sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Contra os Gunners, marchar, marchar...


Barcelona, Real Madrid, Manchester Utd, Arsenal, Sevilha, Fiorentina, Bordéus... Talvez a ordem crescente de preferência no sorteio desta manhã na Champions League...

Ficamos pelo meio da tabela o que até nem é muito mau tendo em conta que as últimas três hipóteses eram Real, Manchester e a equipa que nos haveria de calhar em sorte. Agora há que retirar o sorriso de Wenger outra vez...

Temos mais uma oportunidade de acabar com a malapata em Inglaterra perante uma equipa jovem que gosta de jogar bom futebol e tem no seu meio-campo a mais-valia. Fabregas e Arshavin, às vezes Rosicky, são o cérebro de todo o jogo do Arsenal. Lá na frente, Walcott, Van Persie ou até Bendtner vão dar trabalho à defesa do Porto. Na defesa, um surpreendente Vermaelen a fazer dupla com Gallas e laterais como Song ou Sagna.

Ainda faltam dois meses até ao primeiro jogo, muita coisa vai rolar até lá, a começar pelo clássico de Domingo. Um Porto na mesma forma do ano passado por aquela altura, na minha opinião, deve ser suficiente para levar de vencida esta eliminatória. É uma análise simplista mas convicta.

Riskas já sonha "Da última vez que eliminamos uma equipa inglesa nos oitavos... bem, vocês sabem o que aconteceu!!!", Lamas mete água na fervura "Mas o treinador era o Jesualdo?"

Por falar em treinadores, muito quente o reencontro entre Ancelotti e Mourinho, é uma questão de ver o calendário mas se for em dias consecutivos é ir para Londres ver os dois jogos!

Sei que não estamos habituados ao preto-e-branco, mas é deliciosa a narração da vitória sobre o Arsenal em 1948. Não percam aqui.

Já agora, um pedaço da história do Arsenal via Wikipédia: O Arsenal Football Club foi criado a partir da ideia de um grupo de trabalhadores da Woolwich Arsenal Armament Factory em 1886, que, por diversão, decidiram criar uma equipa de futebol. O clube a princípio não veio a chamar-se Arsenal, e sim Dial Square. A primeira partida foi realizada contra o Eastern Wanderers no dia 11 de dezembro de 1886, e a equipa recém criada venceu por 6-0, para a alegria dos trabalhadores da fábrica de armas. Pouco tempo depois a equipa mudou de nome e passou a chamar-se Royal Arsenal, e continuou a jogar campeonatos e copas amadoras até o ano de 1891, quando se profissionalizou. Então, em 1891, a equipa mudou de nome novamente, vindo a chamar Woolwich Arsenal, e conseguindo finalmente entrar para a segunda divisão inglesa, em 1893, alcançando a primeira divisão em 1904. O isolamento geográfico do bairro levou a equipa a atrair pouco público, em comparação com outros clubes londrinos. Isso quase levou o clube à falência, até que em 1910 Henry Norris assumiu o controle do Arsenal. Norris então procurou tirar o clube de Woolwich. Logo após ter descido, em 1913, a equipa mudou-se para o bairro de Highbury e passou a chamar-se apenas Arsenal. Após o fim da Primeira Guerra Mundial, em 1919, regressou à primeira divisão do futebol inglês, onde permanece até hoje.

7 comentários:

Lamas disse...

Muito Bom o Título!!!

Concordo com o que dizes... um FCP forte vencerá o jogo... podia ter sido bem pior, mas a minha preferência recaia no Sevilha...

No que troca à "private" de comentários entre os basculantes, apenas para esclarecer que o meu "bitaite" surge na sequência do Riskas sonhar com a final, mesmo sabendo que o nosso mister se chama Jesualdo que, como sabemos, é um senhor que ele muito admira... :)

Eu não idolatro o Jesualdo, mas ganhou todo o respeito da minha parte na reviravolta que fez com a equipa na época transacta iniciada no frio de Kiev... e no ano passado, depois do jogo de Manchester, fez-me acreditar que era novamente possível atingir o céu...

riskolas disse...

Eu só tenho de acreditar no Porto!

O FCP é muito mais do que um grupo de atletas e corpo técnico!

Somos especiais!!

Com o discurso do PdC de ontem senti-me mais entusiasmado!

O Arsenal é capaz do 8 e do 80 mas estou confiante! Será fundamental ganhar no circo este domingo e embalar para podermos encarar estes jogos com tranquilidade!

Um segundo aspecto que me deixa optimista é a ordem dos jogos. O Porto sempre se deu melhor quando jogou o primeiro jogo em casa!

Relativamente aos vários adversários que nos podiam ter calhado em sorte, isto não é a Liga Europa. Não há Herthas nem Evertons!

miguel87 disse...

Meus amigos, o Van Persie está arrumado até abril por via de uma lesão grave em novembro no particular da Holanda com a Italia.
Até aos oitavos é esperar que nenhum dos nossos tenha uma infelicidade dessas... mas se tiver que ser, que seja o Mariano por ex...

dragao vila pouca disse...

É uma excelente equipa, jovem, que joga um futebol muito bonito, mas que não tem ganho nada. Mesmo considerando que ainda é muito cedo e não se sabe como vão estar ambas as equipas em Fevereiro, penso que temos hipóteses se jogarmos ao nosso melhor nível.

Um abraço

Artur disse...

oh Miguel 87, voltaste? Já te passou a azia?? Pensei até k tinhas emigrado para um pais sem net e k nao podias comentar os sucessos do Porto e do Professor. Segunda não falarás de certeza!!

Anónimo disse...

ESCÂNDALO
O caso dos telefonemas e dos SMS para os árbitros que apitaram esta época jogos do Benfica, contendo ameaças à respectiva integridade física, vai dar ainda muito que falar. Se estiverem atentos ao jornal do clube encarnado, irão reparar que a arbitragem é um tema recorrente, com diversas chamadas de 1.ª página com críticas aos apitadores dos jogos encarnados. Não estou a dizer que 1+1 são 2, estou apenas sublinhar dois factos. Há que ter em conta que esta chuva de ameaças pode ter origem em alguém ou num grupo que actua por conta própria. Compete à policia averiguar o que está por trás desta campanha intimidatória e que já tem condicionado as nomeações dos árbitros. Por muitos menos - coacção sobre equipas de arbitragem - já foi o Boavista penalizado com a descida aos infernos. Chegou a hora, portanto, de pôr tudo em pratos limpos. Ainda não somos a Sicília!
Bolanaarea

Anónimo disse...

Caros adeptos do FC Palermo,
espero nada menos do Arsenal que um enrabanço dos grandes. Passai bem.