segunda-feira, 30 de março de 2009

Renovar ou não renovar



Eis a questão. Enfrentando mais uma enorme pausa no campeonato, aproveito para pôr à discussão o que mais me tem preocupado nos últimos tempos. Primeiro foi Lisandro e agora Jesualdo. Se em relação ao primeiro defendo que deve ver renovado o seu contrato de imediato, não posso dizer o mesmo em relação ao nosso treinador. Vamos com calma. Parece que em relação a Jesualdo não consegue haver meio termo. Em Outubro e após as 3 derrotas consecutivas, muitos pediam a sua cabeça, apesar de nada estar decidido. Agora e após a exibição de Madrid e a curta vantagem adquirida no campeonato parece que muitos dos seus defensores sairam da toca a gritar pela renovação do seu contrato. Neste aspecto parece-me que a táctica da nossa administração do 'esperar para ver' está correcta (sé é que é esta a táctica...). No entanto, convém ir fazendo a soma dos prós e contras para na altura certa agir. Vamos por temas.

Resultados falam por si?

Ora muitos falam dos resultados. Não deixa de ser verdade que se trata de um treinador que ainda não perdeu um único campeonato desde que chegou. E todos sabemos em que circunstâncias chegou. E mesmo treinando uma equipa montada por outro treinador chegou ao título apesar de um afrouxamento na parte final. Na segunda época fez uma prova fantástica. Pouco haverá a apontar. Este ano houve mais sobressaltos mas parece que tudo acabará bem. Na Champions o desempenho também tem sido bom. Se no primeiro ano atingimos os objectivos mínimos e fomos eliminados em Londres com uma amarga 'vitória moral', nos dois anos seguintes ficámos em primeiro lugar no nosso grupo e este ano chegámos mesmo aos quartos de final. Os resultados são bons. Não há dúvida.

Em contraponto, fica-nos sempre a ideia que, com Jesualdo, e ao contrário do que é norma neste clube, perdemos eficácia nas provas a eliminar. Tal fica bem marcado no desempenho frente a Paulo Bento. Aliás, o Paulo bem pode agradecer a Jesualdo o facto ainda ter um emprego... Perdemos duas Supertaças seguidas e ainda uma final da Taça num ano em que demos a esse mesmo adversário 20 pontos de vantagem no campeonato. Como é possível não ficar claro numa final a diferença de qualidade demonstrada ao longo um ano inteiro? Tal só pode indiciar que Jesualdo não controla os níveis de motivação da equipa. Também nos clássicos deixamos de ter aquele ascendente que era nosso apanágio. Tal está claramente demonstrado nos resultados em casa este ano em que não fomos capazes e nem sequer estivemos perto de vencer. Isto apesar de nos reconhecerem mais uma vez a melhor equipa do campeonato. Nos anos anteriores poucas foram as excepções a esta regra. Lembro a vitória em Alvalade este ano, a vitória magra mas clara em casa sobre o Benfica no final do campeonato passado e pouco mais. Tudo o resto têm sido empates e exibições pouco coloridas em jogos em que nem é preciso trabalho motivacional.

Jesualdo fez jogadores como Bruno Alves, Lisandro, Rolando, Fernando, etc.

De facto foram jogadores que explodiram com este treinador. Poucos eram os que acreditavam que Bruno Alves desse neste portento que é agora. Muitos achavam que Lisandro seria sempre um avançado para partir para a área da ala e nunca um ponta de lança. Rolando e Fernando são escolhas deste treinador e que foram lançados às feras, tendo dado provas a todos os níveis. Até com Quaresma se tem provado que é preciso trabalho e compreensão de treinador ,que Jesualdo teve e que outros Doutorados simplesmente não tiveram paxorra. Hulk é mais um exemplo. De facto, Jesualdo cria um núcleo duro de titulares e alguns desses jogadores cresceram muito no seio da equipa e beneficiaram muito da eficácia da máquina de meio campo formada por Meireles, Lucho e Assunção que como sabemos vem já do tempo de Co Adriaanse.

No outro lado da moeda estão os jogadores a quem este conceito do núcleo duro não permite chegarem a mostrar o que valem. Farias marca quase sempre que joga. No entanto, quando são precisos golos não é opção e entra apenas aos oitenta minutos. Se Jesualdo faz um esforço para perceber Quaresma e Hulk, porque não fazer um esforço para ter um plano B que inclua um rato de área como Farias ou mesmo o esquecido Adriano. Isto tudo num ano em que temos uma dificuldade gritante em marcar golos em casa. Mariano, por exemplo, tem sido dos melhores nos últimos jogos e, após a sequência de oportunidades que teve e inserido na engrenagem da equipa titular, nem parece o trapalhão do costume. Stepanov poderá ser outro exemplo. Outros jogadores que dão provas noutros clubes também nos põe a pensar no porquê de não terem mais oportunidades. Lembro-me por exemplo de Luís Aguiar. Jesualdo achou que não deveríamos exercer opção. Já o Braga beneficia do futebol mais excitante da liga com este jogador ao leme e com outro jogador a quem Jesualdo não deu oportunidades a brilhar na frente de ataque. Tudo isto perante a nossa falta de opções ofensivas no banco. Isto já para não falar de outros nomes muito badalados como Ibson, Pitbull, Paulo Machado (que também já perdemos de vez) e os jovens extremos que estão condenados a serem emprestados para toda a eternidade. Jesualdo está mesmo integrado no projecto de desenvolvimento das nossas escolas? Que jogadores introduziu ele no plantel principal? Há que perceber que se continuarmos a desprezar as segundas linhas, teremos sempre de ir ao mercado cada vez que nos vierem buscar uma das jóias acabando por desaproveitar parte dos camiões de dinheiro que têm entrado. E já percebemos, pela mera análise das contas e dos resultados sem transferências de jogadores, que isso terá de acontecer todos os anos.

Jesualdo tem sido a única voz do clube

Neste período em que o nosso presidente, e o clube por arrasto, continua a enfrentar o ódio de morte que nos têm (em parte devido a algumas imprudências da sua parte) com ataques em toda a linha, tem sido sempre Jesualdo a defender as nossas cores. Logo ele que é apenas um convertido por razões profissionais. E tem-no feito com grande mestria. Fala sempre o suficiente, com moderação, clareza, deixando até a ideia que este é mesmo o seu clube do coração. Não é, mas já percebeu que somos diferentes e provavelmente até terá pena que o benfiquismo ter vindo misturado no genes familiar. De outra maneira não poderia representar o clube como tem feito. Chega até a dar a sensação que o faz demasiado sozinho, o que valoriza ainda mais esta sua faceta.

Mas se comunica bem para fora do clube, não podemos dizer que o faça em termos para dentro, nomeadamente para os adeptos. A desconfiança nunca desapareceu mesmo depois de um campeonato ganho com históricos 20 pontos de vantajem e mesmo depois da bela recuperação que está a fazer este ano. Não esquecer que já estivemos a 7 pontos do primeiro. Como explicar este fenómeno? Como explicar o facto que eu estar para aqui a fazer os prós e contras da renovação deum treinador que provávelmente será tricampeão? Uma coisa é certa, o facto de a discussão existir, prova que a comunicação para dentro não funciona. Percebe-se que a própria figura cinzenta do treinador não empolga e daí muitos defenderem que deve passar para uma função mais de gestão global do plantel como director desportivo. O futebol quase sempre assente unicamente em transições rápidas também não ajuda.

Conclusão: Vale a pena trocar o seguro pelo desconhecido?

É o maior dos argumentos pela renovação. Há alternativas seguras no mercado? Não vejo. E nem me falem de Jorge Jesus e Paulo Bento... Não há alternativas sem ser de risco. Como foi a de Mourinho por exemplo. A minha opinião assenta na velha expressão 'o seguro morreu de velho'. O futebol faz-se de ciclos e acredito sinceramente que o de Jesualdo acabou. Após o ciclo glorioso com Mourinho, tivemos um ciclo de tumulto que terminou com a saída do insano Adriaanse. Com Jesualdo acalmamos ao sabor das vitórias. Agora há que tentar explodir! Foi um bom ciclo mas não me parece que, sendo prolongado, possa vir a ser melhor. E é isso que todos queremos: queremos mais que isto. Mais que o bom queremos o excelente! Será pedir de mais?

Equipa para trucidar os ratos de secretaria de Guimarães:

Helton; Fucile, Rolando, Bruno Alves e Cissokho; Fernando, Meireles, Lucho e Rodriguez; Lisandro e Hulk.

PS: Prometi fazer a pergunta todas as semanas e, portanto, cá vai: Em que ponto está a renovação de Lisandro?

Continua a petição em http://www.peticao.com.pt/lisandro-lopez

14 comentários:

Lamas disse...

A crónica está muito boa... Falas de tudo um pouco e concordo em linhas gerais com os prós e contras...

A única coisa certa que tenho é que não queria ver o Jesualdo sair de forma completa... concordo com a transição (é preciso sangue novo), mas ao mesmo tempo continuidade sem ruptura... ele ir para director desportivo ou algo perto disso parece ser uma solução possível, entrando um treinador que trouxesse a parte motivacional que, como exemplificaste, por vezes falta a Jesualdo...

Mas dos 3 anos que Jesualdo já leva, há a registar os fenómenos que construiu... o meu principal destaque vai mesmo para Bruno Alves... jogador que eu simplesmente não compreendia como tinha lugar no plantel... achava-o, muitas vezes, "burro"... está um senhor jogador, sendo, na actualidade, um dos melhores centrais do Mundo... certamente o melhor no Jogo Aéreo...

Tony Silva disse...

"Vale a pena trocar o seguro pelo desconhecido?"

Nota 1: Não sou fã do Jesualdo!
Nota 2: Acho o Scolari execrável!
Nota 3: Simpatizo com o Queirós!

Resposta à pergunta:
Não sei... vejo este caso um pouco à imagem da selecção. O treinador era medroso (e merdoso :) além de estupido), não tinhamos os jogadores que queriamos (ou gostavamos) e só depois de meter o meio campo do FCP (Deco, Costinha, Maniche) é que começamos a ter um futebol mais excitante. Mas tinhamos resultados! Ou "quase" resultados, já que uma final perdida contra a Grecia no nosso próprio pais não era propriamente "o resultado". Mas pelo menos chegamos à Final o que não deixa de ser um grande feito!

Finalmente mandamos o Schocolari embora e metemos um gajo inteligente, bem falante... enfim um gajo porreiro. Resultado: não temos resultados! Nem ao mundial devemos chegar, quanto mais pensar em altos voos...

Resumindo, quero algo diferente do Jesualdo, mas a verdade é que não se vê nenhuma aposta segura. Será sempre um tiro no escuro! Não sei se "quero" arriscar...

Tony Silva disse...

E numa epoca em que espero manter este excitante tridente avançado (Hulk, Licha, CR10), com mais um ano de experiencia em cima, não sei mesmo se quero arriscar a entrada de um treinador novo, que poderá destruir uma epoca que pode ser de sonho.

bLuE bOy disse...

Renovar ou não renovar, depende do mesmo de sempre... títulos.

Por ora, e porque ainda nada foi ganho, há que deixar o assunto marinar... se ganhar (no minimo, a liga e a taça de portugal), sou de opinião que deve manter-se... se não as ganhar, é bom que se reflicta e muito sobre o que fazer.

Acredito que quem lá está, sabe o que faz e o que deve fazer.

riskolas disse...

Prata, acho que estiveste bem e não vais conseguir a polémica que porventura quererias. :)

Já discuti tantas vezes este assunto, já pensei tantas vezes que a minha posição é muito clara.

Não gosto do Jesualdo nem o quero para treinador do meu clube.

De qualquer modo, não tenho problemas em afirmar que, hoje, tenho por ele algum respeito, coisa que não sucedia quando chegou há quase 3 anos.

É um facto que tem conseguido resultados. Todavia, eu quero mais do que resultados.

Se Jesualdo tem cumprido na Liga e tem obtido excelentes resultados na Champions, ficaram pequenos grandes pormenores que mancham a passagem dele pelo FC Porto, nomeadamente, os duelos directos com os rivais da 2ª Circular.

Eu não sou hipócrita e afirmo que é fundamental ganhar e bem todos os duelos com os mouros!

Este ano foi a gota de água! Cerca de quinze dias depois de levarmos 4 na boca no "Mictório XXI" fomos incapazes de fazer um remate a sério à baliza da lagartagem, atordoada com os 5 que levara dias antes do Bayern.

Na época passada, as lamparinas tentavam tirar-nos 6 pontos e o acesso à Champions, através de manobras de secretaria. Estavam moribundos e orientados pelo Chalanix. Limitamo-nos a ganhar um joguinho. Devíamos ter massacrado!

Resumindo, o Jesualdo é óptimo a montar a equipa defensivamente, é óptimo a pôr a equipa a jogar em contra-ataque, é muito bom a trabalhar pequenos mas importantes aspectos técnicos mas falta-lhe mais... para ser o tipo de treinador que quero.

Falta-lhe saber montar uma equipa para jogar ao ataque, falta-lhe saber montar uma equipa que saiba jogar com bola, falta-lhe capacidade motivacional, tudo factores fundamentais na minha óptica.

Falta-lhe explicar porque embirra de forma definitiva com alguns jogadores e porque dá 1001 oportunidades a outros, falta-lhe saber falar com e para os adeptos, como tu referiste.

Quanto à defesa do clube, não acredito que o tenha feito sozinho. O Jesualdo é uma personagem respeitada e um bom interlocutor pelo que não tenho grandes dúvidas que todos os discursos de defesa do clube foram preparados com a SAD.

No que toca à "descoberta" de talentos escondidos nos nossos jogadores, esse é só um dos trabalhos dele!!! Todos os jogadores rendem mais com determinados treinadores. Há vários factores envolvidos. Nunca vi o Quaresma jogar tão bem como jogava com o Adriaanse! Era fabuloso! O Jesualdo encostou o Ibson, o Jesualdo encostou o Adriano, o Jesualdo encostou o Pitbull, etc, etc. O Jesualdo trabalhou muito bem o Rolando, o Bruno Alves, o Fucile, o Fernando, o Lisandro, etc, etc, etc.

Para a próxima época apostava no Jesus. Isto sim é polémico, Prata! lol

Ninguém me vai ouvir dizer que é sucesso garantido, até pode ser uma barracada de todo o tamanho mas acredito que ele faria um excelente trabalho no nosso clube.

Concordo que o Jesualdo deve ficar na estrutura do futebol, por exemplo, como responsável pelo futebol fazendo a ponte entre o projecto 611 e o plantel principal, no fundo, seria um coordenador técnico competente, experiente e respeitado.

prata disse...

Falta saber se ele quer... Julgo que tem mercado no estrangeiro como treinador por isso duvido que aceite essas funções.

riskolas disse...

Se assim for, boa sorte!

P.S. E ajudares-me a arranjar material do Ricardo Grey! Era boa ideia não?!??! Um jogador sueco de 15 anos que entre o FCP, Arsenal e United escolhe-nos, já merece ser ídolo! LOL

prata disse...

O novo Larsson? LOL

Nem sabia.

Pispis disse...

É claro que temos que deixar que a época termine, mas se acabar por se concretizar o óbvio (e o obrigatório): dobradinha, porque a excelente campanha na CL já ninguém a tira (só c um descalabro tipo Sporting c Bayern), Jesualdo tem tudo para continuar.

É o que eu acho e tb n morro de amores por ele...

Se o Carvalhal fizer um grande trabalho no Marítimo pode ser o próximo... em 2010. E gosto do Paulo Bento (tinha q ser polémico) :-)

Pedro Veloso disse...

Boa noite,

sou benfiquista (dos sete costados), como tal não morro de amores por portistas, por isso nem sei se publicam o meu comentário;) Mas nas minhas deambulações pelo mundo dos blogs (à procura de vídeos antigos do meu clube)descobri o Basculação, comecei a ler uns posts e sinceramente gostei , porque depois (não antes lol) de ser do slb também adoro futebol. Muito boa crónica sobre a questão "Jesualdo" e os comentários também bem interessantes. Obviamente não deixo a minha opinião sobre o tema porque não gosto de meter o bedelho onde não sou chamado e porque, como compreenderão, o jesualdo não é propriamente um tipo que eu adore...Continuem o bom trabalho e se puderem vão metendo aí mais uns clássicos antigos contra o slb:)

P.S. Obrigado por me terem feito recordar a conferencia do Robson na Luz no Mozer 2-Couto 0,uma verdadeira pérola do futebol português

Lamas disse...

Pedro Veloso... vai aparecendo... às quartas terás certamente mais vídeos para recordar...

... quer do teu slb... mas especialmente do GRANDE FCP! :)

Taqui disse...

Prata só um reparo, o licha ta castigado para sábado, tens de refazer a tua equipa!

Quanto ao Jesualdo, nem sei! Não sei se há melhor! Português; nao tou a ver! Estrangeiro: deve haver aos potes, mas com conhecimento do nosso campeonato? duvido! Não troco mesmo o certo pelo incerto.
Acho que se fizer os serviços minimos (Liga e Taça) merece continuar!

Abraço

prata disse...

Que estupidez... Tens razão. Mariano no lugar do Licha

Anónimo disse...

Queriam que "ELE" tivesse a ganho por exemplo a Taça de Portugal, com a arbitragem de Benquerença e PAssunção , Bosingwa e Quaresma, já com a cabeça noutro "LADO"!!!!!!!!!!.....

Trata-se de um homem sério, culto e muito competente, não dum MILAGREIRO.