segunda-feira, 14 de maio de 2018

Festa!


Mas que magnífico culminar de época que tivemos! De volta aos títulos e de volta aos Aliados. A última vez, que me lembre, foi quando ganhámos a Liga Europa com Villas Boas. Dentro da Câmara Municipal, já foi há 19 anos. Tivemos lá um teimoso... Até seria poético que a história apenas lembrasse Rui Rio por ter fechado as portas à instituição da cidade mais conhecida internacionalmente. Veremos se aqui o Karma vai funcionar... Mas tivemos uma enchente que será memorável! Eu não me lembro de ver tanta gente num festejo do FCPorto.

Mas, mais do que uma festa também houve um jogo que trouxe dados importantes. Confirmou-se que este FCPorto de Sérgio Conceição é um dos melhores campeões de sempre da nossa história. Pelas minhas contas, média de pontos semelhante, só com Villas Boas, Vitor Pereira, José Mourinho, António Oliveira e Bobby Robson. É de referir que destes, só Villas Boas  e Sérgio Conceição o conseguiram no ano de estreia. Mas há mais. Melhor média de golos, só com Villas Boas, Bobby Robson e Fernando Santos. Até nos golos sofridos este FCPorto rivaliza com as melhores equipas da nossa história. Já não havia poucas razões para elogiar esta equipa, sobram mais estas. Grande época, grande equipa, grande treinador!

O jogo de Guimarães foi para descomprimir. Notava-se que havia ali alguma preocupação em ganhar e nada mais que isso. Individualmente, dou o MVP a Marcano porque conseguiu o mais importante do jogo, que foi o golo. Oliver e Gonçalo deixaram bons apontamentos para a próxima época. Isto apesar de Oliver ter estragado a exibição com dois passes fracos. Um deles quase dava golo sofrido. Também gostei da exibição de Herrera em campo e da de Vaná na Flash Interview...

Está feito! Nas próximas semanas vêm aí os nossos posts de rescaldo. Prometemos as opções polémicas a que já vos habituamos...

Sem comentários: