quarta-feira, 1 de abril de 2015

O Sr. 18 milhões



Foi-se o Danilo! Três coisas importantes neste negócio:

1) O Sr. 18 milhões: Danilo começou por ser caro. Doze milhões por um lateral direito era demasiado para um jogador que nem foi titular logo à chegada. Mal sabíamos nós que ainda havia um camião de comissões a pagar, que aumentavam o preço para 18 milhões. E aí a embirração aumentou exponencialmente. Era demasiado! Agora olhamos o preço de venda e já não achamos caro. Deu-nos 3 anos de titularidade e presença constante, sempre em incremento de rendimento futebolístico e deu-nos uma mais-valia no final. Conclusão: grande negócio!

2) Decapitção temporária: Vendendo agora vamos ter cá o jogador, mas a cabeça vai estar longe. É inevitável! Será possível um jogador não pensar que pode perder o contrato da vida dele se se magoar? E tem o imprevisível Fabiano atrás dele... Pode até acontecer que o FCPorto defronte na Champions a próxima equipa de Danilo. De facto, este 'timing' é uma bizarria sem precedentes! Mas podemos pensar de outra forma. Quantos negócios destes não ocorrerão em Março, sem o conhecimento dos adeptos e jornalistas? Vendo pelo lado positivo, pelo menos este já sabemos. Já Jackson, sabemos que vai, mas não sabemos para onde...

3) Dinheiro à vista: Dado o 'timing' estranho do anúncio do negócio, parto do princípio que o pagamento é imediato, pelo valor total e que o dinheiro 'caiu' na conta ontem. Só assim percebo que não se tente promover um leilão pelo jogador. O preço é obviamente bom mas o 'timing' levanta uma inquietação sobre a necessidade de um encaixe desta monta nesta altura. Porque é que precisamos de 30 milhões em Março? O que é que fez com que tivéssemos resistido à tentação de tentar chegar aos 35 em Junho?

8 comentários:

Lamas disse...

Bom post... esperemos que a parte do profissionalismo continue a imperar e que esteja a 100% ou 200% nas decisões que se avizinham... eu acredito que sim... pois, tal como dizes, a grande diferença deste para os outros negócios é que este já é oficial...

Anónimo disse...

e qual a necessidade do Real informar?
Será mesmo isso, de pagar já? Será que estamos a precisar de liquidez, já?

Taqui

rogério almeida disse...

Leilão por um jogador que tem apenas um ano de contrato?

Não me lembro de nenhum jogador vendido por um valor destes a um ano do fim do seu contrato.

Acham que o Danilo iria renovar, se nós esticássemos a corda?

Acham que tendo o Real Madrid como interessado, esta era uma situação de indiferença para o Danilo?

Vendemos um jogador, lateral-direito, com apenas mais um ano de contrato, com a perda diária do "momentum" de venda e o risco associado da não renovação, por 31,5ME.

Há ainda a eventual possibilidade (só no relatório e contas o saberemos) do valor ser líquido dos "encargos adicionais" tal como com Hulk e Mangala...

Não é bom?

Abraço

prata disse...

É otimo e digo isso no artigo! Só me inquieta a necessidade de dinheiro fresco nesta altura. Óbvio que a não renovação é um factor, mas no caso de Fernando não nos impediu de fazer um bom negócio.

prata disse...

O Real informa qdo informa pq havia Barça na parada. Eu prefiro sempre vender os nosso melhores jogadores a clubes com que simpatizo. Por aí, custa-me vender ao Real...

Carlos Nunes disse...

Prata

Penso que o Barça ficou fora da corrida há uns tempos quando foi impedido de inscrever jogadores até janeiro de 2016.

Desse ponto de vista, o Danilo e o FCP não iam ficar à espera. Creio que dificilmente o FCP conseguiria um melhor negócio. Lateral direito (de selecção), capitão, com mais um ano de contrato, que não quis renovar com o clube, vai por mais de 30M!

Interessa-me mais neste momento saber qual é o seu substituto, porque o Ricardo ainda não convenceu (pelo menos a mim) por inteiro, do que supostas preocupações de lesões ou encontrar o Real nas meias, porque estes negócios devem acontecer todos os anos, não são é divulgados à CMVM, como bem disseste.

Abraços
Carlos

Anónimo disse...

Este negócio feito nesta altura só se pode explicar por uma necessidade urgente de liquidez do FCP.

bruno rodrigues disse...

É importante lembrarmo-nos de que o rendimento financeiro do danilo foi bom (comprámos por 18, vendemos por 31, ganhámos 13) mas o seu rendimento desportivo foi mau, tendo em conta a época 2012/2013 (foi quando começou a jogar frequentemente pois lesionou-se gravemente na época anterior que foi a sua época de chegada) em que se fartou de fazer porcaria e mais porcaria, e nunca me esquecerei do auto-golo em braga que nos pôs fora da taça. E se pensarmos que nunca foi decisivo em nenhum jogo, concluímos facilmente que não lucrámos desportivamente com ele, mas lucrámos financeiramente, que já foi muito bom tendo em conta o preço de custo.