segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Longe do Dragão


Começam a incomodar estas perdas de pontos fora do Dragão. São já quatro pontos perdidos para o campeonato e dois na Champions. Mas julgo que este jogo teve pouco a ver com os jogos da Madeira e de Kiev. Comparando com o do Marítimo jogámos muito mais. Lopetegui arriscou tudo, tendo terminado com três defesas e cinco avançados. E por aí acabou por ser um bocado estranho. Ao contrário do que aconteceu na Madeira, tivemos reacção ao golo sofrido, em campo e no banco, e acabámos por obter o mesmo resultado... No mínimo, irritante! Além disso, tivemos as lesões. Primeiro o nosso jogador mais desequilibrante e depois Maicon numa altura em que ele era o único central em campo. 

Neste jogo mostrámos uma boa capacidade para criar oportunidades de golo. Foram muitas e tornam o resultado algo injusto. Por outro lado,  a nossa defesa pareceu manteiga nos dois golos sofridos. Um posicionamento defensivo ridículo, tanto no primeiro como no segundo golo. Tudo isto resulta em 'mixed feelings'. Por um lado gostaria de valorizar a atitude ofensiva e as circunstâncias invulgares que marcaram o jogo, por outro, tenho de reconhecer que estamos a sofrer golos com uma facilidade assustadora. Poderemos também entrar na linha de pensamento da época anterior: será que teríamos empatado se tivessem jogado Aboubakar ou Ruben Neves? Pois...

Individualmente, não achei que houvesse nenhuma exibição muito boa. Dou o MVP a Maxi porque me pareceu o mais regular e porque está nos dois golos. Maicon marcou um grande golo mas esteve muito mal no primeiro golo sofrido. Osvaldo teve bons pormenores e alguns maus, poucos. Já se viu mais do que nas aparições anteriores. Corona jogou muito mais no meio do que na ala. Danilo continua a perder terreno para Ruben. Não ganhamos grande coisa em termos de segurança defensiva, veja-se no segundo golo sofrido, e perdemos em organização ofensiva. Layun, Tello e Varela não estiveram mal, mas também não ajudaram muito. Aboubakar não teve muito tempo mas quase decidiu. Casillas voltou a fazer tudo o que podia.

Na terça segundo jogo de dificuldade máxima no Dragão. Não me parece uma má altura para defrontar o Chelsea...


4 comentários:

Anónimo disse...

Acabar a defender contra o Moreirense, que tinha 1 ponto à entrada para esta jornada, o pior plantel do campeonato. Podia ser trapalhão e doidivanas com o modelo, mas ao menos tê-los no sítio, como o estouvado Adriaanse. Mas que esperar de um gajo que no jogo do campeonato, diante do rival, acabou a partida com os centrais trocando a bola entre si, numa tranquilidade quasi bucólica? Este irá muito tarde. Não fosse a protecção vergonhosa que lhe deram SAD e presidência, lançando pelo caminho portistas contra portistas no encapotamento da sua incompetência técnica, Lopetegui já estaria circulando a bola de faixa para faixa num Guetafe havia muito.... Mas como o fulano manda literatíssimos sms's que trazem pérolas de Castela, os afadigados da SAD esfregam as mãos à vista do pecúlio. O Lope é Lorpa. Não há volta a dar.

levezinho disse...

Se amanhã vencermos o Chelsea por 5-0.. e der para perceber que somos candidatos a vencer a champions... percebo as opções do Lopetegui.

Pispis disse...

Não chega 1-0? :-)

Lamas disse...

Não podemos sofrer golos depois de estar em vantagem... E desta vez aconteceu 2 vezes... Não podemos sofrer aos 88... Mas aconteceu...

Gostei de termos feito "coisas" para mudar o rumo das coisas, o que não tem sido habitual... Não só as substituições em si, como o efeito psicológico dessas mudanças nos jogadores que estão em campo... Mas não deu, quando, aparentemente, já estava feito... por isso frustrante...

Amanhã é jogo para levantar a moral... temos muito mais a ganhar do que a perder...