domingo, 19 de outubro de 2014

Futebol Aleatório


Já sei que o futebol tem sempre uma forte componente do imprevisível. Mas há coisas que tendem a diminuir a probalidade de insucesso. Exemplos clássicos: o factor 'casa', a qualidade do plantel, a história recente dos clubes, a orientação técnica, etc.. Por falar em 'etc.', falemos do elemento que insiste em tornar o nosso sucesso num fenómeno puramente aleatório: Lopetegui. Ontem o resultado foi um desastre. E isso faz com que os vencedores e a sua imprensa tentem transformar aquilo num passeio, numa demonstração de força ou no tão desejado fim de ciclo. A verdade é que a grande vitória poderia facilmente ter sido a derrota do costume. Vejam as oportunidades de golo, vejam o que aconteceria se o penalti entrava, ou o cabeceamento de Jackson, ou o de Marcano, ou o remate de Quintero  na primeira parte ou até o Adrian isolado na primeira parte. Por outro lado, o Sporting já tinha enviado uma ao poste no primeiro minuto, entre outras duas ou três oportunidades que teve além dos golos. Vamos ao meu ponto: o jogo teve um resultado imprevisível até perto do final. Dirão que é bom para o espectáculo, mas foi péssimo para o FCPorto. Tal como aconteceu com o Braga, em nossa casa o jogo é imprevisível e a culpa é de Lopetegui.

Não se pode dizer que o homem não tem ideias, nem que não estuda os adversários, nem que não tem uma personalidade vincada e com potencial. O problema é que as ideias têm sido más, os adversários também nos estudam, a coragem está a transformar-se insanidade táctica e a confiança está a transformar-se em sobranceria.

Vamos às ideias chave: campo largo com a equipa bem espalhada e com opções de passe disponíveis no flanco contrário favorecendo a circulação; forte confiança no talento individual com insistência em situações de um para um seja no ataque, seja na construção, de preferência nos flancos; rotatividade elevada e plantel constantemente motivado, porque qualquer um pode jogar qualquer jogo. Parecem boas ideias em teoria. Então, porque é que isto falha? São os erros individuais, como diz Lopetegui? Errado, digo eu. Perante um adversário pressionante como o de ontem, cuja estratégia consiste no aproveitar e no forçar do erro do adversário, chegamos a ter o defesa em organização rodeado de 3 jogadores e sem linhas de passe curto anão ser o Guarda redes. Aí, se acerta o passe longo cria situações como a de Adrian. Se falha, não tem proteção. O adversário tem vários jogadores por perto e a maior parte da equipa está longe a dar opções para passes longos de mudança de flanco e de ruptura. Erros acontecem e por isso é que o futebol moderno tem tendência a evoluir para desenhos tácticos coesos e baseados em tentativas de obter superioridades numéricas na zona da bola. Mas Lopetegui acha que vai revolucionar isto. Não sei se não vai mas, para já, só o BATE caiu nisto. Depois a rotatividade. Ninguém nos poderá dizer se o Indi metia aquela bola lá dentro, nem se o Alex Sandro deixava que Nani fosse um dos melhores em campo. Nem que Brahimi falhava aquele lance que Adrian falhou isolado. Mas também ninguém poderá dizer o contrário! Para os jogos mais difíceis, os melhores. É até uma defesa para o treinador. Mas Lopetegui não tem medo da crítica. Tem personalidade forte... «Nos grandes jogos, não mudes a táctica em função do adversário». Clássico conselho que se dá aos treinadores. Mas Lopetegui é mais esperto que os treinadores adversários. Esses conservadores... Treinador forte é o que muda a táctica 3 vezes durante o jogo. O que entra para o jogo como se estivesse a perder 0-2 e o que termina um jogo a perder com a sua táctica mais conservadora... Continuaremos à espera que o génio de Lopetegui vença. Na esperança que isso não nos tire mais títulos como o de ontem...

Individualmente, não gostei de ninguém em especial. Talvez Jackson tenha sido o melhor. Danilo também esteve bem. Destaque também para o passe fabuloso de Quintero para o primeiro golo. Mas depois temos de levar com o Quintero defensivo.Ele já tem dificuldades com tácticas simples, quanto mais com oscilações tácticas constantes... O mesmo direi de Herrera. Depois há exibições fracas de Casemiro, Maicon e Marcano. Oliver não devia ter saído. É ele quem mais equilibra esta equipa. Nota mínima para Lopetegui.

Na Champions virá a redenção. Mas julgo que o Dragão acordou para o problema que temos no banco. Será que o Lopes terá a humildade de mudar?

7 comentários:

SDF disse...

Não não tem coragem para mudar!
È um medricas que não os tem no sitio, tem medo de jogar a pressionar e a procurar a bola, acobarda a equipa na defesa na falsa ideia de que se rodar a bola a trás cria espaços no ataque, mas os adversários não são idiotas e também estudam o adversário!
Depois vem a sobranceria, a mania do "eu é que sei os 45000 la fora não percebem nada disto!"
Se o resultado de ontem fosse fora ainda havia uns paninhos quentes mas em nossa casa, que pegue mas é nas malinhas e se ponha andar ou então que arranje dois testículos e deixe de inventar!
Temos um excelente plantel e um treinador que pensa que vai reinventar o futebol!

bruno rodrigues disse...

É importantíssimo que nos lembremos que não perdemos ontem apenas por culpa do lopetegui, não foi o treinador o único culpado da nossa derrota, houve 2 culpados, um deles foi o lopetegui e o outro foi o filho da puta do árbitro que nos gamou 2 penáltis. No primeiro, o paulo oliveira dá um pontapé na barriga do herrera e no segundo o quintero bate um livre na direita e o jonathan silva corta a bola com o braço. ISTO É MUITO RELEVANTE, O CABRÃO DO ÁRBITRO TAMBÉM TEVE CULPA NA NOSSA DERROTA.

Anónimo disse...

Quem tem Quaresma no banco, é porque tem muito melhores jogadores lá dentro. Possivelmente Lopetegui está contente com o resultado e com os jogadores que interpretam a sua medíocre táctica. Temos que o aguentar até Junho, não há nada a fazer.

Anónimo disse...

JÁ ANTERIORMENTE,ENTE HAVIA AFIRMADO QUE NOS JOGOS DO FCP TEM DE HAVER 3 PENALTIS PARA O ARBITRO ASSINALAR 2 E O PORTO MARCAR 1, NÃO FOI BEM ASSIM, OUTROPRBLEMA SEM ENTRAR EM ANALISES DETALHADAS SE ODESTREINE QUER O FCP Á BARCELONA É DIZER LHE QUE NOS FALTA O MESSI!

riskolas disse...

Ainda estou em estado de negação.
Amanhã, pelas 21h30, estarei pronto para encarar a realidade...:/

prata disse...

Não acho que tenha sido pelo arbitro. Apesar disso. há um lance de eventual mão, para o qual ainda não vi qualquer repetição nos resumos da tv nem foi analisado pelo painel do jogo. Achei estranho.

riskolas disse...

Da arbitragem, para mim, flagrante só o fora de jogo ao Adrián. De resto, não me parece que o lance do Herrera seja para penalti e o lance do Jackson além de partir de fora-de-jogo não era penalti.

O lance da mão é a velha história. O único critério objectivo que encontro é "a bola toca na mão? falta!". Tenho 33 anos e ainda não consegui perceber porque há lances que são e outros não são (excepto lances à queima roupa em que a mão ou braço estão ao longo do tronco). Tudo o resto, para mim, é falta.