terça-feira, 26 de maio de 2009

Para sorrir...

Vejam até onde pode chegar a azia...

Campeão de verdade

Não se peça a Manuel José que seja campeão nacional para ocupar o lugar que merece na história dos grandes treinadores portugueses. Não é? Se calhar, nunca será. E seleccionador? Não foi? Se calhar, nunca será. Se calhar, foi demasiadamente injustiçado. Será? Claro que é. Decerto, ainda será.
Manuel José é daqueles que não apreciam o sistema, daqueles que se insurgem contra o fácil. Numa altura em que havia um império de colocação de treinadores, com sede ali para os lados de uma tal avenida, chamada Fernão de Magalhães, preferiu comprar uma guerra estimulante a uma paz contaminada.
Excesso de rigor? Não, independência. Independência e coragem. A coragem que lhe sobrou e que a outros escasseou.
Há campeões-menos-campeões, porque ser campeão também é pôr a bola a falar verdade. Há campeões-que-não-são-campeões, porque namoram, descaradamente, a verdade. Manuel José não é campeão, mas é… campeão. Campeão da dissonância, do lado mais crítico do jogo.
No Egipto, foi donativo permanente de sucesso. Vai agora rumar até Angola, preparado para martelar pela vitória no CAN 2010. Estabeleceu-se no roteiro dos títulos? Dotado de forte aparelho psíquico, com a leitura de todos os tratados em dia, mais insuspeita ambição, Manuel José brilha no poente da carreira. Pena que não comemore vitórias com um cálice bem português.

João Malheiro (no Destak de 25.05.2009)

9 comentários:

Jorge disse...

Bastava ver o nome do cronista para uma pessoa se aperceber que só podia ir nesse sentido...

Anónimo disse...

Para mim já deve ter "chupado" ao Manel Zé...

Não é por acaso que tem a voz "bagaçeira" deve ser pelo "leite" ingerido... Panasca do crl!!!

Artur disse...

Pis, acho bastante triste postares aqui um texto de um paneleiro!!

Toni Silva (F.Rego) disse...

Caro Artur,

Será da "costela" leixonense?

prata disse...

É um artista português... Então éramos nós que colocávamos treinadores? Delirante... Esse tipo tem o que merece apesar da carreira promissora nesse grande panfleto diário que é o Destake... LOL

dragao vila pouca disse...

De facto, Manuel José um "grande campeão" e por isso, só por isso, foi despedido do clube do Malheiro, o chupa 5 e paga 3, no Ramon.

Um abraço

Nuno disse...

Pá, adoro ler e ouvir falar sobre o Manuel José... então quando é o próprio a falar bem dele mesmo é brilhante!!

Há coisas que não se entendem... o gajo é um treinador do fantástico... o gajo ganhou tudo e mais alguma coisa no Egipto... o gajo é mesmo um treinador fantástico... todos elogiam muito as suas capacidades, e sobretudo os títulos conquistados no Egipto... o gajo é sem dúvidas um treinador fantástico!!!

Mas caramba... então e o Milan, o Inter, o Real Madrid, o Barcelona, o Chelsea, a Selecção Italiana, Holandesa ou Inglesa... nenhum deles se lembrou de convidar este magnífico "papa-títulos" africanos?!!

Pois...

Treinador fantástico, no clube que alguns apelidaram de benfica de África!!

Só dá mesmo vontade de rir!!

Lamas disse...

Dois dos meus ódios de estimação no mesmo post...

Frases como "não treino o FC Porto enquanto lá estiver aquele senhor (PC)"... são de chorar a rir...

Quando é que alguém, com a mínima decência, o convidaria a treinar o nosso clube... mais ridículo é ele achar-se com capacidades para tal...

Barba azul disse...

O quê!!?

Não me digam que o Malheiro...?!!!