quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Suavidade


Continuo sem me entusiasmar muito com a Taça da Liga. Poupem-me dos 'respeitos pela competição' dos 'temos de lutar para ganhar sempre', etc.. Não tenho paciência. Acho que deveria ser sempre assumido que isto é só para rodar o plantel. E é por isso que eu mais uns 10 mil doentes, de há uns anos a esta parte, vamos ao Dragão a meio da semana de uma noite fria de Janeiro. Eu quero ver como jogam o Aboubakar, o Ricardo, o Ivo e até o Adrian e o José Angel. Não vejo os treinos e gosto de saber com o que conto. Se entretanto der para chegar às meias finais, aí podemos repensar a estratégia de acordo com o estado das outras competições.

Deixando para trás este introito em que incorro anualmente, por esta altura, vamos ao jogo. Até estava a gostar da dinâmica. Começámos por chegar com facilidade e com alguma arte à área do adversário. Mas aí... Parecia que estávamos a tentar finalizar de pantufas. Tanta suavidade! Era cada toquezinho artístico! Parecia o concurso da para a obtenção da finalização mais pífia... Obviamente que ganhou Aboubakar, que foi o único que consegui marcar através de um remate a 0,1 km/hora... Mas Adrian e Quaresma também tentaram. Exageros à parte, foi um bocado irritante a forma displicente como fomos desperdiçando várias oportunidades. Jogámos com suavidade, finalizamos com suavidade e Casemiro também tocou a bola com bastante suvidade no último minuto...

Vamos ao que interessa, os jogadores. Lopetegui tentou 'temperar' a equipa com três jogadores que têm jogado mais, um por sector: Marcano, Casemiro e Quaresma. Ainda assim, compreende-se que nem tudo corra bem, tal como não correu na outra ocasião em que se fez disto: contra o Shacktar. Individualmente, gostei de Ricardo e Aboubakar. São dois jogadores que merecem jogar muito mais. Percebo que não joguem, pela qualidade superior de Danilo e Jackson, mas eles não desperdiçam uma única oportunidade. O rácio de golos por minuto de Aboubakar é impressionante! José Angel não me convence defensivamente, mas canaliza muito jogo ofensivo pelo seu corredor. Notaram-se as dificuldades perante Ukra. Evandro não joga mal, mas não me entusiasmou. Ainda assim, acho que também podia ter mais minutos, nomeadamente quando é preciso serenar o jogo. Fá-lo melhor que Herrera. Espero sempre mais de Quintero. Adrian é um caso patológico. Incrível o estado em que se pôs. Fez talvez a melhor jogada individual do jogo, terminando com um remate ao poste e fez mais duas ou três jogadas de qualidade. Mas o resto... É de uma falta de confiança incrível! Recomendo treinos de manhã e quatro horas de psicoterapia à tarde... Não gostei propriamente de Reyes, Quaresma e Casemiro. Mas não estiveram mal. Não gostei que se tivesse adiado a estreia de Ivo. Os minutos que tiveram Brahimi e Oliver não trouxeram nada e iriam ser inesquecíveis para o miúdo. O Lopes tinha que me dar alguma razão para o criticar... Típico!

3 comentários:

Anónimo disse...

Casemiro tocou suavemente no último minuto, verdade. Mas antes de sermos cegados pela histeria do Freitas Lobo, recomendo a vermos um outro toque suave, com a mão, de um jogador do Rio Ave, segundos antes no mesmo lance..... Senão, daqui a pouco, todos dizemos "o nosso Enzo".
Excelente avaliação do jogo, a minha percepção quase exacta.

Bom ano
Fábio

prata disse...

E também há para lá um defesa nosso empurrado. Pouco interessa, meu caro.

Lamas disse...

O Ricardo limpa aquele corredor direito todo... fantástico... resultado importante para a continuidade na Taça da Liga juntando ao desaire do Braga na Madeira...