segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Notas soltas

Depois das férias, mais 15 dias sem futebol. Por muito que eu goste da selecção, nunca é a mesma coisa e nem consegui ficar muito incomodado com o empate injusto (até só vi os últimos 10 minutos), até porque custa queixar-me de infelicidade depois daquele milagre que foi a vitória na Albânia. Mas não deixa de ser uma vergonha a mais que provável ausência de Portugal do próximo campeonato do mundo. Pior de tudo: em 7 jogos temos 10(?!) pontos... Não há milagres. Mas também não posso deixar de reparar que a Dinamarca não é a única surpresa deste apuramento e que nós também não somos a única desilusão. Se repararem temos perto do apuramento a Eslováquia, a Suíça, e a Sérvia em grupos onde desiludem a Républica Checa, que até já está afastada, a Grécia e a França que ainda têm hipótese através do playoff. Mas nada disto ameniza o facto que a nossa Selecção jogar muito pouco dada a composição do onze com alguns dos melhores jogadores da Europa nas suas posições e não é por termos jogado bem num jogo que acabámos por empatar injustamente que essa imagem de mediocridade vai desaparecer. Por muito que me custe, cheira-me que quarta-feira dizemos adeus definitivo ao Mundial.

Quanto ao nosso FCPorto, mais quinze dias com treinos em que apenas temos 11 ou 12 elementos. Pior de tudo, e pelo que vejo na classificação actual, arriscamo-nos a não ter nenhum jogador no mundial o que vai fazer com que de certeza passemos a ter jogadores nas selecções mas para gozar férias em jogos a feijões, ou seja, voltaremos a treinar com 11 ou 12 mas meramente para que as Federações continuem a ir facturando uns cobres, cobres que não facturaremos com valorizações de jogadores nas suas selecções... O que vale é que não costumamos precisar disso para vender bem.

Por falar em vender bem, que dizer do Colón? Conseguir a melhor venda de sempre vendendo um jogador a um clube que pelos vistos não precisa dele e que nem o inscreve na champions? Ainda por cima venderam um trinco a um clube que detém o passe do melhor trinco a jogar na Argentina? Ainda por cima por 4 milhões e tal... Mas nem é isso que me incomoda visto que, há um ano, achei que 5 milhões de euros por 50% do passe do desconhecido Hulk era caro... Esperemos para ver o tipo jogar mas, para já, a sua não inclusão na lista da Champions é uma pista... E depois, já todos conhecemos Bolatti e duvido que ele hoje em dia seja um jogador que tenho evoluído do Quintana argentino para o jogador estilo Fernando Redondo de que se fala... Mas se o Bolatti é o melhor, como será o segundo melhor ou o terceiro melhor? Medo!

Outra questão que isto levanta é a da composição do plantel. Se repararam apenas inscrevemos 22 jogadores na Champions. Segundo notícia d'O Jogo com sublinhados meus:«Cada clube pode apresentar duas listas, a A e a B, sendo que na primeira, para além de 17 jogadores sem qualquer tipo de restrições, os lugares do 18 ao 25 estão reservados para jogadores formados localmente: quatro lugares obrigatoriamente ocupados por jogadores formados no clube - que entre os 15 e os 21 anos tenham passado três épocas inteiras ou um período de 36 meses no clube - e quatro lugares para jogadores formados em Portugal - elementos nas mesmas condições dos anteriores que tenham estado registados em clubes portugueses durante o mesmo período. Ora, no plantel do FC Porto, apenas Bruno Alves cumpre os requisitos para ser inscrito como formado no clube, o que implica a perda das restantes três vagas para jogadores nessas condições. Sendo assim, o FC Porto só tem 22 vagas na lista A.» Aqui duas questões. Para quê contratar um jogador caro que sabemos que não poderemos incluir na competição mais exigente em que participámos? A outra questão é que continuamos a ver muito pouco do tal Projecto Visão 611. Já sei que cada vez que se fala disto me vêm com o argumento do costume:«Preferes que tenhamos uma política de calimeros jovens como a do Sporting?» Resposta: lógico que não! Mas estámos a comparar o 8 com o 80 e neste caso julgo que se não conseguimos chegar ao 44 (meio termo), ao menos que consigamos 4 ou 5 jogadores que sirvam ao plantel principal e não apenas aos clubes do meio da tabela da Liga Sagres e à Liga Intercalar. Realço que do período em causa de 2006 a 2011, já estamos bem perto do final... Já devia haver resultados.

Outras notas:

- Continuo a rir à gargalhada com as capas do jornal do regime benfiquista. A melhor é a história do exterminador que tão implacável que espera sofrer apenas mais 5 golo até ao final da época... Que delícia!

- Adorei a resposta de Deco a Madaíl em relação aos prémios da Selecção.

- Gostei também da entrevista de Sérgio Conceição. Pena que o Sérgio padeça do síndroma Marinho Pinto e como tal, pela forma como diz as coisas, não dão a devida atenção ao que disse e que foi grave, nomeadamente no que toca à relação das grandes marcas na gestão das equipas. E todos nós nos lembramos da marca desportiva que obrigou o Ronaldo a jogar a final do Campeonato do Mundo após uma noite em que não dormiu e que passou abraçado à sanita à 'virar o barco'. Não é ficção. Isto existe mesmo.

- Liedson lá se estreou pela selecção e parece que isso despertou uma onda de naúsea patriotista que considero estranha. Então dois é bom mas três é demais? Está bem que se está a chamar um gajo aos 31 anos, mas alguém tem dúvidas que ele é um dos dois melhores pontas-de-lança com nacionalidade portuguesa? Só tenho pena é de ele ser chamado numa altura em que está longe da melhor forma.

- Continuo a sofrer com os golos de Luís Fabiano. Já sei que entretanto tivemos Lisandro, Lucho, Hulk, etc. mas custa-me nunca termos aproveitado um talento daqueles... Relativamente a Diego não me custa tanto...

- Também continua a doer o tratamento dado a Anderson pelo Alex Ferguson. Será que estou assim tão enganado ao achar que o gajo tem futebol mais que suficiente para a esta altura já ser um dos melhores médios ofensivos do mundo? Ainda por cima quando joga, joga a trinco ou extremamente recuado...

- Ao contrário das minha previsões Chelsea não só não está piorar com Ancelotti, como está a melhorar a olhos vistos. O que vale é que parece que Bosingwa e Drogba não jogam na primeira mão... Ainda assim acredito que Ancelotti ainda vai conseguir estragar aquilo.

Equipa para a recepção ao Leixões (custa tirar Varela da equipa):

Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Álvaro Pereira; Fernando, Raúl Meireles e Belluschi; Rodriguez, Falcao e Hulk.

8 comentários:

Anónimo disse...

como é que 44 é meio termo de "8 ou 80"?

Toni Silva F.Rego disse...

Anónimo,

Soma 8 com 80, e tens o meio termo....

É uma questão de contas e nisso os Dragões nunca se enganam, como comprovam os imensos títulos desde 1975.

Lamas disse...

Algo me diz que vai ser Mariano em vez de Rodriguez... :)

Gostei destas notas soltas, acho que é de repetir... O último golo do Fabiano é pura classe...

Eu vou esperar mais um bocado pelo projecto 611...

Polaroid disse...

E por falar na selecção, quarta-feira vou ficar a conhecer o estádio Ferenc Puskás, em Budapeste! :)

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Anónimo disse...

LABAREDAS

Distracção ou azia?

Está visto que a UEFA Champions League não é propriamente um tema querido para A Bola. Pelo menos enquanto o FC Porto for recordista de presenças na competição e o emblema fetiche da casa da Queimada não souber o que isso é. Repararam que, ainda recentemente, descobriram que os Tetracampeões vão regressar a Londres, mas trocaram o adversário? Distracção ou azia?

«O FC Porto vai a Londres? Deve ser ao Arsenal», terá pensado um dos desanimados do costume, confirmando que a falta de interesse em tudo o que é azul e branco é inequívoca. Ou será da queda para o vermelho? Já viram a piada da gaffe? O Arsenal é vermelho, o Chelsea equipa de azul… Está explicado. Distracção, azia e doença.

Ricardo de Sousa disse...

o Jesus estava a falar de golos sofridos frente ao FC PORTO.

Abc

Anónimo disse...

LABAREDAS

Vai indecorosa e não segura

Depois de Fernando Mendes ter dito que esta senhora (?) tinha intermediado a sua transferência do Sporting para o Benfica, não é que hoje, em pleno tribunal, foi revelado aquilo que os Portistas há muito asseveram? A Pinhão participou directamente numa maquinação literária que resultou em película de qualidade duvidosa e alimentou a raiva clubística de uns quantos pasquins.

«A jornalista Leonor Pinhão reviu datas sobre factos desportivos», declarou Carolina Salgado, esta terça-feira, quando interrogada pelo tribunal.

Camões que perdoe a reinvenção de um dos seus versos mais famosos, mas esta Leonor vai indecorosa e não segura. Cada vez menos segura, no seu pedestal vermelho. Será que continuará calada perante a gravidade das acusações que lhe dirigem?