segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Iturbolência


Dois golos bastaram para que Iturbe voltasse para atormentar Paulo Fonseca. É óbvio que, se o Paulo pusesse a equipa a jogar melhor, ninguém o aborrecia com o tema... Só os mais obcecados o fariam. Como ainda não estamos num patamar de jogo que responda às exigências dos adeptos, vão se buscar todos os argumentos possíveis. Por exemplo: os dispensados.

Ora direi o que penso de Iturbe. Acho que tem lugar no plantel, mas como quarta opção. Como tal, compreendo que o clube o queira ver jogar por empréstimo. Vi-o jogar várias vezes, mesmo antes de vir para o FCPorto. O que vi no início entusiasmou-me. Um jogador, com aquela velocidade e com aquela capacidade de remate com os dois pés aos 18 anos, é motivo para entusiasmo. Mas passados, três anos, noto que Iturbe não evoluiu o que eu esperava. Sabia que ele é letal em transições e com espaço pela frente. Mas quando é que isso acontece nos jogos do FCPorto? Até nos jogos do FCPorto B, e mesmo quando a equipa andava pelo fundo da tabela, as outras equipas apresentam um esquema que reforça a defesa e sobretudos as zonas laterais. Ou seja, há que variar o jogo, procurar bola com movimentações sem ela, há que saber tocar a bola de costas para a baliza, há que ensaiar movimentações e trocas de bola com o lateral e com o médio de apoio. Tudo coisas que raramente vi a Iturbe. Os americanos chamam-lhe o 'one trick pony'. A única coisa que Iturbe fazia era pegar na bola e avançar em correrias em direcção à baliza. E nem se desviava dos defesas, chegando até a fazer faltas ofensivas. Problema: isto não se adapta ao estilo de jogo do FCPorto ou de qualquer equipa que tenha de assumir as despesas do jogo perante blocos baixos. Não digo que não haja lugar na equipa para jogadores destes. Mas eles têm de evoluir. Um bom exemplo foi o Hulk. Mas esse precisou de uns meses e não de anos... Acresce que Iturbe está convencido que é muito melhor jogador do que realmente é. Pelo menos para já. E assim torna-se complicado aceitar o banco, a equipa B e os sucessivos empréstimos. De uma coisa ele não se pode queixar: falta de oportunidades.

Pelo que pude ver, O Verona joga de uma maneira que se adapta mais à maneira de jogar do Iturbe. Apesar de não ser um esquema semelhante ao do FCPorto, espero que ele cresça como jogador e que evite estas euforias encomendadas pelos empresários como os clubes interessados, os rótulos de mini-messi e outros disparates que ouvimos a cada vez que faz um golo. Iturbe terá de ganhar o lugar no plantel do FCPorto por mérito próprio e não por reputação ou por chantagens do empresário querendo colocá-lo noutros clubes. No futebol de hoje não há tempo para eternas promessas...

11 comentários:

Lamas disse...

Que Grande Título!!!

Eu gosto do Iturbe (ainda mais este ano por ter ficado com o 7)... acho que todos gostamos daqueles que de um momento para o outro "tiram o coelho da cartola"... tinha muita fé por tudo aquilo que se disse e de alguma coisa que se viu (Celta, Marselha e em particular o Millionarios)... tem potencial, isso é inegável... mas concordo com a tua análise, em particular a tal evolução que se esperava ser gradual... pode ser que este ano, num campeonato europeu e mais competitivo, ajude aparecer um novo Iturbe... eu vi o resumo do último jogo do Hellas e inevitavelmente fiquei entusiasmado... mas vai de encontro à tua argumentação...

riskolas disse...

Prata,
Sabes que mais? Balelas!
O Iturbe, pelo Porto, em 2011/12, jogou 84 minutos!
O Iturbe, pelo Porto, em 2012/13, jogou 27 minutos!
O Iturbe, pelo Porto B, em 2012/13, jogou 523 minutos!
O Iturbe, pelo Porto, em 2013/14, jogou 13 minutos!
Ou seja, o Iturbe, pelo Porto, em 3 épocas jogou 124 minutos, ou seja, o equivalente a um jogo com prolongamento! Em 3 ANOS!!! Joga mais tempo o Varela em dois jogos do que o Iturbe em 3 anos!
Incluindo a Equipa B (523 minutos em 2012/13) são 647 minutos, o que equivale, grosso modo, a 7 jogos de 90 minutos! Em 3 ANOS!!! Já agora como é possível esperar que os jogadores evoluam na nossa equipa B?!?!? Sobretudo na época passada em que jogavam mal, sem organização, sem princípios de jogo, sem estratégia, nada! Vi mais do Herrera em Arouca do que nos jogos todos que fez na B!

Mais, o Iturbe, pelo River jogou 860 minutos e no Cerro Porteño, onde não era titular, com 17 anos, numa época fez 666 minutos!

O Iturbe simplesmente foi queimado e não teve hipóteses reais no Porto. Os rumores falam em guerras entre o empresário e o Antero Henrique. As evidências parecem confirmar que foram factores extra-futebol que o impediram de jogar mais e não me venham com twitadas e facebooks porque, por exemplo, o Fernando e o Jackson já escreveram pior e ninguém os questionou.

O que sei é que jogamos em 4x3x3 e não temos um único jogador no plantel (tirando o Quintero que não é extremo!) capaz de resolver o jogo num rasgo individual. O Iturbe tem essa capacidade.

Estou certo que o veremos brilhar na Europa mas não será com a nossa camisola.

Taqui disse...

O lamas lembrou bem: Millionarios! Foi este jogo que nos deu esperança de bom futebol e até de Iturbe, que já defendia, cruzava e disputava as bolas de cabeça.
Para mim o Iturbe é outro kelvin, nunca serão grandes pistolas, mas às vezes dão campeonatos!
Agora, iturbe ou Izmaylov no plantel?

prata disse...

Eu sei que ele tem fãs, mas não me convencem com estatísticas de utilização. O zerozero dá jeito mas eu prefiro ver os meninos a jogar para fazer a minha avaliação.

Pergunta chave: O rendimento de Iturbe em jogos oficiais fez com que ele mereça mais minutos? Minha resposta: Não!

Se comparares o rendimento de jogadores de idades semelhantes quando foram emprestados ou nas equipas B foi muito superior e por isso mereceram mais oportunidades. É que ainda por cima jogam na mesma posição e até jogam de pé esquerdo: Atsu e Kelvin.

A equipa b do ano passado não jogava nada, mas mesmo assim houve um jogador que se destacou o suficiente para estar a jogar na primeira liga este ano: Sebá. Outro extremo jovem e que joga de pé esquerdo. Tozé tb teve um rendimento acima da média naquela equipa do ano passado.

O rendimento de Iturbe, sobretudo na equipa B, não me convenceu. Pelos visto não fui o único...

riskolas disse...

Prata,
Vou repetir: BALELAS!
Estas estatísticas são evidências! O que querias que um miúdo com menos de 20 anos mostrasse em tão parca utilização quando jogadores feitos fazem merda jogo após jogo? Não percebo essa exigência.
Ele pode ter feito pouco mas o que tem feito o Varela, por exemplo? Falaste no Kelvin e a verdade é que na equipa B não acertava uma! Falaste no Sebá? LOLOLOLOL
Eu vi alguns jogos da B e tive medo que fossemos dar 3,4 ou 5 milhões por ele!
Na equipa B, na minha opinião, só 3 jogadores se destacaram: Tozé, Pedro Moreira e Seri. De resto, tudo muito fraco. Mas não me esqueço que uma equipa faz um jogador e o Porto B não ajudava nenhum jogador a crescer.
Um dos problemas do Iturbe foi o rótulo de mini-Messi. Ninguém lhe deu tempo para errar, para falhar, para crescer!
Olha, na equipa B está a jogar um craque que brilhou no Estoril. Chama-se Carlos Eduardo e é o jogador mais parecido com o Deco que já vi na minha vida. Ele tem classe da cabeça aos pés mas foi queimado na pré-época.

Já agora, pergunto-te quem foi o melhor extremo na nossa pré-época? O Iturbe não mostrou na pré-época sinais de maior maturidade e disponibilidade para jogar em equipa? Eu vi-os!
Não é nenhum Hulk mas é claramente o único jogador com contrato que tem esse potencial!

Quanto ao Iturbe vs Kelvin/Atsu é verdade que são miúdos, com potencial e canhotos mas só um tem aquele dom capaz de resolver jogos. O Iturbe. Não obstante, o Kelvin, na parca utilização na equipa A, mostrou que tem estrelinha e até resolveu um campeonato. Mas lá está, eu não auguro grande carreira ao Kelvin, enquanto ao Iturbe prevejo muito sucesso. O gajo é daqueles talentos brutos e isso é inegável!

riskolas disse...

Ah, no River era craque. Aqui não presta. Agora no Hellas é craque. Aqui continua a não prestar. E nunca vai prestar...

O Iturbe é nitidamente um caso extra-futebol! E todo o mediatismo prejudicou-o. Como é possível que em 124 minutos dividos em três épocas te façam dizer que ele não merece mais minutos?!?!!? Ele praticamente não jogou quanto mais aferir se merece mais minutos ou não! Primeiro tinha de os ter para se decidir isso. Os golos que ele marcou no River, na selecção, os que o Lamas refere e agora no Hellas evidenciam um enorme talento.

P.S. Outro enorme talento é o Walter. Que pena não ter mentalidade profissional!! O gajo tem faro de golo como poucos tiveram na História do futebol! É outro que eu gostava de ver cá outra vez! Ou aproveitar a onda e fazer dinheiro num negócio das e para as Arábias!

prata disse...

Não percebeste os exemplos que te dei. Eu tb acho que fizemos bem em não ficar com o Sebá. Apenas te quero mostrar que me parece que tu não está a ser objectivo, na análise. Tens um 'feeling' e isso está a toldar-te a avaliação. Repara: Sebá em condições iguais a Iturbe, ou seja, equipa fraca sem fio de jogo, fez melhor. O que significa que o problema não era só a equipa. Este ano, incluido numa equipa bem trabalhada como o Estoril, até está a jogar ainda melhor. Eu percebo que tu digas que ele não tinha condições para brilhar na equipa B, mas não concordo. Ele não brilhou porque não teve inteligênciia, maturidade ou humildade para adaptar o seu jogo latino-americano ao futebol que se joga por cá. Repara que ele brilha na Argentina e numa digressão à America Latina. Não achas estranho?

Será que o vai conseguir no Verona? Espero bem que sim, mas eu compreendo que ele esteja emprestado. Por ser estrangeiro, por já ter falhado a adaptação à segunda liga, por ter mercado e por não estar nas três melhores opções para extremo no plantel.

Varela é uma embirração geral e Licá para lá caminha, mas são jogadores que valem golos apesar das últimas exibições tristonhas. Josué e Izmayloz apresentam soluções que reforçam mais a organização de jogo que o jogo pelos extremos e Ricardo faz bem o joker entre equipa A e B. Compreendo a opção de gestão do Paulo e acho que foi uma boa decisão.

E já que tu tens um 'feeling', eu digo-te que acho que o melhor extremo na pré-época foi o Kelvin. Depois desapareceu... Mas acho que vai voltar em grande! São 'feelings'... :)

orodas disse...

Iturbe nos jogos com a equipa B fez sempre jogos miseráveis...jogava sozinho...se não fez mais minutos foi porque não mereceu...aliás só fez tantos porque o Rui gomes é dos piores treinadores que vi na vida...o Tozé é muito mais jogador do que o Iturbe...o próprio IVO que ainda é junior mostra muito mais potencial que o Iturbe...em vez de gastar milhões em jogadores como ele mais valia dar hipóteses aos jogadores da casa...

Baresi disse...

Concordo plenamente com o Riskas, aliás, o Iturbe em minha opinião é prejudicado pela guerra Antero vs Empresário.

De qualquer modo face ao post e se todos concordássemos, estaríamos todos satisfeitos pelos extremos que temos no plantel, nomeadamente, Izmailov e Varela...

Por outro lado e por aquilo que temos jogado, principalmente nas 2ªs partes "à Porto" nem com o Iturbe íamos lá!

Anónimo disse...

Eh pá deixem lá de falar no Iturbe que a clique pretoriana nao gosta, para já está no hellas um clube pequenino que já vai no quinto lugar do calcio, nós por cá tudo bem, andamos extasiados pela qualidade dos alas, penso que o silvestre até já merecia uma estátua, ou um boneco no museu, tal é a sua qualidade futebolistica e no outro lado o licá que abra os olhos porque vai aprender bastante da experiencia do grande silvestre.Por agora é tudo, daqui a umas semanas ( ia dizer uns golos mais do Iturbe...)vamos ver a evolucao do hellas...

Anónimo disse...

Prefere ver o Iturbe a jogar para comentar? Ora aí é que está, quando é que ele entrou em campo? O Riskolas disse tudo no comentário que aprovo completamente. E essa do bloco baixo não convence, se acontece em Portugal e não em todos os jogos, nas provas europeias é o Porto que é empurrado para a defesa. Já para não falar da maioria dos jogos desta época qualquer equipa a perder empurra o Porto para a defesa como se viu com o Trofense. E contra o Benfica? Foi onde o Hulk mais brilhou por ter espaço. Hulk que não levou meses a aprender a largar a bola, levou mais, ainda hoje não o sabe fazer. Por isso os adeptos brasileiros e os selecionadores não o queriam na selecção. Depois é porque o Iturbe não queria a equipa B. Pusessem lá o Jackson a ver se revalidavam o contrato! Se eu fosse ao Iturbe a última coisa que queria era voltar para o Porto. Mas está queimado, vai ser difícil corrigir a carreira. Deve estar bem arrependido do contrato que fez. O Sebá? que comparação, saiu do Porto, passou de cavalo para burro.