quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Zé Beto, o homem que veio do Pasteleira...

Dizia-se antigamente que para ser bom guarda-redes tinha que se ter uma «panca», ou se preferirem, tinha que ser maluco. Até nisso, Zé Beto cumpria os requisitos...

Só para terem uma ideia como esta rubrica dos cromos é levada a sério, o Basculação foi ter com uma pessoa que teve oportunidade de ver Zé Beto a defender a baliza do Pasteleira no antigo campo do Custóias (não há só a cadeia em Custóias) que nos disse que desde logo se notava que Zé Beto era um fora-de-série. A outra curiosidade é que Zé Beto fez a tropa no RASP (Regimento de Artilharia da Serra do Pilar, em V.N. Gaia) mas só por um mesinho ou dois, até «descobrirem» uma doença que permitisse que voltasse à competição (vá lá, fez as coisas bem feitas e não como o Vítor Paneira que esteve preso por fugir à tropa).

Quanto à carreira propriamente dita, e apesar de não me lembrar muito bem de Zé Beto, creio que é opinião corrente que podia ter ido muito mais longe não fosse uns excessos que de vez em quando lá cometia, do género acertar no árbitro com a bandeirola do juíz-de-linha em plena final da Taça das Taças contra a Juventus, o que lhe valeu um ano de suspensão das provas europeias.

Apesar de quase toda a carreira estar ligada ao Porto, não devemos esquecer que o primeiro clube foi o Pasteleira e, quando já tinha contrato com os dragões foi emprestado ao Beira-Mar, já que os dois guarda-redes do Porto eram Fonseca e Tibi. Dois jogadores com forte ligação ao Leixões (Fonseca ainda hoje é o treinador dos guarda-redes dos bebés) e, curiosamente, Zé Beto é de Matosinhos e tanto o Porto como o Leixões disputaram a sua contratação ao Pasteleira (nem vou mencionar o actual Beto senão começa a ser muito forçada esta relação entre guarda-redes e os dois clubes que fundaram a AF Porto).

Zé Beto, oriundo de família de pescadores, teve uma infância (na altura) normal: reprovava por faltas, o pai obrigava-o a trabalhar mas ele pouco tempo aguentava em cada biscate. A estabilidade encontrou-a no Porto, foram 12 anos de Dragão ao peito com duas épocas memoráveis (83/84 e 84/85) onde era titular indiscutível. Não esquecer, também, que foi um dos que tentou tirar a Taça ao João Pinto em Viena, mas nem com luvas conseguiu! Na Selecção não teve sorte, esteve sempre tapado por Bento.

Aos 30 anos foi vítima mortal dum acidente de automóvel num Golf descapotável quando já se previa a saída do Porto mas, com certeza, com muito ainda para dar ao futebol português.

Para não acabar num apontamento triste, o Basculação tem um especial agradecimento a fazer ao leitor Jaime Marques que muito tem contribuído para aumentar o nosso arquivo de cromos e por nos dar a oportunidade de ver verdadeiras relíquias como esta. O nosso obrigado!

Cromos (Época 1983/84)...




Cromos (Época 1984/85)...





Cromo (Época 1986/87)...



Cromo (Época 1988/89)...



Currículo...

12 comentários:

Fep Legends Cup disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lamas disse...

Agora é pelo Basculação que ficamos a saber quando vais jantar a casa dos teus pais... :)

Eu lembro-me de ver alguns jogos do Zé Beto e quando jogava à bola e ia à baliza pronunciava várias vezes o nome dele...

Além de maluco, lembro-me que tinha estilo... e não, não estou a falar do bigode... equipava de maneira diferente dos guarda-redes normais, jogando muitas vezes de calções brancos...

A história da Taça das Taças não lembra a ninguém... mas pelo resumo do jogo também dá para perceber que não foi um dos melhores dias dele...

Anónimo disse...

E que tal ler o artigo "DOPING" no reflexãoportista?

prata disse...

Recordo-me de pouco deste jogador. Lembro-me da notícia da morte dele, julgo que num acidente na Vila da Feira e lembro-me de ter a sensação de que mesmo na baliza era um tolinho e que muitas as vezes saía precipitadamente da baliza.

dragao vila pouca disse...

Tudo para ser Grande, mas como diz o povo: quando a cabeça não tem juízo...

Um abraço

Anónimo disse...

http://www1.pt.uefa.com/fanzone/TeamOfTheYear/index.html

VOTEM BRUNO ALVES.

Toni Silva Baresi disse...

Eu lembra-me bem da final e face ao roubo de igreja registado no jogo com Platini (nº10 da Juve) a assistir, qualquer um tinha vonstade de acertar com alguma coisa naquele fdputa que vestia de preto.

Mas fica a lembrança de estar num café de um amigo do meu Pai e no golo do empate do Sousa (salvo erro), a festa foi tal que se partiram mesas e cadeiras, demais....

Abraço e até sempre Zé Beto!!

MPSV disse...

Só um pequeno reparo.Zé Beto andou na tropa em V.N.Gaia (RASP) e não em V. Novas.Quem informou o blogger é que andou em V.Novas e foi Aspirante do Zé Beto no RASP.

Pispis disse...

Já está corrigido caro Aspirante! Agora q já sabes escrever comments podes voltar mais vezes ao Basculação mas vê lá o que escreves senão o Artur e o Tony Silva rasgam-te de cima a baixo :-)

Anónimo disse...

Hmm is anyone else encountering problems with the images on this blog loading?
I'm trying to figure out if its a problem on my end or if it's the blog.
Any suggestions would be greatly appreciated.
Look at my weblog read more here

Anónimo disse...

Very quickly this website will be famous among all blogging and site-building users,
due to it's pleasant articles or reviews

Feel free to surf to my web site: psychics free

Anónimo disse...

Incredible points. Sound arguments. Keep up the amazing work.


my homepage :: check our their site