segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Sem crónica


Em solidariedade com o jornalismo português com greves, despedimentos e com grupos angolanos a comprar tudo e mais alguma coisa, não vai haver crónica esta semana. Por isso e porque não vi o jogo... 

Vi apenas os minutos finais e foi uma coisa bem fraquinha. Segundo percebo e me foram dizendo, deu-se oportunidade a muita gente e ninguém aproveitou para ganhar pontos junto do treinador. Dizem-me que só Atsu mexeu um pouco e que o golo de Danilo foi a única coisa que se aproveitou. Pouco. Alguns jogadores que se diz que prometem, não cumprem nas oportunidades que vão tendo e é pena. Falo sobretudo de Kleber, Iturbe, Mangala, só para citar os que têm tido mais minutos. Não é caso para alarme mas são mais razões para se pensar que este plantel poderá não ser tão equilibrado quanto isso. Quanto à declaração final do treinador, direi que era dispensável e que foi demasiado teatral. É que o Sr. também tem culpa naquilo. Mas também não esteve assim tão mal... 

Com as selelecções e com este interregno gigantesco no campeoanto, não são só os nossos jogadores e treinadores que desrespeitam a competição. Os organizadores da prova e os que arranjam este calendário têm mais responsabilidade...

5 comentários:

riskolas disse...

Não vi o jogo.
Vi o golo (golaço!) e vi a triste figura do VP na conferência de imprensa (?).
Li comentários e prefiro esquecer. Como não vi, não preciso de grande esforço.

Artur disse...

Triste figura? Queres explicar melhor em que consiste a triste figura?

Anónimo disse...


Eugénio Queirós
Bola na área


Polícia Judiciária apoia Luís Filipe Vieira
21 outubro de 2012 | 20:33
Colocado por: eugenio queiros


É extensa a lista de membros da Comissão de Honra da candidatura de Luís Filipe Vieira. Não vou detalhar muito.

Vou apenas referir os seguintes nomes: António Correia de Oliveira, Duarte Oliveira Martins,José Vasconcellos e Sousa, Leonel Sérgio Pinto, Luís Coelho Ribeiro, Luís Óscar Morais, Manuel Jesus Carvalho,Miguel Albuquerque de Lemos, Rui Gomes Girão, José Coelho da Costa, Gonçalo Amaral e Vítor Tavares de Almeida.

Não conhecem? É provável, são todos inspectores ou ex-inspectores da Polícia Judiciária. Um deles até integrou a Equipa Especial do Processo Apito Dourado.

Vão ao record e vejam a foto

Lamas disse...

Eu vi tudo... e praticamente nada se me faço entender... foi "mau demais" na minha opinião... os gajos tinham um "10" tipo do distrital (com pés, mas uma "barriguinha" daquelas))... devíamos, TÍNHAMOS, de ter feito mais... quando critico, a base é sempre a mesma, a atitude... e isso faltou, o que eu não admito... a culpa é de todos, dos jogadores que não se empenharam e de um treinador que meteu uma equipa sem qualquer rotina de jogo... Rolando a trinco? era meter logo o Castro nessa posição... é aí que se inicia o processo ofensivo...

O destaque vai para Atsu que sempre que a bola lhe chegava acelerava um jogo "morto"...

prata disse...

Eu até já não estava a gostar do que estava a ver e em 6 ou 7 minutos vi que eles tinha sempre a mesma jogada: metiam num dos médios que esticava jogo nas costas da nossa defesa. Pensei, basta marcar um gajo para lhes tirarmos a bola logo ali. Então porque é que não marcam o gajo? Depois focaram no jogador e vi que era esse artista de 40 e tal anos e com uns quilos a mais... Ui! Já vi que afinal é o gajo que é irrequieto... Aí percebi como estava a ser o jogo...