terça-feira, 10 de março de 2009

Que curioso... 1893!


Para quem foi sócio do FC Porto aos 5 anos, ou seja, nos inícios da década de 80, e ainda guarda o cartão de sócio da altura, facilmente estranha a data de fundação do clube: 1906!

Pelos vistos, agora recordando as notícias na net, a alteração promovida pelo nosso presidente - Pinto da Costa – em AG não foi muito pacífica e a comunicação social insistiu que esta alteração só foi feita para o FC Porto ser o clube mais antigo de Portugal e com isto fazer mais uma afronta ao Benfica. Afinal, o nosso clube já impunha muito respeitinho na imprensa naquela altura!

A história é breve e conta-se com poucos factos: António Nicolau d’Almeida, comerciante de vinho do Porto e com contactos privilegiados com a Corte, apaixona-se pelo futebol numa das suas viagens a Inglaterra e decide criar uma equipa – o Foot-Ball Cube do Porto. Ele que não era burro nenhum, funda o clube a 28 de Setembro de 1893, data em que o rei D. Carlos I celebra 30 anos de idade, e para ajudar à festa institui o azul-e-branco (as cores da Monarquia) como as cores do clube. Contudo, o projecto foi sol de pouca dura e no ano seguinte praticamente extingue-se o clube. As más línguas dizem que a esposa do Nicolau (inglesa e da high society) o convenceu a dedicar-se ao ténis porque o futebol era muito violento e aquele desporto era muito mais digno das relações que mantinham com a corte. Digamos que foi uma Carolina Salgado dos tempos antigos...

O que é certo é que só em 1906, quando José Monteiro da Costa acompanha António Nicolau d’Almeida a Inglaterra para uma viagem de negócios e tem o primeiro contacto in loco com o futebol é que decide pegar no projecto entretanto hibernado e, claro, conta com a ajuda do amigo para resgatar atletas de 1983 e 84 e formar a nova equipa do Foot-Ball Clube do Porto a 2 de Agosto de 1906.

Eis a razão para que até há bem pouco tempo festejamos 80 anos de vida em... 1986!

E porque há muitas histórias no futebol e nem todas relacionadas com o nosso clube, aqui vai uma que se passou no Mundial de 78 na Argentina:

Jogo entre alemães e mexicanos, dia 6 de Junho, resultado final: Alemanha 6-0 México. Aos 39 minutos os alemães já ganhavam 3-0, e é então que se lesiona o guarda-redes José Pilar Reyes que é imediatamente substituído pelo suplente Pedro Soto. Já no hospital, Soto foi o primeiro a visitar o amigo Pilar, que lhe perguntou: “Quanto ficou?”, Soto respondeu: “Empatámos!”, “A sério?” perguntou Pilar. “Sim, a ti meteram 3 golos e a mim também...”

6 comentários:

Lamas disse...

As gajas f$@$& sempre tudo...

Carolina Salgado daqueles tempos... MUITO BOM!!!

O suplente do México faz-me lembrar um certo gajo que vem comentar a este blogue... :)

Já agora, eu meti-me sócio do FCP quando ele fez 80 anos :)

Passado 7 anos já estava a festejar o centenário... :)

prata disse...

Ainda hoje temos de levar com essa história. Se estamos a falar da fundação de um clube acho que devemos contar a data real. A título de exemplo, o salgueiros que teve uns anos sem competir. Imaginemos que sobe por aí fora e volta à primeira liga. Vamos considerá-lo um clube novo ou vamos reconhecer-lhe a rica história de possui? A resposta parece óbvia apesar deste interregno sem competição...

Lamas disse...

Excelente comparação Prata...

riskolas disse...

Que curioso... não vejo qualquer menção ao colosso Wisla... :)

prata disse...

Recomendo a ida ao blog do dragão vila pouca para verem e ouvirem o que disse a anta Rui Santos sobre o jogo com o Leixões. É uma coisa...

http://dragaodoente.blogspot.com/2009/03/o-chiqueiro.html

Anónimo disse...

Quinta-feira, Outubro 16, 2008
A MENSAGEM DE ANA SALGADO

Não sou partido, nem movimento de opiniões. No entanto, os factos falam por si. É uma nódoa que me atormenta a alma. Não fosse a pessoa, em evidência, tão próxima e ao mesmo tempo distante (diferente). Alguém com duvidoso passado, marcado por atitudes rebeldes e até mesmo insubordinadas. É hoje, considerada figura pública e merecedora de credibilidade. Não fosse o mesmo ser, útil para de quem, a dispõe. E falo mesmo em certos elementos com significado na justiça judicial. Acreditem, que particularmente ainda acredito na justiça. Embora, e é como em tudo, discorde como a fazem e dispõem. Entendo que, neste sector, como em tantos outros, há ‘inimigos com rosto’. Vá-se lá entender, o certo é que lá estão. Poderiam talvez abandonar o cargo se assim entendessem. Há momentos, na vida, em que o melhor é abandonar o barco; o que não nos torna em nada cobardes. Simplesmente fazê-lo por consciência. Acontece muitas vezes, e não significa que o seja de forma propositada, o facto de, remarmos em nossa feição. Por isso, já os sábios diziam que os ventos enganam. Dediquem-se à feitura de livros. Não é o que está na moda? Eu até elaborava o título, se o entendessem. Que vos parece, ‘O inimigo com rosto’.Teria todo o gosto, em redigir o prefácio. Aceitando mesmo propostas. Em suma, e porque as ‘fotos’ falam por si… Alguém muito singular, perceberá um dia, que este pretensioso protagonismo irá resultar num emaranhado de si-tuações desagradáveis. Há a meu entender, um dominador comum e centralizado, que remete para o erro. Sejamos capazes de, assumir os erros quando de facto eles existem. Pois cada vez mais, se vê a falta de valor, do saber, que vai para além da racionalidade. Valor do saber, da experiência adquirido, a meu entender, o que se adquire por mérito e honra. E este entendimento, tão sublime e humano, está em cada um. Basta parar, reflectir e encontrar. (Se de bem me encontrasse com o meu PAI, ao ler-lhe o meu texto ele diria; como em tempos: “Ó Ana Maria isso para mim cheira a letra de música”.) Sou pessoa de bem, como tal não me coíbo de o fazer. Às pessoas do meu sangue, apenas concluo que devem reflectir. Parar no tempo (esse bem tão precioso) e observar quem afinal se esconde atrás do pano. Quanto ‘ás nódoas na alma’ caros leitores, tratem-nas sempre da maneira mais sublime. Pois são sempre o patamar da solidariedade e dos afectos.
in O GAIENSE


Será que esta senhora já esqueceu do que escreveu, recentemente???!!!

O FCP, saberá disto???!!!