domingo, 14 de dezembro de 2014

Realismo


«Estou convencido que o FCPorto será campeão». Pois eu estava convencido que já tinha visto o episódio ridículo do fim-de-semana naquele desempenho defensivo da equipa no lançamento lateral que acabou por decidir o jogo. Mas depois ouvi isto na rádio... Eu também não fiquei convencido que o nosso adversário seja melhor que este FCPorto, mas daí até chegar à conclusão de Lopetegui... 

Vamos ao jogo. É fácil dizer que fizemos tudo mal. Perdemos 0-2 com o nosso maior adversário. Mas a clareza do resultado não é suficiente para que possa partir para uma 'caça às bruxas'. Tenho muito a criticar no FCPorto de Lopetegui e tenho o feito constantemente. Custa-me identificar erros dele que tenham sido determinantes neste resultado. Que culpa tem ele naquela abordagem ao lance do primeiro golo? Não criámos oportunidades suficientes para ganhar o jogo? Contei seis ou sete claras o que nem é mau num jogo destes. Contem quantas tivemos no jogo do minuto 92. Permitimos oportunidades ao adversário? Duas meias oportunidades, as que entraram. Ora, por muito que me doa, não me custa reconhecer que é dificil ganhar perante tamanha diferença de eficácia. A táctica não pode resistir perante um adversário que transforma duas meias oportunidades em golos e perante falhanços como os de Jackson e de Herrera. 

O problema tem de ser posto noutros termos. Na minha opinião são erros conceptuais do FCPorto de Lopetegui. Pergunto-me se não teremos assistido a um confronto entre a lógica do individual e a do colectivo. Foi a vitória do realismo. De um lado tivemos uma equipa que aguardou compacta pelas suas oportunidades. Já Lopetegui vive obececado com a criação de duelos individuais nomeadamente nas alas. Para que isso aconteça está disposto a tudo, até a sacrificar todo o centro do terreno. Em jogos em que a inspiração individual nas alas não chegue, teremos sempre problemas. Eu perguntarei até se não será fácil traçar um plano defensivo para defender este FCPorto. Parece-me que sim. Óbvio que não há plano que resista ao talento individual.  Tello ganhou dois lances individuais, Quaresma outros dois, mas Brahimi ganhou zero... E por isso é que tivemos mais oportunidades, mas tenho receio que perante um adversário organizado, e se tivermos Jogadores desinspirados como Brahimi, voltemos a ter este problema. E vamos chamar-lhe sempre ineficácia. Eu chamo-lhe falta de diversidade de jogo. Um esquema que tenta promover a fantasia das alas mas que castra o aproveitamento do miolo. Acresce que o problema também é defensivo. Como podemos pedir intensidade na perda de bola se a equipa joga demasiado espalhada no campo?

Individualmente,  gostei de Alex Sandro e de Oliver. Num segundo plano gostei de Casemiro apesar de não ter tido uma exibição sem erros. Pela negativa todos os que ficaram a filmar o lance naquele primeiro golo. Desde Fabiano, passando por Marcano e acabando no mais culpado, Danilo. Não consigo perceber esta quebra de forma de Brahimi e menos ainda que tenha terminado o jogo. Quaresma entrou bem e merece o lugar. Tello também apareceu pouco e Quintero não ajudou muito.

Resta-nos correr atrás. Não está fácil.

Adenda:

Reparem nas estatísticas das faltas?




11 comentários:

bruno rodrigues disse...

Desde início tenho dito e repetido milhões de vezes O TELLO É UMA MERDA QUE ESTÁ A PASSAR AO LADO DE UMA BOA CARREIRA NO ATLETISMO. Mas o mais grave nem é ele ser a merda que é, o mais grave é estar a tirar o lugar um craque mundial que é 999999999999999 vezes melhor que ele, refiro-me ao quaresma, que está com o estatuto absurdo de suplente da merda do tello porque o treinador e a merda do tello são da mesma nacionalidade, tendencialmente, o treinador mete o seu compatriota, mesmo sendo 999999999999999 vezes pior, que é o caso, o critério de escolha devia ser a qualidade e não a nacionalidade, mas infelizmente o critério de escolha é a nacionalidade e aí o lopetegui está imune ao perdão. Além disso, a bola tinha um íman. Agora é importante percebermos que só temos 6 pontos de atraso em relação aos lampiões porque fomos roubados em guimarães, alvalade, em casa com o boavista (a expulsão do maicon é ridícula), etc... Ao contrário deles que já foram beneficiados em setúbal, no bessa, no estoril, na madeira, etc... Mas também é importante percebermos que este ano investimos mais de 27 milhões em reforços, e estamos fora da taça, quase fora do campeonato e a champions é quase impossível. A minha pergunta é: gastámos mais de 27 milhões para ganhar a taça da liga?

Pispis disse...

Concordo que a equipa joga demasiado espalhada no terreno, então frente a este Benfica tão compacto tornou-se ainda mais evidente, mas não creio que se tenha abusado assim tanto das alas, aliás, as primeiras grandes oportunidades partem de desequilíbrios dos interiores: Oliver e Herrera... Mesmo a jogada mais bonita da partida é Alex Sandro que desequilibra pelo meio, Oliver simula e Jackson manda contra o boneco...

Custa muito porque somos muito melhores, porque jogamos muito melhor mas eles foram uma equipa cínica, matreira, coesa, que aproveitou tudo o que o jogo permitiu...

Acho injusta a nossa derrota mas justa a vitória do Benfica... isto se me faço entender :-)

6 pontos e praticamente pior no confronto direto, ou seja, 7 pontos e a pressão de correr atrás do prejuízo... Não está mesmo fácil...

Anónimo disse...

A mouraria está em êxtase e bem pode agradecer ao pai-natal Basco. Pode parecer algo simplista, mas mal vi Marcano a titular, pressenti problemas. Isto tem sido menosprezado, mas é inadmissível jogar com 2 centrais canhotos, complica muito a construção de jogo. Quantas vezes algum dos centrais subiu a linha do meio-campo e criou desiquilíbrios, passes de ruptura?

Jogo mal preparado pelo sr Lopetegui, ao ponto de ter permitido momentos de pressão alta do slb.

Tivemos oportunidades? Sim. Foram lances de enorme trabalho táctico e execução de excelência? Não.
A quantidade de matéria-prima impõe 1 qualidade de jogo mt superior à demonstrada.
Tinhamos a obrigação de golear hoje.
Acabamos de perder contra 1 das piores equipas da Champions, q se limitou a aceitar a sua inferioridade, organizando-se mt bem, ainda pressionou no início, só fez 3 remates, e depois da vantagem limitou-se a baixar as linhas perante as dificuldades de construção do FCP. E estas dificuldades começam nos treinos, e nas ideias de quem os orienta.

André Almeida, defesa esq. fraquíssimo, era 1 alvo óbvio. Como é possível não ter forçado esta porta? O gajo até viu amarelo aos 2' e depois faz 1 jogo tranquilo sem ninguém explorar as suas debilidades. Não há ninguém q explique ao sr.basco coisas básicas do futebol nacional.

Com esta equipa Vítor Pereira (se calhar até o Fonseca) tinha ajoelhado novamente o Jasus.

E a "promessa" do Lopetegui só mostra q ninguém lhe falou da "confiança cega" do Fonseca... Continuem a brincar na SAD e depois não critiquem o portismo de quem aponta as evidências.

Anónimo disse...

Equipa espalmada, lenta, sem ideias e para promover espanhóis de 2ª apanha.
Como disse o Bruno Rodrigues, Quaresma e Quintero não são melhores que os espanhóis, são o buraco do BES melhores que eles. o resto é conversa da manada que apelida quem não se revê neste miserável sistema de jogo de pipoqueiros.

prata disse...

E brahimi? Jogou alguma coisa?

Pis eu disse q nao o conseguia culpa-lo directamente. O facto de termos sido perigosos nesses lances só me da razão. Temos equipa para futebol mais variado.

Marcano... Já tenho dito q nao percebo a opção. Vejam como ele filma bem nos lances dos dois golos.

Lamas disse...

Eles respeitaram-nos, Jesus ficou na retranca e sem arriscar aproveitaram o que tiveram... foram mais maduros e jogaram para não perder, e se desse para ganhar melhor... foi o que aconteceu... mesmo depois do 0-2 quase nem arriscaram nas transições onde estaríamos mais desequilibrados...

Fica muito complicado... agora é pensar em nós e melhorarmos jogo a jogo para estarmos mais fortes... nem vale a pena estar a fazer contas... depois logo se vê...

Ainda bem que daqui a um bocado à sorteio da Champions...

Anónimo disse...

Pra lém disto tudo, o que vi mais: O Maxi a charriscar no Brahimi 1, 2, 3 vezes; nada de amarelo; Enzo por tras no Brahimi, nada de amarelo; Talisca sem bola no Brahimi, nada, neste caso ainda foi cortado um principio de contra-ataque! Maxi corta com as maos cruzamento de alex sandro, nem falta foi!
Os lançamentos, já sabemos que são todos irregulares!
Nao quero nos desculpar com isto, mas é nestes promenores que o Jesus ganha aos pontos a todos... em Portugal é claro! Ontem foi clarissimo, mais a ausência de querer disputar o jogo. O Enzo esse grande craque, nao dá 2 passos com bola sem se atirar po chão! Sempre, Sempre!
Vi uma equipa muito pequenina, humilde, toda fechadinha, mas levou 3 pts e o resto é treta!

Taqui

Anónimo disse...

O FCP precisa de um treinador a sério, o seu nome, RUÍ VITÓRIA, atual treinador do Vit Guimarães.

Anónimo disse...

O treinador a sério já o tivemos e neste momento está livre.

Anónimo disse...

HA HA HA HA HA HA HA

GLORIOSO SLB disse...

EMBRULHEM CORRUPTOS !!!!

HA HA HA HA HA HA HA