quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Taça da Liga - Proibida a entrada no museu!



Já percebemos! Não é preciso insistir... Só lá vamos quando chegarmos a Janeiro e só nos restar esse título para discutir. Mas julguei que os portistas já se tinham habituado a isso. Como vejo lenços brancos, num jogo da Taça da Liga, percebo que estava enganado. Mas não deixo de achar caricato.

Com isto salto em defesa do treinador, pasmem-se! Logo eu que tanto o critico... Mas não entro euforias nem em turbas. Muito menos do género das que tenho visto no Dragão. Vamos ao jogo de ontem. Achei que os convocados e o onze inicial foram bons. Boas escolhas de acordo com o que se exige ao treinador nesta competição e que é passar a primeira fase integrando jogadores menos utilizados e até jogadores da equipa B. O rendimento da equipa não foi bom, mas foi suficiente para vencer o jogo. Mas foi um jogo estranho e atípico. Recordo que todos os golos foram muito facilitados pela nossa dupla de centrais, logo os dois que têm sido titulares... Além disso tivemos uma exibição desastrada do André Silva. 'Karma', pensei eu... «Mete os titulares!» - ouvia gritar da bancada. E entra Aboubakar e, de seguida, tem um falhanço ainda pior que os do miúdo! 'Duplo Karma', pensei eu... E depois temos de contar com os falhanços de Evandro e de Maicon e com a inenarrável falta de rendimento de dois dos jogadores mais bem pagos do plantel: Imbula e Tello. Para completar, tivemos uma arbitragem mais do que desastrada, em que é inexplicável como o 'sarrafeiro' madeirense, que marca o segundo golo, não é expulso minutos antes. E o treinador tem culpa? Tem! É óbvio que sim. Mas é este o ponto em que decidimos mostrar os lenços? Neste jogo e nesta competição? Se já assobiámos substituições aos 85 minutos num jogo que nos pôs em primeiro lugar, já acredito em tudo... 

O que vejo é que há uma grande quantidade de adeptos que só avalia de acordo com os resultados. Ouço muitas vezes dizer que Lopetegui não ganhou nada. O que gostaria de ver avaliado é que com Lopetegui não jogamos nada. Avaliação dos resultados em conjunto com as circunstâncias que os rodeiam. Por isso, lenços brancos neste jogo, nesta competição, numa altura em que estamos em primeiro lugar e nas vésperas de um dos jogos do ano é ridículo, é nocivo para a equipa e é algo que me faz ter vergonha de alguns colegas de bancada!

Pensei que já não ia fazer mais posts este ano mas cheguei à conclusão que tinha mais um desejo para 2016: além de melhor treinador, melhores adeptos! Acredito que o primeiro desejo é mais fácil de realizar...

5 comentários:

Nuno Silva disse...

partilho parte do teu comentário, mas...

... é inadmissível que o presidente venha menosprezar a importância da opinião dos adeptos ao dizer/ironizar que "devem começar a assobiar logo desde o início, porque tem dado sorte e por isso estamos em primeiro"

... é inadmissível que o treinador venha dizer que "este é um jogo que à partida não queríamos ganhar" ou sobre os assobios e lenços brancos dizer "isso não é futebol, não comento"... Isso é futebol, são os adeptos que fazem o clube, os adeptos são o clube.


quanto aos assobios, sou contra, especialmente durante o jogo. Mas nos finais do jogo os adeptos podem e devem passar a mensagem que acharem conveniente. os jogadores foram aplaudidos quando foram ao centro do relvado levados pelo capitão Helton... mas o presidente tem que perceber que independentemente de estarmos em primeiro no campeonato, este treinador não serve a equipa. A mensagem dos assobios era para o presidente e para o treinador: demita-o / demita-se .

se é bom levar assobios no jogo de véspera a um possível jogo para o título... Não! Mas perder o jogo não é melhor, daí que tal como contra o Dynamo a preparação deste jogo não foi a correta. Este jogo era já a preparação mental do jogo seguinte e não se podia falhar.

O treinador não é mau porque não ganhou nada o ano anterior, ou porque saímos da champions... é mau porque não conseguiu tirar o melhor rendimento individual e coletivo dos jogadores, é mau porque não sabe treinar situações de variabilidade de jogo com ataque rápido ou lento, passe curto ou longo, com mais toque e preparação, como mais rapidez e menos toques, é mau porque mentalmente não soube preparar a equipa para variados jogos importantes, é mau porque raramente arrisca quando é necessário, mau porque ou escolhe mal os jogadores ou come tudo o que lhe colocam os empresários ou a SAD...

... os adeptos do Porto são quase tudo menos resultadistas...



prata disse...

O presidente pode dizer o que quiser. Tem crédito. Já Lopetegui...

prata disse...

Quanto à última frase, é mais ponderado falar em grande quantidade do que maioria. São barulhentos mas não quer dizer que sejam a maioria.

Nuno Silva disse...

O crédito não é status. ganha-se e demora muito tempo... mas a perder é rápido.

A questão não é o mérito acumulado do presidente, que o tem, e que certamente não perdeu a sua inteligência sagaz e conhecimento global do futebol. É a atitude de confrontação com os adeptos assobiadores ou não. eu nunca assobio durante um jogo e não gosto de ver isso porque entendo que prejudica a equipa e agrava os problemas que os jogadores estão a ter dentro do jogo, mas partilho das mesmas preocupações e antevejo que com este treinador o nosso percurso será muito difícil, os jogos em casa contra equipas fechadas será uma angústia, e que o estilo de jogo será o mesmo.

há uma máxima que até agora não vi ninguém quebrar: "os treinadores não mudam, apenas se mudam os treinadores".

Quanto ao Pinto da Costa tenho 2 receios: que a capacidade decisória esteja limitada e a estrutura esteja condicionada pelos interesses negociais, sendo que quem decide as aquisições de jogadores também decide os treinadores e são eles o empresário X e os representantes do fundo Y (que provavelmente são os mesmo)... e que face até aos valores contratados para sponsoring e direitos de imagem os adeptos passem a ser considerados como paisagem, tal qual uma cadeira preenche o estádio ! Não gostei mesmo nada das declarações recentes do PdC ...

Pispis disse...

Prata, mais crónicas destas e deixo de ver os jogos ao teu lado no Dragão :-) só te faltou referir o abandono das claques no último jogo da época passada :-)

Qt ao jogo e tendo em conta q estávamos a defrontar o principal adversário do grupo n devíamos ter alterado 10 gajos do 11 inicial, ainda por cima depois de férias... Mas compreendo q vistas as coisas até se fez o suficiente para ganhar o jogo...