segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Encolhimento



Quanto mais o tempo passa, menos minutos de futebol se têm visto ao FCPorto. Desta vez terão sido trinta minutos. Não será dramático porque esses minutos chegaram para garantir os três pontos. Mas não deixa de ser estranho que o golo não tenha surgido nessa melhor fase no jogo. E isso sim já dá para assustar... Significa que tirámos o pé do acelerador antes de garantir o resultado. Isto apesar de jogarmos em casa, perante o nosso público e em fim de semana de festa de aniversário. Centésimo vigésimo aniversário!

Vamos às razões. Proximidade do regresso à Champions? Espiral de perda de confiança após exibições em Viena e no Estoril? Incompetência de Paulo Fonseca? Calma! Os sintomas são preocupantes e foram agudizados por se notarem em três jogos consecutivos. Acho que temos razões para estarmos apreensivos até porque vem aí um jogo muito difícil que poderá lançar a equipa até níveis de confiança ainda piores. Mas também noto que o facto de termos terminado o jogo como terminámos, com um futebol tristonho e trapalhão, ajuda à exaltação dos adeptos. A última imagem que fica é essa. E esquecemos tudo. Esquecemos que as exibições tristonhas em vésperas de Champions têm sido regra nos últimos anos, sobretudo no Dragão. Esquecemos que contra esta mesma equipa, na Supertaça, marcámos três golos em trinta minutos. E a exibição foi rotulada de fantástica! Quem vê o resumo do jogo de sexta-feira consegue facilmente encontrar fundamento para dizer que podíamos ter estado a ganhar por 3-0 nos primeiros minutos. E tudo seria diferente. Até perdoaríamos a desaceleração a pensar na Champions League. Mas seria uma interpretação tão simplista como a dos assobiadores. Simplista e descontextualizada da tendência que vimos notando. Julgo que o problema é confiança. A equipa ainda não percebeu exactamente o que pode valer e o próprio treinador ainda não os conseguiu convencer a comprometerem-se com 90 minutos de intensidade futebolística. Senti o mesmo no ínicio do Vitor Pereira mas confesso que esperava que Paulo Fonseca demorasse menos tempo a resolver o problema. Uma vitória na próxima terça-feira poderá ser o 'click' de que precisamos.

Resumindo o jogo, julgo que fizemos uns agradáveis primeiros trinta minutos, empolgados pelas entradas na equipa de Quintero e Josué. Foram várias as oportunidades claras de golo, mas o futebol da equipa foi acalmando até níveis demasiado baixos. No entanto o golo apareceu. Penalti forçadíssimo que pouco nos ajudou a melhorar a impressão que temos da exibição e que muito ajuda à teoria dos poderes ocultos dos nossos adversários. Não precisávamos disto, mas não diria que foi o facto principal do jogo. Se não tivesse havido penalti, o FCPorto teria de voltar a carregar como o fez na primeira parte, porque sabemos que o empate não era satisfatório. Assim optamos por adormecer o jogo. Não permitimos oportunidades ao adversário e isso já foi uma evolução em relação aos jogos anteriores. Na globalidade, avaliaria a exibição com um 'sofrível'.

Individualmente, acho que Quintero já mostrou mais e esteve mais em jogo. Josué também entrou bem apesar de se ter apagado com a equipa. Lucho jogou na mesma posição de sempre e isso chegou a criar alguma confusão. Jackson não esteve muito em jogo. Licá não esteve inspirado mas Varela esteve bem pior. Olhando adicionalmente para a exibição de Defour, diria que um dos problemas de Paulo Fonseca foi o facto de não ter tido bons contributos vindos do banco. E isso ajudou à fraca exibição da segunda parte. Só Carlos Eduardo ajudou a mexer um pouco. O jogador que mais me agradou foi Mangala. Grande melhoria em relação aos jogos anteriores. O resto foi fraquinho.

Contra o Atlético de Madrid mais perigoso dos últimos tempos, temos na terça o maior teste da época. Esperem uns espanhóis lutadores, cínicos ofensivamente e letais nas poucas oportunidades de que vão dispor. Nada a ver com os fanfarrões que nos visitaram há uns anos. Para mim são os maiores candidatos à passagem em primeiro lugar.

Mais factos importantes do fim de semana. A abertura do museu que era dos poucos projectos ainda não concretizados pelo nosso Presidente. É de saudar! Por último, um facto já esperado até porque os três candidatos com possibilidades de vencer já o indicavam. Finalmente voltámos a ter um Presidente da Câmara Municipal do Porto que não é alérgico e hostil em relação à instituição que mais tem feito pela a elevação do nome da cidade. Não queremos favorecimentos. Apenas o justo reconhecimento e uma relação cordial. Esperemos que seja já este ano que se volte a festejar o título num só sítio: a Avenida dos Aliados.

4 comentários:

Lamas disse...

Resumes bem o que se passou... 30 minutos bons que não se materializaram... o golo surge do acaso e depois não nos permitiu saber se a equipa iria ter ou não uma resposta à altura... O grande destaque é mesmo a ausência de calafrios na defesa, o que não tem sido habitual nesta época...

Depois destaque para o dia da festa e para a cobertura do Porto Canal durante todo o dia... foi quase como se tivéssemos estado lá... e ainda a nota para o AVB que, depois de defrontar o Chelsea (para mim até parecia que era o FCP que ia jogar tal a ansiedade que o jogo me gerou), lá estava ele, no Dragão Caixa à noite para a celebração dos 120 anos do clube... de registar...

Taqui disse...

Depois de 3 pts arrancados a ferros, viramos logo a agulha e ansiamos pelo jogo de hoje! Até pelas ausencias de comentários à tua crónica, Prata, se vê isso...
No entanto, e se bem se recordam era este meio campo que vinha reclamando à algum tempo! Mesmo assim a inclusão de Josué à direita vejo-a como a necessidade de dar equilibrio defensivo à equipa, pois o Quintero ainda está muito tenrrinho, a defender no ritmo de jogo, etc. Mesmo assim se conseguirem em vez de 30m, impor o aquele jogo, durante os 90, vamos ter Porto! Tirando o Josué e colocando o Varela, é o meu 11 para este ano!
Vamos ver hoje, como nos portamos, as expectativas estão baixas, espero que nao haja respeito a mais pelo Atlético, jogamos em casa e temos de comandar!
Abraço

Anónimo disse...

penalti forçadíssimo????

FODA-SE !!!

COMPRA UN ÓCULOS !!!!

GLORIOSO SLB disse...

o amigo proença volta a ajudar...

a vergonha do costume...

F. CORRUPTOS P.