quinta-feira, 28 de setembro de 2006

E vão 113!!!

O nosso grandioso clube faz hoje 113 anos! Como é óbvio, a equipa do basculação não podia deixar de parabenizar o nosso clube e desejar que mantenha a tendência das últimas décadas: Quanto mais velho melhor e maior!

Parabéns Futebol Clube do Porto!

Abram o champanhe, o Icas ganhou!

À terceira foi de vez, o nosso Icas ganhou um jogo! Mas para alcançar tal desiderato assistiram-se a episódios, no mínimo... pouco éticos.
O jogo começou mais tarde em virtude do atraso de Artur «Capucho», reforço de última hora, que teimava em não encontrar o pavilhão, durante o jogo foi possível verificar que o atraso também se pode ter devido a dores nas costas tal a dificuldade em se baixar para agarrar a bola com as mãos quando ía à baliza. A espera do jogador mais parecido com Capucho permitiu a Icas efectuar o (seu) sorteio condicionado de equipas: escolheu dois (H2SO4 e Samu) e não enjeitou a dupla L, os pesos-pesados Lamas e Levezinho (por falar na letra L, não percam a grande série no canal 2).
Do outro lado, a equipa sem-colete, Pispisov, Babalu, Peter (Cr)Ouch e Caccioli aguardavam impacientemente por Artur Capucho. As equipas não pareciam equilibradas mas Levezinho foi adiantando que não ia sair da baliza porque estava com uma ligeira entorse no pé. Os 4 resistentes, tontos, acreditaram...

Começa a partida

Logo no primeiro minuto, o afilhado Lamas perde o respeito pelo padrinho Pispisov (que começou na baliza) e «dá-lhe» um chapéu de aba larga aproveitando o adiantamento no terreno de jogo. Quase de seguida, H2SO4 fuzila Babalu e faz o 2-0. Levezinho já ia avisando: “Apontem já o 3º no marcador que eles não conseguem marcar-me golos”. Babalu fez questão de provar que não seria assim tão difícil e reduz o marcador iniciando a reviravolta no desenrolar do jogo. Antes, Levezinho na reposição da bola em jogo (!!!) marca golo de baliza a baliza, algo já efectuado na semana anterior mas desta vez, alertado por Pispisov para a irregularidade do lance, é reposta verdade no jogo e o golo não é validado. Prata, Artur (que tiro!) e novamente Babalu colocaram o resultado em 4-2 a favor dos sem-colete.
Com a vantagem de dois golos, assistiu-se ao avolumar natural do marcador com golos numa e noutra baliza com a equipa de coletes a tentar passar para a frente embora sem muito sucesso.
Na retina, fica um golo de Pispisov, devolvendo a maldade ao afilhado Lamas, com um trabalho à Postiga de costas para a baliza, contornando e deixando-o especado! Um regalo para os olhos dos espectadores!

Moral da Ética

Icas, entretanto, começava o seu festival, contestava lançamentos e marcava faltas que só ele via, discutia desmarcações e passes com H2SO4, mas o melhor estava reservado para perto do fim: Pispisov passou em velocidade (mais uma vez) por Icas que espontâneamente se agarra à camisola daquele não o deixando criar mais uma jogada de perigo... Onde está a ética, Sr. Icas?
Por outro lado, face à dificuldade da equipa de coletes superiorizar-se em golos, joga mais uma cartada (leia-se facada): Levezinho abandona a baliza, aproveita o cansaço da equipa adversária e tenta criar desequilíbrios na frente que viriam a dar resultado já bem perto do final quando passaram, finalmente, para a frente do marcador: 11-10!

Resultado injusto mas que serve para tirar moral a certos pregadores da ética!


Um-a-um

Coletes:
Levezinho: É-lhe reconhecida a habilidade para a baliza, os instintos felinos estiveram mais uma vez evidentes dificultando ao máximo a tarefa dos adversários. De saudar a cura milagrosa da ligeira entorse com que apareceu no pavilhão e permitiu ajudar a sua equipa a atingir a vitória nos instante finais.

H2SO4: Explorou o lado esquerdo do ataque deixando Caccioli de cabelos em pé, tais as vezes que conseguiu ultrapassá-lo com a finta do Tarik.

Samu: Vai ser lembrado, na estreia, pelo golo que marcou... com as partes baixas, lance de onde não saiu bem tratado talvez pelo excesso de líquido concentrado naquela região segundo informações dos que lidam mais de perto com ele.

Lamas: A atitude de sempre, apresentou-se mais solto, com maior facilidade de arranque e mudança de trajectória que o caracteriza. Uma mais-valia pela qualidade que demonstra tanto a atacar como a defender.

Icas: O enfant terrible conseguiu a tão almejada vitória e contribui com dois golos de cabeça (!!!). Agarrou Pispisov mas segundo o próprio “já tinhas feito 3 faltas escandalosas, só depois é que te agarrei”.


Sem-coletes
Pispisov: Começou mal, mas com muita força mental recuperou e provocou grandes desequilíbrios contribuindo com assistências e golos para o score da sua equipa.

Caccioli: Assumiu uma posição mais defensiva, bem no centro do terreno, e deu muita luta aos adversários fazendo alguns cortes in extremis.

Prata (Cr)Ouch: Cada vez melhor o nosso gigante, ocupa com maior facilidade terrenos mais recuados ajudando nas tarefas defensivas e tem-se revelado cada vez mais oportuno. Fez hat-trick!

Artur Capucho: Para guarda-redes esqueçam-no: não se baixa para apanhar a bola com as mãos e nas bolas altas não agarra uma, tenta socá-la tendo num desses lances enviado a bola contra as partes baixas de Samu permitindo o golo mais caricato da noite. Na frente utiliza o potente pé esquerdo e a boa técnica que possui criando alguns apuros À equipa adversária.

Babalu: É um poço de energia, faz golos, cortes na defesa, inventa espaços e surpreendeu pela frescura física com que se apresentou. É o que menos merecia perder mas é benfiquista e está habituado a resultados negativos.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006

Liga B-Win - Jogadores a ter em atenção


Já lá vão 4 jornadas de Liga e podemos, desde já, fazer uma análise das caras que se vão destacando e assim aguçar o apetite para o que vem aí.

5 Melhores Contratações
1 - Roland Linz (Boavista)- Um ponta de lança clássico. Bom jogo de cabeça e interessante movimentação na área. Claro candidato a melhor marcador da liga. Será possivel segurá-lo em Janeiro?
2 - Katsouranis (Benfica)- Grande maturidade a defender apesar de ser por vezes algo duro. Arranja ainda tempo para aparecer com acutilância na área adversária.
3 - Kazmierczak (Boavista) - Um Patrick Vieira caucasiano. Invulgar técnica para um jogador com tamanha envergadura. Jogador a seguir com muita atenção.
4 - Jardel (Beira Mar)- Para além dos adeptos que chama ao estádio, tem ainda, apesar dos problemas de peso, um jeitinho especial para encostar lá para dentro.
5 - Miguel Pedro (Académica) - Rápido driblador, apresenta ainda bons atributos técnicos. Provavelmente o jogador em maior destaque na 2ª Liga no ano passado.

5 Melhores Jogadores que irão explodir este ano
1 - Anderson (FCPorto)- Aos 18 anos é já um dos melhores estrangeiros que alguma vez pisaram os nossos relvados. Vai ser complicado de segurar... À quarta jornada é o mais sério candidato a melhor jogador da Liga.
2 - Raul Meireles (FCPorto)- Já sei que é um jogador sobejamente conhecido e rodado, mas acho que vai ser mesmo este ano que se vai afirmar como jogador de nível mundial. Ficam sempre na retina os passes longos tele-guiados e a apurada técnica de remate de longa distância.
3 - Nani (Sporting) - Apesar do exagero dos media à sua volta, é cada vez mais um autentico perigo para a baliza adversária. Tecnicista com um toque de bola refinado, é ainda um extremo polivalente e que vale golos.
4 - Paulo Machado (União de Leiria)- Forte, raçudo e com uma técnica invejável. Certamente um dos melhores reforços para o plantel do FCPorto da próxima época.
5 - Diego Benaglio (Nacional)- Tem tudo para atingir um grande da Europa. Guarda-redes muito seguro e com uma maturidade impressionante.

5 Jovens mais promissores
1 - Helder Barbosa (Académica)- Rapidez e dribles estonteantes aliados a uma capacidade técnica quer de remate, quer de passe assinaláveis. Apesar da juventude não descura as suas responsabilidades defensivas desempenhado-as com afinco;
2 - Miguel Veloso (Sporting)- Jogador polivalente que faz qualquer lugar da defesa, mas é a trinco que mais se evidencia. Grande margem de progressão;
3 - Vieirinha (FCPorto)- Grande surpresa da pre-época portista. Chega a parecer que tem aulas privadas com o seu colega de equipa Ricardo Quaresma, tal são as semelhanças de alguns gestos técnicos que insiste em utilizar e que faz com mestria;
4 - Sougou (União de Leiria)- Velocidade estonteante. Jogador ideal para um sistema de jogo retraído e com dois ou três vagabundos lá na frente. E como parece que é isso que o Domingos quer para o Leiria...
5 - Victor Vinha (Académica)- Há muitos anos que não aparece um defesa esquerdo português que convença. Ora aí está um bom candidato a preencher essa lacuna. Alto, defende e cruza bem. Veremos se o professor Manuel Machado faz dele jogador.

No meio da barafunda em que se encontra o nosso futebol, importa falar do que interessa, que no fundo são os artistas.

Já agora fica mais uma musica: The Stills-Love and Death.mp3

quinta-feira, 21 de setembro de 2006

A história volta a repetir-se…


… mas com novos intervenientes! O segundo encontro entre os membros deste blog e os seus amigos termina precisamente com o mesmo resultado de há uma semana, 15-10, mas, desta vez, não foram os 5 golos do Pis que fizeram a diferença.

O jogo voltou-se a repetir no Indoor Soccer da Maia, mas ficou marcado pela ausência do repórter Nokinhas e do blogger mais conhecido da nossa praça de seu nome Pispisov, os quais foram brilhantemente substituídos pelo Caccioli da Maia e o magnífico H2SO4.

Desta vez as equipas foram sorteadas pelas misteriosas cartas de Icas, mas o resultado foi muito similar ao da semana anterior, apenas com Prata a trocar com Lamas, alteração esta que não deixou muito bem disposto o homem das cartas, contudo seria Prata a sentenciar o momento do jogo.

Desta forma, as equipas alinharam com o seguinte cinco: de colete, Levezinho, Riskas, Gui, Icas e Prata, e, do outro lado, Lamas, Babalu, Caccioli, H2SO4 e o nossa Tosta Mista Box-to-Box.

De facto, estava com algum receio da maneira como ficaram delineadas as equipas dada a coexistência na mesma equipa de Prata, Riskas e Icas… mas surpreendentemente foi com o Levezinho que as atenções de Icas ficaram voltadas e no qual descarregou as suas frases habituais como “Fdx Vítor Hugo, não me consegues fazer um passe?!?!?", pergunta esta que o Levezinho apenas respondeu já em pleno balneário comunicando ao seu parceiro de equipa que geralmente passe à bola aos colegas que ele sabe que tem condições para dar um bom seguimento à jogada…

À partida o jogo prometia, nomeadamente em termos tácticos, ou não estivessem no campo três dos maiores cérebros nacionais e mesmo internacionais do jogo de treinadores online denominado Hattrick.

E assim foi… o jogo iniciou-se muito táctico, com as equipas a não querer cometer erros, o que se transformou num 0-0 nos primeiros 10 minutos… mas depois tudo mudou… os golos foram sucedendo e o resultado foi-se desnivelando para a equipa sem coletes… Contudo, quando tudo já parecia determinado há uma reacção espantosa da equipa liderada pelo nosso Tarik de Guilhabreu que proporcionou um empate a 8 bolas… para isso muito contribuiu o golo de antologia apontado pelo ponta de lança da equipa Prata Crouch que motivou o resto dos companheiros para esta recuperação fantástica… Contudo, a classe e experiência da equipa de coletes falou mais alto na hora da verdade e a partida terminou com um esclarecedor 10-5 final…

Um a Um:


Os Vencidos…
Icas, no seu estilo inconfundível, começou logo a abrir o livro, como é óbvio não me estou a referir em termos de futebol jogado, mas sim, com as suas expressões bombásticas como: “Fdx Lamas, tenho de me atirar para o chão para ser falta!!!!”, depois de uma entrada mais de rompante do jogador da equipa contrária. Notava-se que sentia falta do Pispis e tratou de arranjar outro elemento para se entreter. Mas este, não foi um jogo fácil para o miúdo que acumulou as funções de jogador e Árbitro, papel ingrato, mas que desempenhou da melhor forma, marcando livres indirectos dentro da área e todo o tipo de faltas imagináveis para os de colete… Destaca-se também a sua visão raio x que permite saber com exactidão a favor de quem são os lançamentos e também quando a bola efectivamente está fora… é sem dúvida, uma mais valia nos nossos jogos das quartas-feiras… Estarei eternamente arrependido de nunca o ter solicitado para apitar os jogos empolgantes da Fep League…

Prata, a ganhar ritmo de jogo, nota-se que está evoluir, segura a bola como um verdadeiro ponta de lança, cada vez encosta melhor e ontem, teve, como já referi, no momento do jogo… um golo claramente à Peter Crouch… depois de receber a bola de um colega de equipa rodou no seu estilo desengonçado passa por dois adversários rodopiando por cima da bola e à saída de Lamas desvia a bola com um toque subtil à Romário para o fundo das redes… De realçar a empatia com os outros colegas de equipa, nomeadamente do já falado Icas que com mais uma das suas expressões marcantes (“Pessoal, eles já estão todos rotos”) conseguiu dar o ânimo necessário para o nosso Peter se esforçar ao máximo nos dois minutos seguintes…


Levezinho, esteve praticamente intransponível na baliza fazendo mesmo lembrar o outro Lev… (Yashin), uma autêntica aranha nas redes da baliza dos de colete… Contudo, nem tudo foram rosas, apesar de ter evitado um desnível maior no resultado, teve intervenções menos felizes, tendo ficado na retina uma saída de postes à Ricardo gritando o típico “TOOUU”… atrás dele encontrava-se Babalu que apenas teve de cabecear a bola perdida para o fundo das redes…

Riskas, cresce de jogo para jogo… por mais incrível que possa parecer até o próprio Icas o reconheceu felicitando o mesmo no final da partida pela boa partida efectuada… os seus passes são autênticas bolas teleguiadas para os avançados da equipa… um autêntico “carteiro”…

Gui, quem não o conhece, simplesmente incansável… Um todo terreno… Chega a ser desesperante vê-lo correr... Peca por ter medo de ser “feliz”…

Os vencedores…

Babalu, 2 jogos 2 vitórias, trata a redonda como ninguém e a recompensa está à vista… dos seus pés brotam jogadas geometricamente perfeitas… além de tecnicamente ser muito dotado, é também um jogado de equipa e isso faz dele um jogador de excelência… não é por acaso que as equipas onde ele joga geralmente ganham…

Lamas, jogou e marcou… a defender é que nem sempre esteve bem, principalmente na baliza em que comprometeu… Icas a isso está agradecido… Além disso foi brindado com um chapéu Box-to-Box do nosso levezinho… a atacar, o costume… quando os remates vão à baliza parece que levam lume… Icas que o diga… foi brindado com dois deles… um dos quais à Nani… isto é, antes de marcar golo Lamas agarra com tudo o que pode a camisola do levezinho (similar à do Nokinhas), mas desta vez com muita mais gente antes da baliza… contudo, mesmo assim levezinho consegue-se escapar mas perde a bola… Lamas não rejeitou a oferta e fuzilou autenticamente o carequinha que estava na baliza, o qual manifestou de imediato (como podem imaginar) o desagrado do sucedido minutos antes…

Tosta Mista Box to Box, a par do Babalu são os únicos com 2 vitórias… foi o rei das assistências e o pulmão da equipa… de uma extrema utilidade à equipa… um jogador completo…

H2SO4… estreou-se… e logo a marcar… mas na baliza indevida… colocando os de colete na frente do marcador… rasgou várias vezes a defesa contrária com as suas arrancadas avassaladoras… e fez muito golos, compensando o golo inicial…

Caccioli da Maia… outro jogador de extrema utilidade… joga pela certa e marcou directamente o Peter Crouch… mostrou maturidade competitiva…
Para finalizar, apenas de referir o sentimento geral de frustração pela não presença dos jornalistas (oficial e não oficial) deste grupo… Sentimos essencialmente falta dos gritos do Pispis e da maneira de rebolar no chão sempre que era tocado por um adversário… e, claro, do anti-jogo do Nokinhas…
Para a semana há mais!!!

segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Guilhabreu contrata Edmilson...


Sem dúvida... uma bomba...
Edmilson volta a colocar Guilhabreu no mapa... Icas, um dos bloggers residente, já pode voltar a sorrir... Sim, porque a passar de agora deixou de ser o maior da aldeia dele para passar a ser o maior da aldeia que tem um clube onde joga Edmilson...
Quem não se lembra deste brasileiro, de cabelo longo e loiro, com uma condição de masculinidade duvidosa... O que é certo é que marcou o campeonato português e o nosso FCP... nem que seja por ter sido um dos autores dos 0-5 em pleno estádio da Luz...
Edmilson chegou a Portugal há 15 anos como Contabilista, passou pelo Nacional, notabilizou-se ao serviço do Salgueiral o que lhe valeu uma trabsferência para o nosso FC Porto. Depois de ter atingido o patamar mais alto da sua carreira ainda jogou em clubes de uma menor dimensão como o PSG, Sporting, Palmeiras, Oslo e Viset (Bélgica).
Ontem foi a vez de se estrear nos Distritais da AF Porto entrando na segunda parte do jogo com o SP Rates. Simplesmente incrível...

quinta-feira, 14 de setembro de 2006

Balançando as redes!!!

Foi na quarta-feira, depois da jornada inaugural na LC, que os 5 membros permanentes deste blog mais 5 convidados especiais, decidiram colocar em prática aquilo que não viram no Dragão: futebol-espectáculo e golos... muitos golos!!!
O show de bola foi no Indoor Soccer na Maia e as equipas perfilaram-se da seguinte maneira:
Vencedores: Pispisov, Prata 'El Colunista', Babalu, Nokinhas e Moutinho 'Catalão'.
Derrotados: Lamas 'Davids', Icas 'Il Tractore', Riskas, Gui e Levezinho.

Como é fácil constatar, os bloguistas dividiram-se pelas equipas, contaram com os mouros (mas mesmo assim) colegas da faculdade Babalu e Gui, e convocaram 3 estrelas do Resto do Mundo: o repórter Nokinhas (privilegiamos a boa relação com a imprensa); o futuro Mourinho (o Moutinho veio directamente de Barcelona onde está a tirar um mestrado sobre futebol); e o Levezinho (nas palavras do próprio "o melhor jogador do Padroense").

O jogo propriamente dito teve de tudo, até o Prata marcou golos! Os vencedores começaram a perder mas depois deram show de bola e venceram por 15-10. O desnorte na equipa adversária era evidente e Icas era o reflexo disso mesmo "Fdx, não me conseguem fazer um passe em condições?!?!?". Aos 5 minutos, Prata dava mostras de cansaço e já ocupava uma posição estratégica no campo: na mama, mas desta vez não foi preciso procurar uma sombra. Esta evidência não passou em claro a Icas "Vamos lá, a partir de agora eles só defendem com 4!"

Houveram golos para todos os gostos e feitios: Pispisov foi o elemento que mais balançou as redes (ver imagem novamente, por favor) tendo num deles passado magistralmente por Riskas e Gui e, depois, na cara de Lamas 'Davids' perguntou para que lado queria a bolacha. Outro momento alto da noite foi o golo de Babalu a lembrar o golo de Katsouranis contra o Sporting, mas desta vez na baliza correcta. Um golo de se lhe tirar o chapéu!

Moutinho foi uma agradável surpresa, um tosta mista box-to-box que sabe sair a jogar e nunca vira a cara à luta, um verdadeiro empecilho para a equipa adversária. Prata (que actuou de calções!!!) foi um perigo constante e só necessitou de 7 quase-golos para fazer 1 golo. Babalu, o cérebro da equipa, com ele a bola não chora, apetece perguntar como é que jogadores que percebem e jogam tão bem futebol podem ser benfiquistas?!?! Nokinhas, a sua versatilidade entusiasma a equipa, incrível a facilidade com que executa o remate com o pé esquerdo (o seu pior pé), evoluiu imenso e a isso se deve a participação no Bayern Monchique. Pispisov, o capitão do DLB, deixou a cabeça em água a equipa adversária, de longe o mais sacrificado pelas duras entradas adversárias, mas também ninguém o mandou fazer cuecas ao Levezinho e trocar as voltas ao Icas 'Il Tractore', voluntarioso, teve ainda tempo para salvar 'in extremis' um golo praticamente feito em cima da linha da baliza!

Icas, o Tarik da equipa, não teve espaço para as suas arrancadas imparáveis e ressentiu-se disso mesmo, os colegas também não ajudaram porque não 'conseguiam' passar-lhe a bola em condições. Gui, e dura e dura e dura, este homem está sempre a correr e não sabe o que significa desistir dum lance, cremos que tenta fazer o contrário dos jogadores do Benfica. Lamas, o nosso homem casado odeia perder e por ele ainda agora estavamos lá até o marcador dar a volta, mas desta vez não havia nada a fazer, ressentiu-se de não jogar ao lado do padrinho mas teve oportunidade de mostrar o seu pé-canhão. Riskas, o jogador que mais tem evoluído, já não se senta no campo durante o jogo, sabe segurar a bola, pensa o jogo e adora fazer passes de morte a desmarcar os colegas. Levezinho, a vedeta da equipa, é o que "em 20 minutos fiz 2 golos e já sou o melhor marcador e ainda não fui titular" e é o "melhor jogador, de longe, daquela m...." e que quando entrou contra o Leixões "parti a loiça toda"... mas onde brilhou mesmo foi na baliza, um felino capaz de enervar um Santo com as suas defesas impossíveis.

Mas o que interessa mesmo é que a maltinha esteve junta e novo encontro já está prometido! Nos aguardem!

quarta-feira, 13 de setembro de 2006

Projectos de Futuro


Quando vi ontem anunciado o onze inicial do Sporting para jogar com o Inter, fiquei incomodado. Sobretudo porque aquele onze me fez lembrar algo que defendo para o nosso FCPorto, que é um plantel orientado por três vectores: jogadores portugueses e jovens, espinha dorsal oriunda das camadas jovens, poucos estrangeiros mas de qualidade. É óbvio que o Sporting não reune todas estas condições sobretudo na parte que toca aos estrangeiros de qualidade (Liedson é a excepção). Se fosse assim estavamos na presença de um novo Ajax em potência, o que não acontece porque, provavelmente, vão vender jogadores já em Dezembro.

De facto, impressiona este Sporting e bastou não vender os melhores jogadores durante dois anos. Se não vejamos:
-no onze inicial cinco jogadores das camadas jovens(Se jogassem o Carlos Martins e o Miguel Garcia podiam ser 7!!!);
- oito jogadores portugueses em onze;
- a certa altura do jogo os 4 jogadores do meio campo eram todos portugueses, todos da camadas jovens e todos abaixo dos 19 anos;

Eu sei que o golo é um mero golpe de sorte mas um clube que joga com esta juventude, contra uma equipa de galácticos, merece sorte.

Provavelmente esta equipa não vai chegar para o nosso FCPorto este ano mas a politica desportiva está próxima da correcta. Já sei que se calhar optaram por esta política mais pela incapacidade financeira, do pela vontade estratégica da SAD...

O futuro do FCPorto terá de passar pelos três vectores atrás descrito, até porque o dinheiro que entrou dos milionários russos já acabou. No futuro será difícil contratar os luchos, os quaresmas e mesmo os andersons. Será necessário que jogadores como o Vieirinha, Bruno Gama, Helder Barbosa, Paulo Machado, Ivanildo, Nuno Coelho, etc., sejam integrados no plantel cada vez mais cedo. Têm de ir crescendo dentro do plantel porque só assim é que se fomenta a Identidade Portista, que está um pouco perdida neste momento, apesar dos esforços do Vitor Baía (basta ver a sua relação com os jovens do plantel). Podemos pedir tudo ao Lucho, menos que sinta aquela braçadeira de capitão como sentia o João Pinto e o Jorge Costa...

Enfim... Ora aí está um post para o Professor ir pensando durante a época.

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

Breves Comentários... E. Amadora 0-3 FC Porto


Vou ser sintéctico...
Não vai ser um post elaborado, muito aquém da veia jornalística do meu parceiro de blog Pispis...
Apenas queria deixar alguns registos do jogo de ontem...

Do que gostei:
- Da consistência da equipa... não é que o Estrela tivesse esforçado para pôr em causa tal consistência... mas gostei...
- Do Lucho... pareceu-me muito mais solto e muito mais na direita... falhou na zona de tiro...
- Do Anderson... simplesmente porque é um puto que não engana ninguém...
- Do Bosigwa... e das suas arrancadas...
- Do Meireles... e daquela sarda...

Do que não gostei:

- Do Bruno Alves...
- Do Bruno Alves...
- E do Bruno Alves... é titular pela primeira vez, sem saber ler nem escrever... e aos 4 min já tem moral de pegar na bola e ir marcar um livre a 40 metros da baliza... fogo... sempre que tentou o passe longo conseguiu pôr a bola fora das quatro linhas... se é que aquilo era a tentativa de alguma coisa... demasiado mau...
- Do Adriano... é esforçado... e determinado... mas falta-lhe algo mais... falta-lhe classe... e ontem isso foi bem patente... teve 2 ou 3 situações claras de golo que um ponta de lança (de classe) não falha... o Adriano é útil... mas precisamos de um verdadeiro ponta de lança...

sábado, 9 de setembro de 2006

Eu apostei nele na Liga IOL(inz)!!!

Hoje à tarde, enquanto ganhava no Pro Evolution ao SC Braga «do» Lamas com um golo de livre do nosso cigano, comentei com ele: “Vou apostar na Liga IOL que o Roland Linz hoje vai facturar”. Não me desapontou, parecia o Jardel na Luz e o Anderson parecia o Jorge Soares. O 2º golo, de cabeça, não conta porque o Benfica estava a jogar com o Luisão. Com esta exibição ele merece que o pessoal conheça um pouco mais dele:
Roland Linz tem cara de miúdo mas já tem 25 anos, nasceu a 09 de Agosto de 2006 e começou a despontar com 15 anos quando se transferiu do «clube da terra» DSV Leoben para as camadas jovens do TSV 1860 Munich na vizinha Alemanha. A experiência não foi muito bem sucedida e passado 2 anos voltou ao DSV Leoben para actuar na II Liga austríaca onde na época 2000/01, com 19 anos, marcou 21 golos e, por esse facto, o Barcelona demonstrou interesse em contar com os seus serviços. Contudo, Linz preferiu afirmar-se no campeonato austríaco e aceitou a proposta do FK Austria Wien (é uma estória semelhante à de Huntelaar quando preferiu ir para o Ajax e «adiar» a vinda para o FC Porto).
Roland teve a sua primeira aparição na Selecção Nacional em 2002 contra a Eslováquia, no entanto, não era regularmente utilizado no seu clube onde era treinado por Christoph Daum (o treinador alemão do Bayer Leverkusen apanhado num teste de drogas), e apesar de ter conquistado a dobradinha em 2002/2003, pediu para ser emprestado para jogar com mais regularidade. Na época seguinte demonstrou todo o seu potencial no Herold Admira onde marcou 15 golos e decidiu, mais uma vez, tentar a sua sorte no estrangeiro, desta vez no Nice no campeonato francês mas não se adaptou e na abertura de mercado, em Janeiro, voltou ao país-natal para acabar a época no SK Sturm Graz ainda por empréstimo do FK Austria Wien com quem tinha contrato até 2006: marcou 4 golos.
Em Setembro de 2005, num jogo de apuramento para a Alemanha 2006, Roland marca os seus 2 primeiros golos pela selecção na derrota contra a Polónia (2-3), hipotecando de vez a presença na fase final do Mundial. Mais recentemente, na passada semana, tornou a bisar no empate com a Costa Rica (2-2).
Em 2005/06, Linz afirma-se de vez no FK Austria Wien marcando 15 golos em 31 jogos, ganha o troféu de Melhor Marcador, a Liga e a Taça austríaca. Não é de admirar as várias propostas que recebeu mas decide, não se sabe por que carga de água, vir para o Boavista (a custo zero!).

Só me falta descobrir com quem toma o pequeno-almoço...

sexta-feira, 8 de setembro de 2006

Afinal o fantasma era amigo...


Nos últimos tempos, com os casos mateus, os apitos dourados e todas essas coisadas, o português mais comum começou a associar (e com razão), o futebol português com a corrupção, o tráfico de influências e a vergonha em geral.

A sensação que se tinha é que o estado da vergonha era transversal a todo o futebol português, com apenas duas honrosas excepções: uma era a o Benfica, aliás e peço desculpa- "A Instituição-Benfica"; outra era e é o Sporting pelo simples facto de todos os seus dirigentes serem filhos ou sobrinhos de barões, duques ou restante realeza portuguesa. É que podemos insinuar que a realeza portuguesa deve dinheiro a toda a gente, mas nunca nos passaria pela cabeça que tipos com nomes tão pomposos como Filipe Soares Franco ou Bernardo D'Orey estariam envolvidos em corrupção e misturados com o povão(que horror!!).

Sobra a Instituição-Benfica. Tal como o Sporting, mas com motivações diferentes, temos aqui um oasis no meio deste ninho de ratos que é o futebol português. E neste caso as motivações da Instituição-Benfica confundem-se com as motivações do seu ilustre presidente. Desde cedo, Luís Filipe Vieira elevou-se a categoria de "Cruzado pela Verdade Desportiva".
Pensei eu:-«Queres ver que é preciso vir um homem dos pneus para pôr esta gente toda em sentido? Será este o messias do nosso futebol?». Assim que larguei a medicação percebi que tudo aquilo tinha um objectivo claro: constituir-se, nesta altura de caos total, como a única hipotese viável para tomar conta da Liga, agora que o major é carta fora do baralho. O que ele não contava era com o Sporting e com o major e a inesperada influência que tiveram na constituição da lista que ganhou as eleições.

Após desta derrota a tactica manteve-se: "Cada vez mais orgulhosamente sós, na luta conta o famigerado Polvo!Esse fantasma que paira sobre o futebol!"(que agora inclui a Liga, o recém chegado Hermínio Loureiro e o Sporting, sobrando apenas a Instituição-Benfica numa luta heroica e desigual)

Tudo correu bem até que hoje. O País tremeu! Vieira no Apito Dourado! Poderá estar a cair o último baluarte da verdade e da pureza de espírito no futebol?

Ou será que afinal o fastasma era amigo...(casper the friendly ghost.mp3)

Sim, meu Amo...

Não vi o jogo contra a Finlândia. O jogo contra a Dinamarca aguçou-me o apetite mas o horário laboral não me permitiu. Admito que estive a um dedo do teclado para escrever um post sobre o que iria acontecer neste jogo, era mais uma à 'Delane Vieira' mas ainda bem que não o fiz. Ia escrever algo assim: "Portugal vai perder e o Ricardo só vai sofrer um pato, no entanto Scolari irá demitir-se do cargo de Seleccionador alegando que há uma cláusula no contrato que permite a desvinculação se Ricardo Costa não cometer qualquer erro durante os 90 minutos". Tá fácil de ver que não acertava em nada.
Mas serve este intróito para elogiar o Felipe, é fantástico como o discurso dele influenciou a minha percepção do resultado obtido. Quando soube que empatamos 1-1 o meu 1º pensamento foi 'Mas que grande resultado!'. E isto porquê? Porque o Xô Escolari andou desde o jogo com a Dinamarca todo borradinho (com medo que o Labrego abrisse a capoeira e saíssemos vergados a mais uma goleada) a dizer à boca cheia que nunca teve os jogadores em tão má forma física e que o empate era um resultado do outro Mundo na... Finlândia! O que me desgosta é que o rebanho (leia-se jogadores) veio logo corroborar as afirmações do Amo demonstrando total convergência de ideias entre todos. Só tenho uma explicação para isto: o pastor Scolari hipnotiza os homens e quando pergunta 'Oh vice-campeões da Europa e 4º melhores do Mundo, empatar na Finlândia é um excelente resultado não é?' e eles 'Sim, meu Amo...'
A chamada do Postiga é que ainda estou por compreender mas de certeza que também vou chegar a uma conclusão lógica.
De realçar, contudo, as referências finlandesas: Kallio, Tihinen, Heikkinen, Eremenko entre outras são já certezas no futebol internacional e começa a despontar um jovem craque... Litmanen!

Agora a parte séria: acredito que a Finlândia vai causar muitas dificuldades a todas as selecções do grupo como já demonstrou na Polónia e agora com Portugal, mas não havia necessidade de nos rebaixarmos tanto e considerar um empate como um resultado excepcional. Afinal, não somos a 4ª melhor Selecção do Mundo?

NOTA: Porque é que a nós, portistas, o Ricardo Costa não nos surpreende?

sexta-feira, 1 de setembro de 2006

A César o que é de César!




Caríssimos, pensei muito sobre o que seria este post e decidi que apenas escreveria sobre o que aconteceu ao César Peixoto, quando soubesse o destino do jogador.
Agora que está no Espanhol de Barcelona, posso descrever a canalhice que vitimou o melhor marcador de bolas paradas no plantel do ano passado.
Com a saída do Nuno Valente na época transacta, criou-se um vazio de laterais esquerdos no plantel. Como o Co ainda tinha em mente os 4 defesas era necessário ou reforçar o plantel ou encontrar uma solução interna ou mesmo as duas opções. Foi então decidida a adaptação do improvável César Peixoto. Ao contrário do esperado a adaptação correu bem. As dificuldades (naturais) demonstradas perante avançados mais rápidos, eram facilmente compensadas com a constante ajuda no ataque e com o empenho nunca antes visto neste jogador. Dizia-se que era a Isabelinha que lhe dava a motivação, que pela imagem aqui anexada, todos nós concordamos motivação não lhe podia faltar...
Basta ver, que em termos de golos de bola parada (fundamentais no futebol moderno) na época passada há dois periodos distintos: periodo com César e o periodo pós-César.
É que após a terrivel lesão que sofreu o jogador, e apesar de termos sido com naturalidade o melhor ataque do campeonato, chegava a ser penosa a forma como eram marcados os cantos...
Recapitulando, a experiência foi afinal bem sucedida e ganhamos para além de mais um extremo, um lateral que raramente comprometia na defesa e que era uma nítida mais valia no ataque (relembro que a jogar a lateral marcou 4 golos em meia época!!).
Acabou a época, e mais uma bomba de Adriaanse é lançada. Afinal o César apenas pode jogar a lateral e para isso é lento e vai ser dispensado. Como muitos portistas fiquei indignado. Mas logo me recompus e pensei que teria de haver uma explicação. O joelho já não aguenta, ou então temos aí dois negócios fabulosos em carteira. Devem estar para vir um lateral e um extremo esquerdos que categoria!
Mas que ingénuo que eu sou... Hoje em dia temos no plantel o inenarravel Ezequias e o grande Diogo Valente(tão grande que ainda nem o experimentaram a extremo).
Logo voltou a indignação. Entretanto veio um treinador para o 4-3-3. Para mim era óbvio que a dupla de pernetas contratada iria recambiada e o César novamente integrado. Qual não é o meu espanto quando Jesualdo reintegra o avançado de pólvora seca, Helder Postiga, e deixa o César largado ao esquecimento e a treinar sozinho. Aí está, para mim, a primeira desilusão com o Jesualdo. Espero que seja a única.
E como tal, continuo indignado... Nem quero pensar nas motivações das contratações sejam elas a comissão para o empresário António Araújo ou a anuidade que sempre pagamos ao Corintians Alagoano(que até já deve ser a nossa equipa satelite). Agora o Ezequias?!

César, para o ano hás de voltar pela porta grande como mereces!

Deixo-vos mais uma musiquinha e, como é meu apanágio, tem tudo a ver com o post. A musica é dos Ceasars(César em latim) e penso que vão gostar: The Ceasars - Jerk It Out.mp3