segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Dúvidas, ainda...


Está apresentada a versão 2016/2017 do FCPorto. Tal não significa que os contornos estejam bem definidos. Já sabemos que a data de fecho do mercado está longe e que isso torna impossível que um clube vendedor, como o nosso, tenha o plantel definido nesta altura. É uma atenuante que não ajuda a explicar o estado de incerteza que vivemos em todos os sectores, com a excepção da baliza. E isso, perante a seca de título de que padecemos, é muito preocupante! 

Mas quem vê este entendimento entre Otávio e André Silva e os resultados que nos tem trazido nos últimos jogos, até pode achar que estou a exagerar. Para quem tiver essa tentação, aqui fica uma listagem das minhas maiores preocupações: 
- O plantel tem lacunas e Nuno e o clube fazem questão de o mostrar a todos, incluindo os jogadores, ao guardarem 'caprichosamente' as camisolas 4 e 9 para os 'reforços'. Se acham que é coincidência, tentem explicar-me porque é que o 9 saiu das costas de Aboubakar? 
- Vamos aos proscritos. Acho esta história do Aboubakar e do Brahimi muito estranha. Não poderá ser uma luta anti-Doyen porque Corona tem um papel reforçado no plantel deste ano. Isto para não falar da óbvia relação de Nuno com o Mendes e não oficialmente de Mendes com a Doyen. Não sendo isso, acho difícil de compreender que dois dos melhores jogadores do plantel passem da titularidade para a bancada. Com Indi acontece o mesmo. Será que incomodam pelo facto de terem mais talento que os titulares? Desestabilizam? Não consigo compreender. Ou se assume que há problemas disciplinares com estes jogadores ou teremos de concluir que é uma gestão de clube pequeno. Isto porque não há qualquer argumento técnico que me convença que Brahimi não é o melhor extremo do plantel, que Aboubakar não é um dos dois melhores avançados e que Indi não é um dos dois melhores centrais. Se são para vender, jogam enquanto tiverem contrato, como se exige a qualquer profissional. Se são para vender, venham já os reforços. É que não vamos lá com Adrians e com Varelas. Jogam os melhores e no banco estão as melhores alternativas. Manda a lógica e o bom senso!  
- Seguimos pelos centrais. Os erros de Chidozie assustam e muitos começam a traçar-lhe um futuro modesto no clube. Mas não posso deixar de reparar que ele tem falhado numa posição em que pelo menos 3 centrais, de 7 milhões de euros cada, não fazem melhor. Recordo que o nigeriano tem 18/19 anos... Estou a falar de Indi, Reyes e Felipe. Reparem que já incluo Felipe neste grupo. Confesso que não me entusiasma. Não acho que se destaque de nenhum dos outros centrais do plantel, o que é uma desilusão, dado o preço e dada a idade. Simplificando, um central que custa 7 milhões e que tem 27 anos não pode ser apenas um projecto de jogador ou um jogador para se ir adaptando. Daí o 4 estar livre. É preciso um patrão mas os 7 milhões dariam jeito para contratar um jogador melhor e talvez mais novo...
- De seguida os avançados. É mesmo difícil perceber como é que temos todas as nossas esperanças entregues a um miúdo (mas não lhe damos o número mítico do bibota) e temos na retaguarda um eterno flop que começou esta pré-época a treinar com a equipa B. Falta alguém. Fala-se de um 'pinheiro' belga e eu fico sem saber se sabemos como queremos jogar. A única certeza é que nos dão é que Aboubakar não serve.
- Depois temos os laterais. Também se contratou um titular para a lateral esquerda. Confesso que ainda não me entusiasma, mas também não me assusta, como no caso de Felipe. O plantel segue mais composto mas falta ainda uma outra solução para fazer sombra a Maxi. Sempre poderemos assistir ao desempenho dos nossos melhores laterais. Mas para isso teremos de ver jogos do Rio Ave ou o campeonato francês...
- No meio campo Herrera continua a secar tudo. Sempre um jogador que tanto promete e que tão pouco concretiza. A maior façanha que atribuo a Herrera é o facto de ter conseguido fazer com que todos os treinadores fraquinhos que por cá têm andado  abdiquem do 10 para deixar espaço para o menino correr e fazer um bom jogo de 4 em 4. Haja coragem para tomar as decisões que nós precisámos no meio campo. Precisamos de um verdadeiro 10 ao leme do nosso jogo ofensivo. Seja ele Otávio ou Evandro ou até João Carlos. É preciso voltar ao nosso verdadeiro esquema. O que tantos títulos nos deu. Estes Herreras e Guaríns disfarçados de 10 não me convencem. E já agora precisamos de Ruben Neves atrás. Sei que isso implica um campeão europeu no banco mas é esse o futebol que eu gosto. Danilo é bom mas não é o melhor 6 do plantel. 

Já sei que nem tudo é tão mau como aqui pintei. Mas isto são preocupações e frustrações que tenho, causadas por esta gestão de clube que considero irreconhecível. Esta é uma boa altura para descarregar. Sempre ficamos com uma boa lista de bitaites para comparar com o resultado final. Que não haja razões para dar razão aqui ao menino...

7 comentários:

Anónimo disse...

Lopetegui aniquilou a oposição, NES faz o funeral.
Quando é que o chineses compram isto?

Lamas disse...

Muitas indecisões ainda... e o campeonato arranca já sexta... pior, a chegada ou não à Champions começa-se a decidir já na próxima semana...

orodas disse...

A partir do momento que se acha que Rúben neves é o nosso melhor 6 (não se sabe posicionar e é lento na parte defensiva)e quando até Tomás é muito melhor, que indi o central que não sabe jogar de cabeça tem lugar (por fracos que sejam os outros) e que brahimi é visto como um talento (não sabe passar, não tem inteligência na decisão e é egoísta) está visto que de futebol não percebes muito...qualquer dia a sad chama para treinador.

prata disse...

Nao percebo muito? N me magoes assim! Um simples 'não concordo' bastava...

Pispis disse...

«Não se sabe posicionar e é lento na parte defensiva», por favor, parem de falar do Danilo :-)

Uma coisa é certa, PdC já está a preparar o discurso de culpabilização do treinador caso a época corra mal, já começou com o tronco Depoitre...

Continuo a não compreender a não utilização de Indi, Brahimi e Aboubakar e era importante esclarecer estas situações... Dão azia no grupo? Não querem ir ao banco? Não gostam de Portugal? Qualquer coisa... por serem pior do que os outros é que não é justificação...

«não sabe passar, não tem inteligência na decisão e é egoísta», agora lembrei-me dos 'assobiadores' do Hulk no Dragão :-)

Mirone disse...

Não querendo transformar isto num fórum de comentários do Correio da Manhã, o orodas tem alguma razão. Os números (golos e assistências) do Brahimi da época passada são bastante fracos, inferiores ao Layun. Mais difícil que tirarem-lhe a bola é ele fazer alguma coisa de jeito com ela. O Hulk foi criticado na primeira volta da primeira época mas quando acabou essa época já era considerado dos melhores jogadores.

A questão do Rúben Neves é velha neste blog, com o Danilo ganha-se músculo com o Rúben circulação de bola. Contra equipas superiores é melhor um e contra mais fracas outro. Creio que o maior problema continua a ser mesmo o Herrera, andamos há épocas agarrados a este gajo e nunca mais o despachamos. Chega!

Encostar o Brahimi e o Aboubakar também não percebo... O ideal seria serem substituídos por jogadores superiores, e até agora temos um "10" adaptado e um promessa com um golo na primeira liga. Veio um pinheiro mas não será para primeira opção.

À falta de melhorias evidentes no plantel teremos de esperar uma mudança de atitude em relação a épocas anteriores.

Pispis disse...

Se vamos comparar com os números do Layun então não há ninguém no plantel melhor do que ele, devia ser ele e mais dez e já está visto que não é bem assim... Gastamos mais milhões num defesa-esquerdo que passou a ser a primeira opção em detrimento de Layun...

Se Layun não era para ser primeira opção pk gastamos mais milhões para acionar a cláusula junto do Watford? Não haveria espaço para Rafa Soares no plantel e poupar uns trocos?

Agora contratamos um avançado que inscrevemos num play-off que ele não pode disputar... Que amadorismo!

Indi, Brahimi e Aboubakar... 3 opções muito válidas que podiam valer muitos milhões estão agora encostados!

Medo! Muito medo do que aí vem!