quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Avaliação incompleta


Torna-se difícil avaliar este FCPorto e até Lopetegui. Por um lado, somos capazes de atropelar uma equipa da Champions, para logo depois empatarmos em casa com uma das equipa mais frágeis do campeonato nacional. Somos abafados numa primeira parte de um jogo em Alvalade, para depois darmos a volta na segunda parte, ficando a lamentar as oportunidades perdidas. Oscilamos entre jogos em que marcamos 3 a 6 golos e jogos em que nem de penalti se marca. Entre jogos de segurança defensiva absoluta, para jogos em que oferecemos dois golos ao adversário. Perante isto, Lopetegui deita gasolina para a 'fogueira' da instabilidade da equipa com constantes mudanças de jogadores e, mais grave, do próprio esquema de jogo. Este FCPorto é uma bomba relógio. Pode explodir para coisas extraordinárias como foram os últimos cinco minutos na Ucrânia como pode implodir no meio de tanta inconstância e confusão. Enquanto torço pela primeira opção não esqueço tamanho receio de que acabe por acontecer a segunda...

Lopetegui reservou-nos duas surpresas no onze. Más, na minha opinião. Não considero que um jogo de Champions, fora, perante um adversário directo, seja uma boa oportunidade para ensaiar um novo esquema. Como tal, não percebo a introdução de um 6 mais para destruir do que para construir e de um avançado com características diferentes. Isto numa análise pré-jogo. No jogo, Jackson fez questão de provar que deveria ter sido titular e Marcano, apesar de não ter comprometido, apresentou as lacunas e as qualidades que se antecipava e teve de ser substituído quando era preciso mais futebol ofensivo.

Opções à parte, o jogo correu bem até ao primeiro golo do adversário. Tivemos o controlo, as melhores oportunidades e só a nossa irritante dificuldade na definição das jogadas nos impedia de chegar à vantagem. Nem de penalti! Até que chega o momento inesperado: temos de jogar bonito nas saídas de bola e isso iria custar um golo mais cedo ou mais tarde. Pena que tenha sido Oliver a perder a bola. Se havia jogador que não merecia... Aí o FCPorto abanou e desequilibrou-se, apesar de só ter sofrido novo golo perante mais uma oferta, desta vez de Maicon. Mas as oportunidades iam acumulando sem o devido proveito. Um defesa adversário resolveu retribuir com um presente e entrámos no jogo a tempo de evitar males maiores. O banco foi muito importante o que ajuda a desculpar Lopetegui pelo onze inicial. Ou isso, ou ajuda a culpá-lo ainda mais! Empate agri-doce...

Individualmente, destaco o MVP Jackson. Meia hora, dois golos. Nada a acrescentar. Danilo seria o MVP se não fosse o Jackson. Quintero e Adrian também entraram bem. Sobretudo o primeiro. Tello e Brahimi criaram bastantes desequilibrios apesar dos seus respectivos individualismos e Herrera falhou menos passe do que o habitual, o que é sempre uma boa notícia. Aboubakar mostrou pormenores. Apenas isso. Pela negativa, mais uma vez, Alex Sandro. Acorda! Nota mais negativa ainda para os jogares que ofereceram golos e mancharam as suas boas exibições até à altura dos erros.

Está bem encaminhado. Que isto levante a moral para o Braga. Chega de empates!

PS: Mais um penaltizinho por marcar. Seriam três... Pergunta comum: Para que servem os árbitros de baliza?

5 comentários:

Lamas disse...

Desfecho moralizador... Saímos de lá sabendo que somos capazes de fazer mais e que os erros podem ser letais...

Lamas disse...

Quanto às alternâncias táticas e de jogadores do Lopetegui aguardo pelo futuro para comentar... Assim é mais pela certa... ;)

bruno rodrigues disse...

Aquele tello, a cada jogo que passa aumenta a porcaria que faz, tá-se a tornar inacreditável a sua presença no campo, esse tipo é MAU, MUITO MAU, tem de ir para a bancada e dar o lugar a jogadores a sério (quaresma, adrián). Até agora, foi a pior contratação que fizemos, custou 2 milhões e até agora provou que não vale um cêntimo. Talvez eu mude de opinião daqui a uns meses mas é difícil, o tipo é mesmo péssimo.

Costa disse...

O Bruno,

Vai dar banho ao cão...
Quaresma ?... Por favor...
Não dias a ninguém que és portista.

bruno rodrigues disse...

Costa, deste bem a entender que és tipo com gravíssimos problemas cerebrais ao nível da memória, ou então, só és atrasado mental, ainda não sei. Talvez não te lembres, mas o quaresma é o jogador mais talentoso do nosso plantel, o que mais sente e ama o clube, talvez o único que é além de jogador, adepto do porto. Lembras-te de ele nos ter dado uma vitória dificílima em braga há 6 anos atrás, lembras-te de ter ido á luz dar-nos os três pontos com uma trivela em que o david luiz desmonta-se todo, lembras-te das dezenas de assistências que já fez, dos golos decisivos, tens ideia que, se ele não tivesse regressado em janeiro, iria ser a pior época desportiva de toda a história do clube? O quaresma voltou há 10 meses atrás ao clube do seu coração para provar que não morreu para o futebol e para por merda na boca de muitos críticos, jornalistas, analistas, comentadores e na tua também. Portistas como tu são desnecessários.