quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Tal Pai, Tal Filho...

1 comentário:

Lamas disse...

Para sexta, um resultado e uma exibição como a de ontem, seria perfeito...

Quanto ao árbitro não percebo... Lances de falta e tal e as questões de intensidade são subjetivas e dá para argumentar... Quando a falta tá assinalada e o critério disciplinar é objetivo não compreendo a razão de não o fazer cumprir e também não compreendo dos não cumpridores não serem devidamente punidos pelo organismo que os tutela...