segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mau treino


É muito conveniente esta histeria que nos diz que o FCPorto foi abafado pela intensidade dos Vasquinhos e que foi um 'banho de bola'! Enfim... Vitórias morais a que nos habituaram e não é por terem um membro de claque de barba e risca ao lado na presidência que esses hábitos vão mudar. Admira-me é que os portistas entrem nessa onda. É já o segundo ano seguido em que, graças ao fantástico calendário, somos obrigados a apresentar uma equipa próxima da titular na primeira fase da Taça da Liga. Se não o fizéssemos seríamos obrigados a jogar na Luz com um mês de interrupção de competição para os nossos melhores jogadores, o que seria impensável. Sendo assim, Fizemos o que deveríamos ter feito. Demos uma semana de folga aos jogadores e fizemos um treino ou dois treinos antes do 'jogo-treino'. Depois poupámos os jogadores mais sobrecarregados com jogos: Jackson e Lucho. A alteração na baliza foi natural. O resto da equipa fez um treino em competição. Até aqui tudo normal perante uma competição que nos habituámos a não respeitar e que não se dá ao respeito.

Vamos ao treino. Perante um adversário que iria dar tudo, interessava avaliar a reacção de Herrera e Ghilas, mas também de outros jogadores. Nomeadamente, o emergente Carlos Eduardo e o 'decadente' Licá. Começando por Herrera, confesso que me custa vê-lo jogar. Muito potencial mas decisões horríveis. Com Herrera em campo o FCPorto falha imensos passes e em zonas proibidas. Está longe de poder ser titular e não percebo porque é que está à frente de Defour nas portas para o onze inicial. Ghilas foi uma vítima da falta de produção ofensiva da equipa. Pouco pôde fazer mas perdoou em duas ocasiões em que podia ter marcado, apesar de numa dessas jogadas ter sido interrompida por fora-de-jogo claro. Teste inconclusivo. Depois Licá. Um extremo do FCPorto tem de ter bom desempenho no 1 para 1. Não basta ser agressivo e aparecer em zonas de finalização. Há que ter rasgo individual. Como isso falta a Licá, faltam razões que justifiquem esta titularidade consecutiva. Por último, Carlos Eduardo. Não esteve nada inspirado e ajuda a refrear os ânimos e os rótulos exagerados. Ainda assim, o teste foi duro num jogo em que enfrentou boa marcação e médios bastante agressivos. Esperava melhor. Dos restantes, destaque óbvio para o MVP Fabiano e para Mangala e Fernando. Não gostei de Maicon e achei absolutamente desnecessária a entrada de Jackson. Além de termos em campo Licá que estava a jogar pior que Ghilas, Jackson não fez um único treino durante a semana. Bizarro...

Obviamente que o resultado foi melhor que a exibição. Temos dois jogos em casa onde poderemos apresentar outras soluções que tardam em explodir ou que necessitem de ritmo como Reyes, Quintero e Quaresma, ou até premiar bons desempenhos na equipa B, nos casos de Victor Garcia e Tózé. Já esperávamos uma boa réplica do Sporting, que tem nesta competição a única escapatória a um eventual insucesso no campeonato. Foram muito intensos e até violentos nas abordagens aos lances. Com isto não me quero armar em 'calimero', apenas julgo que podíamos ter jogado com essa agressividade e descontrolo para tentar sacar mais amarelos e mais faltas em zonas perigosas. Entrámos bem no jogo mas rapidamente a confusão no meio-campo com exibições fracas de Herrera e Carlos Eduardo fez com que a equipa se ressentisse permitindo alguns calafrios. Já com Lucho em campo poderíamos ter aproveitado melhor a histeria exibicional do adversário para dar uma estocada final, mas as saída de Fernando desequilibrou a equipa e não ganhámos nada com a saída de Ghilas e a entrada desastrada de Jackson. Mas o resultado acabou por ser normal. Dizem que o FCPorto não atacou, mas direi que não precisou. O resultado pretendido foi-se mantendo e a falta de ambição transmitida pelo banco passou para os jogadores. Quanto aos vasquinhos, jogaram como nunca e o resultado foi o de sempre: vitória moral.

Na próxima semana temos mais uma oportunidade para testar jogadores menos utilizados. Que aproveitem melhor que os de ontem!

6 comentários:

prata disse...

Não quis pôr no post para não parecer que teve relevância, mas a expulsão de Carlos Eduardo é exagerada. Falam do primeiro amarelo mas eu acho que o segundo, na zona em que foi, e por se tratar de uma tentativa de antecipação em que o jogador do Sporting sem tentar disputar o lance apenas põe o pé à frente. Que marque falta até aceito agora, segundo amarelo, é muito exagerado.

E depois há aquela decisão estapafúrdia de dar amarelo a Varela e não dar ao causador da situação: o flatulento lateral brasileiro. Se há situação em que a decisão salomónica se aplica é aquela.

bruno rodrigues disse...

Desculpa lá, mas, dizer que não gostaste do maicon é RIDÍCULO E ABSURDO,a única exibição na nossa equipa melhor que a dele foi a do MVP fabiano, se não acreditas em mim,tens de rever os inúmeros cortes que ele fez durante o jogo e a importância que teve nas bolas paradas defensivas (foi ele quem cortou sempre as bola nas bolas paradas defensivas) e foi quem limpou mais jogadas de ataque dos vasquinhos, errou apenas uma vez durante o jogo, mas nesse unico erro dele, fabiano salvou-nos. Não entendas isto como uma crítica (eu vou continuar a ser um espetador assíduo deste blog, porque o adoro), isto é apenas a minha opinião.

prata disse...

Só esse lance que referes serve para manchar uma exibição, mas há mais. Houve exibições bem piores, isso é verdade, mas eu tenho uma exigência diferente para a nossa linha defensiva porque acho que é onde temos melhores jogadores. E é aí que acumulamos erros inexplicáveis como essa passadeira que ele estendeu a carrillo sem que sequer tenha tentado fazer falta. Podia era também falar dos esquecimentos defensivos de Danilo e do corte horrivel de Alex Sandro para aentrada da área perto do final.

Lamas disse...

Herrera está numa zona nevrálgica do terreno... falhar um passe já seria mau... mas falhar sempre é demais... e também já vimos isso várias vezes na equipa B... e já começa a ser vezes demais... a adaptação já lá vai e a confiança tema em aparecer... o golo da última jornada parecia um bom tónico, mas não teve sequência em termos exibicionais... mas concordei com a aposta nele no jogo de ontem...

A expulsão do Carlos Eduardo é uma aberração... não só pela falta em si... como pela comparação com outras que existiram no jogo... como ainda pelo jogo faltoso dele (que não foi frequente)... além disso toda gente sabe que a falta para segundo amarelo tem de ser daquelas que não há hipóteses para "fugir" do amarelo... o que, nem de longe, nem de perto, foi o caso... deve haver um histórico do Carlos Eduardo com o Olegário e o gajo não perdoou a primeira oportunidade de o meter na rua (o primeiro amarelo já era um sintoma disso)...

E a Vassourada do William? Eu aceito o amarelo, mas lá tá... quando aquilo é amarelo as faltinhas de mrd não podem ser amarelo, em especial o segundo amarelo... por momentos pensei que o jogo contra o SLB era o próximo...

bruno rodrigues disse...

a verdade é que esse lance do maicon que já referimos aqui, em que ele estende uma passadeira ao carrrillo é o ÚNICO ERRO dele nos 93 minutos de jogo, nos outros lances em que interviu este completamente INCRITICÁVEL.principalmente nas bolas paradas defensivas, mas eu compreendo que a exigência seja reforçada para a nossa linha defensiva, afinal, já sofremos muitos golos esta época por culpa de erros individuais de defesas. desculpa prata se fui agressivo demias, não era minha intenção. SOMOS PORTO

Taqui disse...

os treinadores sao teimosos e é bem certo! Teve que mudar outra vez o triangulo e deu no que deu...Quanto ao herrera, será que ele tem no contrato um nr minimo de jogos a titular pa fazer? Eu nunca vi nenhum jogador a fazer daqueles passes para os adversários!! eu contei 4 passes que deram contra-ataques e lances de golo para eles! Foi demais!
Foi bonito de ver o sporting a esfalfar-se todo, principalmente os seus jogadores a tentarem sacar faltas, a fazer simulaçoes e provocaçoes, pelo menos estao à imagem do seu presidente! Vamos ver como acabam!
Bom 2014 basculantes!