segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Esperar até a decisão ser fácil



Quem costuma parar por aqui sabe que não sou dos que pede a cabeça dos treinadores de ânimo leve. É raro fazê-lo, e normalmente só o  faço no fim das épocas desportivas e com o balanço a suportar a decisão. Não diria que é uma originalidade minha visto que, no FCPorto, isto é regra. Tal não implica que é receita única de sucesso. Eu sei que é difícil perceber ou até admitir que se errou na escolha do treinador. Sobretudo vindo de alguém que pode dar aulas sobre como gerir relações com treinadores e como escolhê-los. Mas parece que estão à espera do momento em que já não têm outra alternativa... Esta relação com Paulo Fonseca vem mostrar um claro defeito nos nossos dirigentes: a demasiada implicação com o treinador escolhido. Eu sei que isto normalmente é uma virtude, mas é muito nocivo quando a escolha do treinador falha. Paulo Fonseca é um óptimo exemplo de como isto pode correr mal. Com a carta branca que lhe demos perderemos provavelmente o campeonato e é bem possível que a passagem pelas competições europeias seja um desastre.  Mas perdemos muito mais! Além disso perdemos Lucho. Perdemos Lucho porque ele não podia jogar a 10, porque lhe pediram para estar próximo do ponta-de-lança e porque não podia jogar a 8, porque jogava muito próximo do Fernando. Reparem como a confusão táctica nos tirou o nosso capitão! E Otamendi? Alguém sente saudades dele? Do Otamendi deste ano ninguém sente! O problema é que, tal como Mangala, Maicon, Alex Sandro e Danilo, Otamendi jogou muito menos com Paulo Fonseca. Culpa dos jogadores? Não me parece. Se nos ligamos demasiado a uma má solução arriscámo-nos a deitar por terra um trabalho de anos. Que se tenha isso em consideração na decisão que vamos tomar nos próximos dias.

Não me quero alongar muito sobre o jogo. No último parágrafo da minha última crónica dizia que este Estoril era bem melhor que a equipa alemã. Não se provou por completo. O resultado mais justo seria o empate a zero e só um lance marcado pela apatia de Abdoulaye e pela enésima nabice de Mangala é que o transformou numa derrota. Nota positiva apenas para Fernando. Tudo o resto foi de uma mediania inquietante.

Que se salve a época! Esta e a próxima! Há que mudar de rumo.

11 comentários:

bruno rodrigues disse...

eu sempre soube que este CABRÃO deste abdoulaye ia dar MERDA (e deu). MAS PORQUE É QUE NINGUÉM ACREDITOU EM MIM??????????????????? porque é que ninguém acreditou em mim quando eu disse hà 6 meses que a escolha de um treinador inexperiente para o nosso porto podia dar mau resultado(e deu) PORQUÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ????????????????????????????

Anónimo disse...

Pois não, tu preferes gozar com aqueles que se queixavam quando ainda valia a pena. "Os portistas confundidos"... LOL, afinal quem andava confundido eras tu.

Lamas disse...

É preciso sangue novo e rápido, pois penso que ainda vem a tempo para ganhar alguma coisa... acima de tudo alguém que abane com aquilo e consiga ter o plantel motivado a 200%, mesmo que não seja o melhor plantel do mundo... do homem que se fala (Marco Silva), eu gosto...

Quanto ao jogo, não foi dos piores da época... o início da segunda parte até me surpreendeu porque eles entraram com atitude e vontade, fazendo 15/20 minutos bons e com 3/4 lances de golo... o golo do Estoril surge do nada (só um remate cruzado do Balboa antes do penalty)... com o golo o jogo acabou, porque a paciência dos portistas já se tinha esgotado há muito, em particular no jogo contra os alemães e aquele golo foi a machadada final...

Anónimo disse...

Acho graça à embirração com o abdoulaye. Para os erros muito piores do otamendi enquanto cá esteve, do mangala (lembro só aquela jogada de iniciado em que deixa passar a bola por ele dentro da área para assistir o adversário) e do maicon a culpa é do esquema e do treinador. O abdoulaye que está a jogar há tres jogos é que merece insultos. está certo. Haja racionalidade e frieza nas análises. Aposto hoje uma coisa simples: no dia em que sair e tiver um treinador a sério, vai ser um central de topo mundial, assim como poderá ser o mangala se bem orientado e ensinado. O que está a acontecer aos jogadores é simples: com um treinador fraco, parecem mais fracos. Nunca se esqueçam que uma equipa não são onze jogadores. ganhamos títulos internacionais com um grande lateral esquerdo como Ricardo Costa e com aquele portento ofensivo que era o Marco Ferreira. Uma equipa é o colectivo, é dinâmica, intensidade e entreajuda. Ou seja, aquilo que este Porto não tem.

Anónimo disse...

Quanto à questão do treinador, a troca é inevitável, mais jogo menos jogo. Espero que se rompa com a lógica das últimas escolhas (treinadores sem CV e que facilmente comem tudo o que a direcção dá) e se aposte num treinador a sério. Quem compra jogadores internacionais de milhões não pode querer um treinador de tostões. Antecipando já o argumento de Mourinho e AVB que nunca tinham ganho nada, a diferença é muito simples: Mou tinha trajecto com 2 dos melhores treinadores da história do futebol e AVB passou anos a trabalhar com um dos melhores treinadores da história do futebol. Ambos trabalharam nos maiores clubes do Mundo, sujeitos a pressão competitiva a sério e nos melhores campeonatos e competições internacionais. É só uma pequenina diferença em relação a Fonseca e Marco Silva e Domingos e Jorge Costa e outros. Já agora deixo uma dica: um dos melhores treinadores da história do futebol que referi acima vai ficar livre após o Mundial. Em vez disso vamos continuar a jogar futebol de trazer por casa e a festejar vitórias ao Atlético como grande progresso. Tragam alguém sem vícios de futebol português, com provas dadas, com experiência ao mais alto nível de treino e jogo.

prata disse...

Ok. Será a última vez que respondo a este asno deste anónimo.

Na altura as críticas dos feitas pelos 'confundidos' eram infundadas e com pouco sentido. Nada do que eu critiquei se veio a provar errado a não ser o facto de o treinador ser fraco no geral. Mas mesmo isso era impossível de avaliar nessa altura. Muito menos a seguir ao jogo com o Atlético de Madrid que foi, até hoje, o nosso melhor jogo. Eu sei que há por aí muita gente brilhante que passa a vida incógnita, ou anónima, mas eu não me considero em tal patamar de brilhantismo, a tal ponto de antecipar, nessa altura, que Paulo Fonseca ia fazer com que a equipa evoluisse tão pouco. De resto, não tinham razão os que diziam que tínhamos um plantel melhor (tivemos de o reforçar com Quaresma) não tinham razão os que diziam qua a solução passava pela substituição de Lucho por Quintero. Aliás, também Carlos Eduardo e Josué têm tido dificuldades em manter um rendimento constante nessa posição. O problema não são jogadores é a falta de rotinas e um de esquema de jogo. Também não tinham e não têm razão os que falam do problema do duplo pivot como problema ofensivo. No ano passado era muito vulgar Moutinho juntar-se a Fernando na primeira construção. O problema do duplo Pivot é defensivo pelo facto ser ser um linha de pressão muito recuada em relação aos adversários que temos encontrado.

E termino como terminei esse post: «No entanto, não perdoarei se o rendimento de alguns jogadores, aos quais ainda não vi um rendimento suficiente para entrar na equipa, não forem evoluindo à medida que a época vai avançando. Será, esse sim, um sintoma de treinador fraco e limitado. É muito fácil trabalhar com onze Defours. Os Quinteros é que dão trabalho, mas valem a pena!»

I rest my case

prata disse...

Abdoulaye é embirração. Sempre o assumi. Tem errado tanto como os outros.

bruno rodrigues disse...

prata, chamar asno a este anónimo é estares a insultar GRAVEMENTE todos os asnos do mundo. este anónimo é, no mínimo, UM RETARDADO MENTAL QUE NASCEU PELO CU. um tipo que pensa em sonhar que o abdoulaye vai ser de topo mundial só pode ser COMPLETAMENTE ESTÚPIDO, ele até tem o direito de gostar do pseudo-jogador abdoulaye, mas não tem o direito de vir aqui meter nojo ao escrever que esse preto vai ser de topo mundial.

Mirone disse...

O problema do Porto foi ou é o Abdoulaye?? O problema são os que sabem jogar e não estão a jogar um ca....

É precisamente o que o Prata diz no comentário, temos de tirar proveito e promover os jogadores com talento, como o Quintero e Kelvin (que ainda está uma merda é vdd). Se a bola do Kelvin no ano passado fosse o Licá tinha ido parar ao rio Douro, nunca na vida tinhamos ganho o campeoanato!!

Os adeptos e jogadores já se fartaram do treinador, não vejo outra solução que não a chicotada.

Tiago Ferreira disse...

Salvar a época vai ser difícil. Na Europa é o que se vê... depois da exibição medíocre na liga dos campeões,este empate embaraçoso em casa com o 13º classificado da liga alemã. O campeonato está longe, longe. Nas taças temos o Benfica pela frente, que está no momento bem superior ao FCP. Parece-me evidente que o Paulo Fonseca foi um erro de casting...

Anónimo disse...

(outro anónimo) Eu penso que o que o anónimo quis dizer, e se foi isso estou de acordo, que mangala e abdoulaye e até maicon e reyes, nunca serão os jogadores que podiam ser se continuarem com este treinador. também embirro com o abdou porque tem aquele estilo desconcentrado que caratecriza muitos jogadores africanos, mas se lhes derem um treinador a sério, que saiba e exija dos jogadores, podemos ter uma bela dupla de centrais com qualquer um dos que estão no plantel.