segunda-feira, 22 de abril de 2013

Tónico


Apesar de, do clássico da tv a preto e branco, não terem saído boas notícias, a exibição em Moreira de Cónegos trouxe alguma motivação para o que aí vem. Já sabíamos que não podíamos contar com o Sporting. Que o digam os sportinguistas que passam a vida de desilusão em desilusão... Mas, se o fim de semana não trouxe uma aproximação em pontos, trouxe por um lado, uma exibição positiva do FCPorto, por outro uma exibição fraquinha do seu principal adversário. É certo a classificação está na mesma e é até provável que, no final, as posições não se invertam. Nesse caso vai custar ainda mais perder. Dirão que é um ensaio de mau perder mas eu estou-me a marimbar: os gajos não jogam nada! É um futebol de inspiração inglesa de anos oitenta sem meio-campo e baseado somente no talento e inspiração de quatro avançados. Como é que isto resulta? Resulta porque apenas têm de enfrentar um adversário de nível, no campeonato inteiro. São só dois jogos! Todos os outros jogam de forma tão encolhida que ficam sujeitos aflições. Houvesse um Sporting e um Braga parecidos com os dos anos anteriores e a história seria diferente. Até para o FCPorto que não vem jogando muito melhor...

Não foi o caso no sábado. Como seria de esperar, Atsu trouxe outra versatilidade ao ataque, dando a Jackson espaço para brilhar. Não dá para perceber a opção Defour. Muito mais quando já temos visto a alternativa. Já vos expus aqui a minha teoria sobre a paixão dos treinadores fracos por estes jogadores certinhos como o Defour, o Marek Cech, etc. Dá a ideia que querem suprir com falta de talento as suas lacunas como treinadores... Assim o jogo acabou por ser tranquilo, os golos naturais e o futebol mais agradável. Alguns sobressaltos causados pelo avançado Ghilas, muito bom por sinal, e nada mais. É um bom tónico para as próximas decisivas batalhas.

Gostei especialmente das exibições de Lucho e de Fernando, cuja dinâmica baralhou a defesa contrária e permitiu um futebol de posse mais condizente com o que Vitor Pereira sonha implementar. Fernando é mesmo o MVP pelo segundo jogo consecutivo. Jackson é um destaque óbvio. Os laterais também são uma parte importante da engrenagem e voltaram a corresponder. Até Helton esteve muito bem. Para terminar James. Assusta o facto que ele estar a demorar tanto a regressar à sua forma ideal. Nota-se que cresce todos os jogos mas, se calhar, já não virá a tempo. Pela negativa Mangala. Já não lhe víamos uma exibição tão desastrada há muito tempo.

Na próxima semana as esperanças transitam para a Madeira. Será? A cada jornada que passa...

11 comentários:

Lamas disse...

Sublinho os destaques Lucho e Fernando... e claro, Jackson pelos golos... mas especialmente os dois primeiros... de resto concordo com a crónica na globalidade...

Apenas mais uma nota para o penalty não assinalado no final da primeira parte... escandaloso... isto para um árbitro é igual a um jogador falhar de baliza aberta... e quando isso acontece, normalmente o castigo pode ser ir para o banco no jogo seguinte... os árbitros tem de começar a ser punidos por lances demasiado evidentes...

miguel87 disse...

"Não dá para perceber a opção Defour. Muito mais quando já temos visto a alternativa."

Convém não esquecer que em muitos dos jogos em que Defour foi a opção para frente de ataque os extremos de raiz ou estavam lesionados ou a vir de lesões.

O que se passou ontem na luz foi mais uma vergonha, mas os erros do capela, como outros erros em muitos outros jogos deste campeonato, já se sabe que quem os vai pagar é o nosso treinador. É uma triste injustiça.

prata disse...

obvio que a critica apenas se aplica aos casos em que havia alternativas... Por exemplo, no jogo da Luz não havia.

Quanto à arbitragem de ontem, e da académica, direi que reclamar penaltis noutros campos faria mais sentido se nós marcássemos os nossos... Ainda assim concordo que o VP vai sofrer com isso não tendo culpa. Mas esta oscilação de forma em Fevereiro e Março que nos tirou da champions e provavelmente do título, é culpa dele. É ele o treinador...

miguel87 disse...

Ele tem culpa das lesões do Moutinho e do James, do Maicon e do Atsu?
Tem culpa que o Jackson falhasse os penaltis que falhou? Tem culpa das deficiências do plantel?
Não concordo nada.

Mais, com a pontuação que temos, dava para ir em primeiro em 16 dos últimos 17 campeonatos!

Por isso, pelos erros de arbitragem, tendo em conta que o campeonato está a ser discutido por uma margem mínima de pontos, acho completamente injusto fazer o treinador pagar em caso de não ganharmos o campeonato.

Anónimo disse...

Miguel87 a questão é apenas esta: Vitor Pereira falha apenas o campeonato ? o que dizer das 2 últimas campanhas europeias ? o que dizer das 2 últimas prestações na Taça de Portugal ?

Artur disse...

Anónimo, achas que a última campanha europeia foi um fracasso? Cumprimos os objectivos que era passar a fase de grupos. Neste momento se não tivessemos cumprido o objectivo poderiamos estar em grande na Liga Europa

Tony Silva disse...

"Tem culpa que o Jackson falhasse os penaltis que falhou?"

Errr... SIM! SEM DUVIDA!
Ninguém tem culpa do que outra pessoa faz, mas quando um treinador escolhe um mau marcador de penaltys para bater penaltys é apenas natural que a percentagem de sucesso seja menor do que se escolhesse um "especialista" ou bah, um bom batedor de penaltys (Lucho, James...)

Por isso sim, é claro que tem culpa!

Anónimo disse...

OFF Topic mas não resisto : ver equipas espanholas cilindradas e os jornalistas da TVI e Bolha pró Real Madrid com as orelhas em baixo é bom demais.

Mirone disse...

Isto do Jackson ser mau marcador de penaltis é uma treta. É mau porque falhou penaltis que custaram pontos.

Se ele consegue marcar golos de qualquer zona, como tem marcado, não marca da marca de penalti??

Tony Silva disse...

De qualquer zona e de qualquer forma... o próximo que ele vai marcar é um penalty de cabeça.

Mirone disse...

Menos um especialista a marcar penaltis... qualquer dia marca o Helton, quando chegarmos à conclusão que o Lucho também não sabe marcar.