quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Goleada + Ponta de Lança + Equipa Algarvia...

Tendo em conta o jogo do fim de semana, o vídeo da semana reúne os seguintes atributos:
- Equipa Algarvia;
- Ponta de Lança com o faro de golo;
- Goleada.

Três items que foram um pouco do que se viveu no passado domingo em Olhão... Contudo, este jogo é nas Antas, e refere-se à época 1987/88, em que o FCP goleou o Farense por 4 golos sem resposta, num jogado marcado pelo hattrick de um senhor chamado Fernando Gomes...



Outras Notas...

- "Réplica Animosa do Sporting Farense..."... e não era o Gabriel Alves;
- Estamos a poucas jornadas do fim do campeonato, o FCP já era campeão, daí alguma preocupação em jogar para Gomes para o troféu de melhor marcador;
- Grande defesa do Joseph.

5 comentários:

prata disse...

Grande jogo de Jaime Magalhães. Estes vídeos estão a alterar a ideia que eu tinha do jogador e do André que sinceramente nem eram dos meus preferidos na altura. Também com 7 anos, não se poderia esperar que percebesse muito de bola...

miguel87 disse...

Off-topic:

«Rodríguez ainda pode recuperar

Aproximam-se os dois jogos decisivos de apuramento para o Mundial'2010 e o Uruguai dispensou o lesionado Rodríguez de se apresentar ontem ao trabalho, apesar de ainda existir a ténue possibilidade de o extremo recuperar a tempo do jogo com a Argentina, agendado para dia 14. Na eventualidade de a recuperação ser uma realidade nos próximos dias, Rodríguez viajaria directamente para Montevideu, capital do Uruguai e local do último encontro de qualificação para o Campeonato do Mundo. Esta situação deve-se, em primeiro lugar, ao facto de ainda ser possível recuperar o extremo a tempo do confronto com a Argentina; no entanto, a permanência de Rodríguez em Portugal - continua a recuperar no Olival - só foi possível devido às boas relações entre o FC Porto e a Federação Uruguaia de Futebol, uma vez que existe um acordo para libertar o avançado na eventualidade de este recuperar a tempo de ser utilizado na próxima quarta-feira. Para já, existe apenas a certeza de que Rodríguez está a recuperar bem da distensão no ligamento lateral interno do joelho direito que lhe retirou a possibilidade de participar nos últimos três jogos do FC Porto; existe também a certeza de que, na pior das hipóteses, é possível recuperar o extremo para o jogo da Taça de Portugal frente ao Sertanense, o próximo no calendário dos portistas.»
in O Jogo

Foda-se! porque é que a Federação Uruguaia não paga o salário a este gajo e ele vem dar uma perninha ao clube de vez em quando, quando não estiver lesionado!!??

Porra pra merda das seleções! Só servem para desvalorizar os jogadores e prejudicar os clubes...

prata disse...

Este Helton é um rancoroso... Fica à espera dos bons momentos para criticar os críticos? Não há paciência.

Outra coisa, será que cada vez que vejo algum registo de um jogo de Yero o gajo marca dois golos?. É que já me aconteceu 4 vezes em 4...

miguel87 disse...

Yero, mais um potencial reforço de uma equipa do fundo da tabela...

Anónimo disse...

Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009
Eu, portuense, ando triste


Os meus amigos de Lisboa ficam surpreendidos por lhes sugerir a Pousada da Juventude quando me perguntam onde devem ficar quando vêm ao Porto. Ao contrário do que o nome indica (e a generalidade das pessoas pensa), as Pousadas de Juventude estão abertas a clientela de todas as idades. E a pousada do Porto está num local magnífico, com uma vista deslumbrante do Douro e a sua foz.

Tenho formatada uma lista de recomendações para os meus amigos que visitam o Porto. Para a experiência francesinha, acompanhada por um príncipe e antecedida de um rissol de carne, aconselho o Capa Negra, no Campo Alegre.

Na Baixa, além dos incontornáveis Majestic e Lello – que se não são o café e a livraria mais bonitos do mundo pelo menos andam por lá perto -, acho imprescindível um passeio a bordo do eléctrico 22, do Carmo até à Batalha, complementado pela descida de funicular até à Ribeira, onde só tem a ganhar se visitar o Palácio da Bolsa (o Salão Árabe é de cortar a respiração) a atravessar a pé o tabuleiro inferior da ponte Luiz I, não se esquecendo de olhar para montante e apreciar devidamente a elegância da ponte D. Maria, uma jóia de Eiffel.

As melhores vistas panorâmicas do Porto obtêm-se a partir de Gaia. As minhas preferidas são as das esplanadas do Bogani (Cais de Gaia) e do Arrábida Shopping. Já que está na margem esquerda, não perde nada se visitar umas caves de Vinho do Porto. É um cliché turístico, mas vale a pena.

Com partida da Ribeira (onde tem a opção de embarcar num cruzeiro pelas seis pontes), junto à igreja de S. Francisco (aquela que tem o interior revestido a ouro), o eléctrico 1 percorre a marginal fluvial. Depois, a partir do Jardim do Passeio Alegre, o melhor é mesmo seguir a pé, ao nível das praias, parar a meio numa esplanada, passar o Castelo do Queijo chegar à frente marítima do Parque da Cidade e olhar a fantástica Anémona que assinala a entrada em Matosinhos.

Se os meus amigos vêm com tempo contado e não podem fazer o programa completo, eu não os deixo partir sem verem os três mais recentes tesouros que enriqueceram a cidade nos anos de viragem do século. Vir ao Porto e não visitar Serralves, ver a Casa da Música e ir de metro até ao Dragão é muito mais grave do que ir a Roma e não ver o papa.

É por isso que eu, portuense, fico triste por ter um presidente da Câmara que nunca pôs os pés no Dragão, só foi uma vez a Serralves (e porque o Fernando Lanhas o foi buscar aos Paços do Concelho e o obrigou a visitar a exposição dele) e não frequenta a Casa da Música – apesar de morar ali ao lado, a menos de cinco minutos a pé. O Porto merece melhor.

Jorge Fiel

Esta crónica foi hoje publicada no Diário de Notícias