quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Objectivo mínimo atingido


Foi mais um bom jogo do FCPorto. Não ganhámos mas sabemos que, nesta competição, nem sempre é possível. Jogávamos na Ucrânia perante um adversário que necessitava da vitória para não ser eliminado da prova (não estará o matematicamente, mas pouco falta). E o que vimos foi um jogo que apenas não esteve controlado nos primeiros 5 minutos e nos 10 minutos que se seguiram às substituições do adversário. O resto do jogo foi todo nosso. Isto perante uma adversário que precisava de ganhar e que estava perante o seu público. Nada mau e exactamente o contrário que sucedeu na época passada. Foi a grande crítica que se podia apontar a Vitor Pereira; a péssima campanha europeia do ano passado. Pois este ano conseguimos o objectivo no menor número de jogos possível e estamos qualificados à quarta jornada. Pelo que vejo dos outros grupos, nem vale a pena nos preocuparmos muito com o primeiro ou segundo lugar. É jogar o jogo pelo jogo e logo se vê...

Individualmente, gostei dos que deram mais tranquilidade à equipa e de James. Para mim foi ele o MVP, porque futebol são golos e ele criou todos os lances em que estivemos perto de facturar. Por outro lado, Lucho serenou muito o jogo da equipa e isso fez com que ela tenha ganho confiança. Por último, Helton. exibição muito serena e eficaz perante uma defesa remendada e que se poderia ter tornado num pesadelo. Não aconteceu e a segurança na baliza ajudou. Menções honrosas para Varela, Otamendi e Danilo. Pela negativa, Defour. Alguns passes errados perigosos mancharam a sua exibição.

No Domingo regressamos ao batatal que vai envergonhando o majestoso estádio do Dragão.

6 comentários:

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

O FC Porto marcou o ponto e garantiu matematicamente a passagem aos oitavos-de-final da prova rainha das competições europeias.
Nada de surpreendente, face à tradição do nosso clube na competição, que confirmou assim o seu favoritismo.
Quanto aos destaques individuais, são de realçar as boas prestações de Abdoulaye e Mangala.
O jovem Ba, não comprometeu, e na estreia europeia não tremeu e efectuou uma exibição prometedora.
Mangala teve pela frente Yarmolenko, o jogador mais perigoso do Dinamo de Kiev, e marcou bem o ucraniano.
Helton perante uma defensiva pouco rotinada, teve um papel fulcral no seu comando, estando muito bem nas saídas dos postes, agindo muitas vezes como um autêntico libero.
James fez um excelente jogo, assim como Varela, que se encontra em grande forma.
Jackson, Moutinho e Danilo foram outros elementos em destaque.
Otamendi foi nitidamente o melhor do onze portista.
Marcou com primazia Milevsky, que deveria ter sido expulso por agressão ao argentino, e foi importante no equilíbrio e comando defensivo, varrendo bem a sua zona de acção, e saiu com qualidade a jogar.

Esta passagem aos oitavos garantiu 3,5 milhões mais 0,5 milhões pelo empate, que acrescem aos 11,6 milhões de euros já arrecadados, uma quantia muito importante para equilibrar as contas do clube.

Garantido o apuramento, agora o objectivo passa pela obtenção do primeiro lugar do grupo.
Vamos a Paris lutar pelo primeiro lugar do grupo como salientou El Comandante.

Abraço e boa semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.pt

miguel87 disse...

O Porto fez um bom jogo mas faltou concretizar.

O único que esteve abaixo do que pode fazer foi o Defour.

Eu não gosto do gajo, mas ele tem feito grandes jogos ultimamente e por isso tenho que lhe dar o reconhecimento: Otamendi!

Da maneira que estão os grupos, se ficarmos em primeiro, estou mesmo a ver a apanharmos logo nos oitavos o real madrid...

miguel87 disse...

Ah, e ao contrário do que dizia o azeiteiro da tvi, o Mangala passa praticamente tanto tempo no meio campo atacante como no defensivo. Está mais vezes lá na frente do que o Danilo.

Eduardo disse...

Esqueceste-te do Abdoulaye e do Mangala!
Defour uns furos abaixo...
Jackson se fosse mais matreiro tinha sacado um penaltie limpo...
De qq forma, o primeiro objectivo esta cumprido...
Venha agora o segundo para passarmos em primeiro!

Lamas disse...

Exibição consistente... controlo do jogo, sem arriscar em demasia e sempre que possível tentando o golo...

4 jogos e o apuramento para a fase seguinte... não está ao alcance de todos... nem dos colossos mundiais... o calendário ajudou, mas já houveram outras ocasiões em que essa oportunidade surgiu e não aproveitamos... em GRANDE!!!

Artur disse...

Parabéns ao Professor Vítor Pereira pelo cumprimento do objectivo mínimo na Champions. Mas tal como ele disse e eu também acredito ainda não vimos tudo do que ele é capaz!!!