um primarismo absoluto. É a mesma coisa que dizer que nos últimos 10 anos auferi um salário e que esse dinheiro deveria estar todo no banco! Lógica da batata! Ou seja, é tudo limpo!
Já ouvimos este discurso no passado.
Aquando da venda do Deco e do Ricardo Carvalho. "Para onde foi o dinheiro?" gritavam alguns...
Para comprar os passes do Lucho e do Lisandro?
Para comprar os 50% do Hulk?
Para construir um magnífico pavilhão que ao contrário do que vemos noutros clubes, é também uma magnífica peça de arquitectura (não sabiam? parece que a construção não foi de borla...)

Como diz o TP e muito bem, as papoilas saltitantes contrairam empréstimos para pagamento de despesas correntes (nomeadamente salários). No nosso clube, alguém ouve falar de tal coisa?

Não quero com isto dizer que a nossa direcção esteja isenta de falhas, pois ninguém é perfeito.
Mas porra!! Acho que quem nos ofereceu alegrias durante 4 anos seguidos merece o benefício da dúvida. Especialmente quando a bola nem sequer começou a rolar.
Os que agora gritam devem ser os mesmos que perguntavam o ano passado pelas contratações do FCP comparando com o Magnífico Reyes, o Sublime Aimar e o Portentoso Carlos Martins.
Pois. Afinal, nessa altura, nós só tínhamos comprado o Hulk, coisa pouca...

Somos de memória curta (como todos os adeptos de futebol), mas...
...quero lá bem saber das contratações e das vendas de Julho e de Agosto. Eu preocupo-me é com os festejas em Maio! E é nessa altura que se pedem contas, não é agora.

Ouvindo os adeptos do Benfica na saída dos treinos é ouvi-los "Este ano é do Benfica!!".
E nós com uma equipa (equipa, meus senhores, e não jogadores) muito superior àqueles montes de merde, começamos o campeonato a duvidar e a criticar e a por tudo em causa. Em suma: entramos já derrotados.
Já estou a imaginar o primeiro jogo no Dragão e os adeptos impacientes a assobiarem o Varela e o Beluschi.

Há melhor jogadores do que estes dois?
Há. Mas é preciso ter dinheiro para eles.

O FCP perdeu o Lucho e o Lisandro.
Houve quem perdesse Treinador, Suazo, Reyes, Katsouranis e andam felizes da vida.


Já vi partir o Deco.
Já vi partir o Jardel.
Já vi partir o Quaresma.
Já vi partir o Costinha, o Maniche, o Ricardo Carvalho, o Alenitchev, o Pedro Mendes.
Já vi partir o Gomes. O João Pinto. O André. O Paulinho.
Já vi partir Robson, o António Oliveira, o Mourinho, o Carlos Alberto Silva, o Artur Jorge.
Já vi mudarem o massagista, o roupeiro e o médico.
Já vi mudarem de estádio.
Já vi mudarem as camisolas e os patrocinadores.
Já vi presidentes e ex-presidentes das equipas adversárias morrerem e serem presos.

E durante esse tempo todo, chego a Maio "ano sim, ano sim, ano não" e lá estou eu a festejar (agora só com Super Bock).

E agora, temos meia dúzia de histéricos: "Ai meeeeeeuuuuuuu Deuuuuuuuuus. O que vai ser de mós sem o Lucho e o Licha???????!!!!!!!!!!"

Sem stress.



Um comentário de um portista retirado da blogosfera.

prata disse...

Este tipo omite a nossa legítima ambição europeia... Ninguém está em pânico com o o FCPorto para consumo interno, se bem que será sempre mais difícil sem Lucho e Licha. O problema é a Europa...

Há um novo labaredas de muito mau gosto a atacar o Gatos fedorentos. Pah não gosto dos gajos. Tem cada vez menos piada. Mas há um limite para ataques de autor anónimo. É que sem assinatura o ataque é do site do FCPorto e não sei se todos os portistas concordam com este tipo de publicações. Eu não concordo e digo-o desde o início. Valem mais os 5 minutos em que o Presidente falou ontem aos jornalista que mil Labaredas...

Anónimo disse...

Desce à terra "prata".

Na Europa tal e qual estão as coisas ( Os glutoes açambarcam tudo...) o mais que podemos ser é um "outsider".

E isso é enquanto lá estiver PC, quando "ELE" se cansar de vos aturar...

Acorda.

miguel87 disse...

As ambições deste anonimo parecem muito vermelho-esverdeadas...

Anónimo disse...

ò 87 o que tu e outros como tu precisam é de "uns anitos de seca" para cairem na real!