terça-feira, 28 de abril de 2009

Que estranho Luís Octávio


Luís Octávio Costa, anteriormente desconhecido jornalista desportivo do jornal Público (terá sido até agora ofuscado por Bruno Prata), atingiu a sua merecida ribalta com uma crónica do jogo desta semana no Dragão intitulada «O estranho caso do minuto 58». O homem é citado por todos porque se lembrou de uma brilhante associação de ideias: logo que os dois jogadores emprestados pelo FCPorto foram substituídos, o Setúbal sofreu o primeiro golo após uma resistência de 62 minutos. Ora tendo apenas estes dados até parece que estamos perante uma brilhante constatação. E são esses os dados que quem não viu o jogo tem. Daí será até legítimo partir para outras conclusões: será que Carlos Cardoso fez aquilo para beneficiar o FCPorto? «Céus!» -gritará o Luís Octávio em pânico- «Apenas disse que era estranho...» Pois foi. Pois também aqui vou fazer um raciocínio do género do do Luís Octávio. Vou chamar-lhe: «O estranho artigo do Luís Octávio». O Luís fez uma crónica em omitiu factos relevantes como a ausência não explicada de Zoro no jogo com o Benfica na jornada anterior, ou a mudança de atitude do FCPorto no início da segunda parte em que também participaram Bruno Gama e Leandro Lima ou que estes dois jogadores pontificam no pior ataque da primeira Liga e que poucos são os jogos em que não são substituídos. Com essa omissão o Luís leva conclusões falaciosas. Ora perante esta linha argumentação será também legítimo perguntar: será que eu acho que o Luís Octávio Costa não é isento e está a tentar subir na vida à custa de mau jornalismo? «Há dúvidas?»-grito eu- «É óbvio que acho!»

Dirão que estou a dar muita importância a este artista, mas o que me incomoda é a sequência. Lembro-me das insinuações sobre a 'estranha' e suposta falta de empenho dos jogadores do Leixões quando o que se seguiu provou que foi uma equipa que tem vindo a cair na tabela. Lembro a 'estranha' e supostamente decisiva mão não assinalada a Meireles em Coimbra quando estávamos na primeira parte e tendo em conta que este ano vamos em 9 vitórias consecutivas fora de casa e com um score superior a 3 golos por jogo nesta sequência vitoriosa. Lembro até o 'estranho' penalti de Felipe Lopes que nos deu a vitória na Madeira quando recentemente o mesmo jogador fez um penalti também perto do final que afastou a sua equipa da final da Taça. Espera! Será que foi para o FCPorto enfrentar uma equipa mais fraca na final da Taça? Vejam o ridículo a que pode chegar esta gente... Isto é gritante e continuo a ver apenas Jesualdo a falar sobre isto. E é fácil de prever que isto não vai terminar. Mas como prevejo que tais manobras não nos afectam até deixo mais coisas para os Luíses Octávios deste país acharem estranho:
- Não é estranha a opção de meter Zoro a jogar no Dragão depois de não jogar contra o seu clube Benfica? Dada a qualidade fraquíssima do jogador não terá o FCPorto sido beneficiado?
- Não é estranha a forma como Carlos Carvalhal foi suspenso por 10 dias por factos semelhantes ou menos graves que o reincidente Paulinho da risca ao meio? Pelo que penso do Paulo Bento como treinador, não será o FCPorto beneficiado por deixarem o Paulo ir para o banco?
- Não é estranho que Katsouranis tenha apanhado um sumaríssimo por dizer que no jogo com o Nacional tinha sido roubado e que João Moutinho tenha dito que o amarelo que Bruno Paixão lhe deu em Guimarães foi deliberado não tenha de enfrentar processo semelhante? Mas espera lá. Isso não pode de maneira nenhuma beneficiar o FCPorto. Esqueçam! Não vale a pena publicar...

9 comentários:

Lamas disse...

Aí está uma nova rubrica...

Que estranho... :)

Desconhecia esse senhor... nem sabia que o Público tinha crónicas sobre desporto... :)

Simplesmente inacreditável... Se fosse no 24 Horas, Correio da Manhã, Record e outros do género... era normal... assim é mais estranho...

Isto só nos dá ainda mais FORÇA...

Vamos ao TETRA...

riskolas disse...

Estranho é vocês incomodarem-se com isto...

É o que é!

Os Bancos roubam e é o que é... ninguém estranha!

O Estado é o que é...

O tráfico de droga é o que é...

O jornalismo é o que é...

O FCP vai à frente, ganha AND NOTHING ELSE MATTERS!

prata disse...

Acho que os jornais generalistas podiam ser um bocadinho mais equidistantes que os desportivos...

Artur disse...

Filhos da Puta!
Filhos da Puta!
Aconteça o que acontecer,
Luís Octávio e jornalistas facciosos são merda até morrer!!

PedroBM disse...

Prata e outros Portistas,

acabei de publicar este comentario noutro blog, e queria tambem deixa-lo aqui ja que acho que nao estamos a ver o grave problema que se nos depara...

"Venho aqui alertar para o que este jornalista e quem quer que seja que lhe puxa os cordelinhos estao realmente a tentar...
Isto nao se trata do jogo com o Setubal, nem sequer do campeonato 2008/09...

O que aqui se esta a tentar e por em causa e uma das maneiras que o FC Porto tem brilhantemente usado para fazer crescer jogadores... Quantos dos craques do Porto dos ultimos anos nao andaram emprestados a equipas menores, especialmente no nosso campeonato? E quantos destes foram posteriormente titulares do Porto e possivelmente vendidos por largos milhoes???

Nao e estranho que de repente se levantem muitas vozes dizendo que o que se devia instalar era uma proibicao de emprestar jogadores ao mesmo campeonato...???
Quem beneficiaria com esta provavel quebra de receitas a entrar no Porto, ja que seria mais dificil manter suficientes jogadores para escolher os diamantes?
Qual a equipa que nao consegue fazer crescer um unico jogador da cantera? A quem interessa nao haver emprestimos? Mas quem se assume contra pre-acordos ao estilo de Jorge Ribeiro ou Makukula?

Considero este ataque muito pior que os falatorios de sistemas e corrupcao, etc, porque este poderia ameacar a base financeira do nosso Porto...

Alem de que so imagino o que seria a nossa primeira liga sem emprestimos... retirem todos os jogadores emprestados por outras equipas da nossa liga e teriamos menos competicao, estadios mais vazios e um futuro como o campeonato escoces.... "

prata disse...

Percebo que isto vai ser pretexto para relançar a discussão sobre o facto de termos muitos jogadores emprestados insinuando com isso que tentamos condicionar o campeonato. Sei que vai ser posto nestes termos. Por isso convém que seja o Presidente a falar. Ando a falar nisto há meses. Parece que estamos órfãos de liderança nestes aspectos...

Pispis disse...

Se queremos lançar suspeitas, vamos lançar sobre tudo... Antes do Estrela-Porto tb se dizia q o Nuno André Coelho só se lesionava antes dos jogos c o Porto, mas jogou e evitou golos em cima da linha, se enterrasse já era por ser jogador do Porto... Ao B. Gama e ao Leandro Lima resolve-se fácil, é dá-los de vez ao Setúbal, dali n vamos conseguir nada...

A vergonha (ou a falta dela) é vir na comunicação social este tipo de insinuações... no ano passado o Jorge Ribeiro tb falhou um penalti pelo Boavista contra o Benfica e tb dissemos q era por já ter contrato c o Benfica, mas n me lembro de vir esta associação escarrapachada nos jornais, enfim... temos o Record q nunca faz capa do Porto, só qd foi eliminado pelo ManUtd e agora estas coisinhas num generalista... é mm perder a vergonha...

Anónimo disse...

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
"Ferrari" nomeado para os Barreiros
Para a tradicionalmente muito difícil deslocação do FC Porto ao Estádio dos Barreiros, Vítor Pereira faz mais uma nomeação cirúrgica, com um trio da AF Setúbal.
O árbitro principal será o João "pode ser o João" Ferreira e um dos seus assistentes será o célebre "Ferrari", também conhecido por Pais António.
Isto promete, bastando para tal lembrar o que foi o desempenho do artista João Ferreira no último FC Porto x Sporting.
Vamos lá ver se, pelo menos, o FC Porto termina o jogo dos Barreiros com 11 e sem lesionados...


«O árbitro assistente que apoiou Lucílio Baptista na controversa decisão de assinalar grande penalidade contra o Sporting na final da Carlsberg Cup, disputada com o Benfica no Estádio Algarve, ganha a vida como 1.º Sargento de Infantaria do Exército e reside no concelho de Setúbal, onde, segundo O JOGO apurou, é conhecido pelo seu… benfiquismo, que não reprime nem mesmo no curso de árbitros. A afeição pela cor forte do emblema da Luz - o encarnado - levou inclusivamente a que Pais António recebesse a alcunha de “Ferrari”»

In reflexao portista

Anónimo disse...

Que estranho o zoro não jogar contra o benfica por lesão .. e na semana a seguir contra o porto já está bom e apto para jogar ao nivel que se viu...