sexta-feira, 2 de setembro de 2016

O milagre do Agosto no FCPorto


Duas perguntas surgem de imediato a quem começa a ler este artigo. Qual milagre e o que é que uma personagem do Seinfeld tem a ver com o que quer que seja? 

O milagre é simples de descrever. Com esta pré-época, com este calendário,  com este jogadores, é praticamente um milagre não estarmos já na Liga Europa e afastados da contenda do título. Já sei que nunca estaríamos longe, mas ninguém nos afasta da luta, por muito que reconheçam que temos um plantel inferior e tenhamos perdido num campo de um adversário directo. A maior prova é a arbitragem do jogo em Alvalade. Os portistas reconhecerão com facilidade que, nos anos anteriores, sobretudo no último, para perder em Alvalade não era preciso sermos roubados indecentemente. Bastava aparecer lá com a nossa melhor equipa... Pois este ano, de facto, a equipa parece bem mais competitiva na prática, do que na teoria. Milagre, digo eu. 

Vamos ao George Costanza. Lembrei-me dele e do famoso episódio do 'Opposite George'. George atinge o ponto mais baixo da sua vida e tem uma epifania: «Se todas as decisões que me trouxeram a este ponto estão erradas, a partir de agora terei de fazer o oposto do que me transmitem os meus instintos!». E começou logo por abordar uma miúda desconhecida com aquela tirada de marketing pessoal invertido.

Esta pré-época foi mesmo o oposto do que deveria ser. O oposto do que foi a primeira época de Lopetegui. Todos sabemos o resultado, mas não custa admitir que essa época foi bem preparada. Também tínhamos uma pré-eliminatória da Champions e lembrar-se-ão que o treinador foi apresentado logo em Junho, que lhe foi dado um papel fundamental na construção do plantel, que  este foi feito à medida das suas ideias e que as contratações chegaram a tempo. Casemiro chegou ainda na pré-época, e mais tarde, chegaram apenas bons suplentes que foram Aboubakar e Marcano, se não me engano. Até Jackson, renova em plena pré-época tornando mais difícil a sua saída imediata. Todos os jogadores nucleares fizeram a pré-época e apresentámos em Lille uma equipa que espelhou na perfeição o que seria a nossa nova forma de jogar. Bem feito, mas não resultou! Que tal tentar o 'mal feito'? Eis o oposto de todos os instintos de bom planeamento de uma época desportiva:
- Instabilidade no plantel: Construção do plantel arrastou-se durante um longo período de indefinições. Quando chega o central? Quando vendemos o Brahimi, o Aboubakar e o Indi? Contratámos um lateral esquerdo quando temos um jovem promissor e um titular que foi dos melhores na última época? E o Mendes que tem tantos jogadores não mete cá nenhum de jeito? Todas estas perguntas fariam sentido no primeiro mês de pré-época. Na noite do último dia do mercado são apenas assustadoras. Quando se escolheu Nuno Espírito Santo sabia-se que é um treinador especial com um empresário especial que, por onde ele andou colocou sempre muitos jogadores, substituindo-se um pouco às direcção de futebol dos próprios clubes nessas decisões. Pelos vistos, aqui colocou apenas um, João Carlos.
- Instabilidade de rumo - Quem via as entrevistas do Presidente, julgava que iríamos ter um FCPorto mais portista com promoções da equipa B e regressos dos emprestados que Lopetegui fez questão de ostracizar. Dessa linha de pensamento sobram apenas Otávio e André Silva. É de referir ainda que Pinto da Costa se mostrou desiludido com a estratégia de ter jogadores emprestados na nossa montra e no final do mercado chegaram dois nessas circunstâncias. E não convem esquecer o que o presidente disse sobre o facto de contratar para Lopetegui jogadores que nem conhecia. Parecia que seria um rumo a abandonar, mas já sabemos que Depoitre, João Carlos são opções de Nuno e só de Nuno. Foi o presidente que nos garantiu. Muita coisa muda em 3 meses...
- Instabilidade técnica - Nuno Espírito Santo começou por preterir Adrian, colocando-o na equipa B para depois o pôr a titular no primeiro jogo de dificuldade máxima. Nesse mesmo jogo, apresenta uma esquema táctico nunca testado na pré-temporada resultando numa entrada em jogo desastrosa. Contratámos recentemente um tipo de 9 que nunca pareceu enquadrável no estilo de jogo que a equipa vem apresentando, sobrando dúvidas sobre a sua real utilidade nesta forma de jogar. Recambiámos Sérgio Oliveira para os Jogos Olímpicos e damos-lhe minutos dias após o seu regresso. Uma serie de incongruências a juntar à falta de opções de um plantel completamente indefinido.
- Instabilidade na comunicação - Temos uma newsletter diária que assumiu por completo a comunicação portista. Perante o que foi sucedendo com o circo de entradas e saídas e testes médicos falhados, etc. temos apenas uma newsletter. E perante o que sucedeu em Alvalade? Temos uma newsletter. Nada de Presidente. Este apenas aparece depois da vitória de Roma, para reclamar de um atrasado mental de um comentador, que é tão fanático que já só incomoda quem quer ser incomodado. Mas sobre a nomeação deste árbitro, o seu desempenho, sobre a relação estranha entre os dirigentes da arbitragem e o Sporting e as suas camadas jovens, nada.
- Instabilidade directiva - Para completar com a 'cereja no topo', instabilidade directiva confirmada pela saída de Antero Henrique, que se sucede à saída menos recente de Angelino Ferreira. Tudo sinais preocupantes. Angelino sai porque não concorda com o rumo económico e Antero sai porque não concorda com o rumo do futebol. O que sobra? É que são dirigentes que estiveram ligados a grandes conquistas e duvido que alguém lhes consiga apontar um pingo de incompetência e de falta de preparação. Se há coisa que sempre tivemos, mesmo em épocas de seca foi coesão directiva. Agora nem isso. Terá caído o nosso mais elogiado pilar, 'a estrutura'?

Perante tudo isto, a equipa está viva e apresenta energia e vontade que não se tinham visto recentemente. Milagre! Até quando? 

7 comentários:

Lamas disse...

O Mendes também deve ter ajudado na questão do Oliver e do Jota... mas de facto esperava-me mais, em particular na questão do Mangala...

Pispis disse...

Mas estamos descansados, vem um olheiro do Shaktar :-)

Se há alguma notícia sobre algum tipo de ascensão do Alexandre nos próximos dias, aí sim, acaba a era PdC...

Anónimo disse...

- Futebol: não é verdade que AH tenha tido uma posição de destaque no FC Porto que conquistou os grandes títulos. AH assumiu uma posição de relevância no FCP no pós Mourinho. É verdade que o FCP foi várias vezes campeão a seguir a isso. Mas que mais fez do que já tinha feito antes desse período e que foi recuperado por Jose Mourinho depois de 3 anos terríveis. Mais...a decadência do FC Porto foi-se agravando à medida que AH ganhava mais poder na estrutura do FCP. O insicesso do FCP não se fez nos últimos 3 anos. Após a saída do AVB que a deagraça se anunciava ano após ano. Ou não se lembram como ganhamos os campeonatos com o VP? A degradação do FCP, a renúncia ao modelo que fez sucesso de comprar barato e vender caro tem a impressão digital clara deste senhor...
- Formação: qual o exemplo de sucesso da política deste senhor na formação? será o projeto Visão 611 que em 2016 continua sem revelar um jogador decente? Será a política de arrastão que fez com que quase todos os miúdos com algum potencial fossem levados para o Porto em fornadas para depois serem dispensados da mesma forma sem qq critério. Vcs sabem que o André Gomes que hoje está no Barcelona passou pela formação do Porto e foi dispensado, não sabem?
- Modalidades: qual o sucesso que AH conseguiu nas modalidades? Arrumar com o grande senhor do Hoquéi Patins que era Ilídio Pinto para por fim a uma década de hegemonia portista na modalidade? Usurpar o que a equipe liderada pelo Vitor Santos fez no andebol, quando estes conseguiram colocar o FCP tb como vencedor hegemónico na modalidade para destruir todo o trabalho que estava a ser feito (bentido São Prof. Magalhães que vai salvando o andebol da desgraça total). Acabar com o basquetebol de uma forma vergonhosa para os atletas que honraram a camisola durante anos, como Nuno Marçal? Mesmo que após uns anos o basquetebol tenha voltado vencedor, essa mancha jamais se apagará para quem conhece o Porto...foi uma vergonha o que fizeram com os nossos atletas...e este senhor nem sequer deu a cara
- Por fim, para quem não conhece o Antero, eu ajudo a fazer um retrato: internamente acabou com a estrutura unida e coesa que o FC Porto sempre teve. Na sua insegurança, dividiu para reinar, dividiu os colaboradores internos até tornar o clima interno insustentáve. Vão lá...perguntem a qualquer funcionário do FC Porto como é trabalhar lá no reinado deste senhor. Externamente acabou com todo o posicionamento do FCP perante os clubes pequenos, a Liga, a FPF. Como se achava um génio e os outros todos fraquinhos...foi sempre desrespeitoso, mentiroso, enganador e sobranceiro com todos à volta. Resultado: vcs lembram-se quando o Porto dominava e tinha ao seu lado todos os pequenos clubes? quando tinha influência na Liga? Pois...quem está do nosso lado hoje? Quem nos respeita? Quem nos segue? As alianças não são feitas com soberba. Perguntem ao Sr. Reinaldo Teles como era no tempo dele. Se ainda estivesse vivo, perguntariam ao Domingos Pereira como era antes deste senhor o ter arrumado e levado à depressão.
Não estou aqui a dizer que saindo o AH a estrutura fica toda bem. Muito longe disso e muita coisa tem que mudar. Mas não tenham dúvidas que quem acredita no FCP e na sua alma, a saída deste senhor é a melhor notícia do século. Adeus e não voltes!!
Quanto a Luis Gonçalves dois únicos cometários: percebe muito mais de futebol a dormir que o AH acordado e é muito mais Portista (como o Porto deve ser) do que AH alguma vez será

prata disse...

Afinal a culpa n era so do lopetegui

jorgemrm disse...

Ora deixem lá ver se eu entendo: Segundo o anónimo das 11:38 AH foi sempre desrespeitoso, mentiroso, enganador e sobranceiro e acordado percebe menos de futebol que outro a dormir. Extraordinário! O Sr. Presidente Pinto da Costa deve estar mesmo muito decrépito.Durante 26 anos AH esteve ao serviço do Clube, incluindo onze anos à frente do futebol, e o Sr. Pinto da Costa não se apercebeu das "qualidades" que o anónimo das 11:38 descortina em AH. A recente promoção de AH a Administrador da SAD - um desrespeitoso, mentiroso, enganador etc. - só prova que o Sr. Pinto da Costa e os restantes Administradores devem ter andado a dormir durante estes vinte e tal anos, mas ainda bem que acordaram e agora com o Sr. Luís Gonçalves ( mesmo a dormir) é que vai ser. Enfim, largos dias têm cem anos. Saudações portistas. Jorge Monteiro

miguel87 disse...

Eu bem dizia aqui há pouco tempo que ainda iamos levar com "a culpa é do Lopetegui" durante mais uns tempos... Serenity now!!!

reine margot disse...

É pá este anónimo das 11:38 está mesmo por dentro de tudo !!
Doutor em assuntos internos do fêcêpê !

- Assusta-me, ó anónimo, que você tivesse sabido disto durante tantos anos e não tivesse avisado a malta ! !!!
Se sabe mais diga logo antes de ser tarde.

Antes de me ir só mais uma pergunta: - Por acaso não se chama Alexandre ?