domingo, 24 de setembro de 2017

Aqueles 6 minutos


O jogo valeu pelo seu todo e não apenas por uma parte de 6 minutos. Mas aquele período foi especialmente importante. A equipa já vinha acumulando várias oportunidades de golo nos primeiros 20 minutos, mas seguiu-se um período em que os jogadores do FCPorto desencadearam uma série de ataques, com tamanha intensidade, que só poderia ter resultado em KO. Por muito que a posse de bola seja importante, esta é a melhor forma de controlar estes jogos. Aproveitar o momento em que o adversário está em baixo, para conseguir um resultado confortável, o mais rapidamente possível.

«E o Herrera?» - pergunta a turba de defensores que nos invadiu na semana passada, em fúria. Bem, quanto a Herrera, lembro-me de uma grande jogada. Quando se viu envolvido numa grande combinação entre Aboubakar e Brahimi, Herrera tomou a melhor opção e optou por não intervir na jogada. Assim, nada saiu estragado. Se ele tiver mesmo que jogar, é este o Herrera que eu aprecio... Mais a sério, neste jogo não se notou a ausência de Oliver. Ao contrário do jogo anterior, controlámos por completo as operações e, apesar de encontrar erros na exibição de Herrera, como no primeiro golo do adversário, o que fez de positivo foi muito mais relevante. Ainda assim, continuo confiante que Oliver vai ser titular nos próximos dois jogos, porque é melhor jogador, mas sobretudo porque interpreta melhor este esquema de Sérgio Conceição.

Voltemos ao jogo. Tínhamos previsto por aqui que estes resultados 'gordos', mas com golos sofridos, passariam a ser mais vulgares. Mas o primeiro, acabou por aparecer à sétima jornada pelo que, para já, a tendência para os jogos em casa é a de não sofrer golos e marcar muitos. De resto, os golos sofridos não mancham em nada a boa exibição. Foi talvez o primeiro jogo em que se pode dizer que todos os quatro mais avançados apresentaram boas exibições individuais. Brahimi foi o melhor em campo, Corona assiste para o segundo e terceiro golos e Aboubakar e Marega 'molharam a sopa'. Quando assim acontece, é quase impossível sair do Dragão com um bom resultado. O jogo foi um acumular de oportunidades de golo, sendo que a grande maioria do perigo criado, rondou a área do Portimonense. É de recordar que há 15 dias, esta equipa vendeu bem cara a derrota na Luz, onde foi bastante prejudicada, acabando a jogar com 10 jogadores. Equipa interessante, mas que apanhou um FCPorto demasiado forte.

Individualmente, MVP óbvio para Brahimi. Além dos outros 3 da frente, boa exibição do Alex Telles e notas positivas para todos os outros. Destacaria apenas Ricardo Pereira. É um destaque porque ele não se tem destacado nem pela a positiva nem pela negativa. A título de exemplo, quando jogou Layun, notou-se logo que o Ricardo não estava lá. Mas as expectativas que deixou na pré-época ainda não se confirmaram. Julgaria que em jogos como o de sexta-feira, ele brilharia muito mais. Espero que o melhor de Ricardo ainda esteja para vir.

Na terça-feira, novo teste de fogo. Para já, ainda temos de levar com a conveniente desconfiança  dos 'comentadeiros'. Apesar de termos 7 vitórias seguidas, com vitórias em Braga e Vila do Conde, 'é pouco porque não chega para a Europa'... Já os 'topamos a léguas', mas era bom que lhes tirássemos esse demagógico argumento.

2 comentários:

pancas disse...

Mais um jogo bom em termos ofensivos. Brahimi, Brahimi, Brahimi!!! Que diferenca qd tem colegas a volta dele em vez de andar isolado a ter de fazer tudo sozinho como com NES!
E ate vi o Telles a decidir em algumas jogadas passar para dentro em vez de sempre bombear a bola para a area - excelente!

Mais um jogo em que cada vez que o adversario ataca andamos todos a jogar ao "onde esta o Danilo?" (A resposta ao jogo e - "esta a recuar a passo porque se cansou muito a criar todas aquelas jogadas de ataque, ai, espera...") Nao estamos na India, mas cheira-me a vaca sagrada!

Ao menos parece que o SC finalmente percebeu que o Herrera, por muito Herrera que seja, ainda e bem melhor que o Andre2!!!

prata disse...

Andre2 estava magoado. Nem foi convocado para amanhã.