terça-feira, 16 de julho de 2013

Estágio



Já consegui ver os dois jogos realizados no estágio de pré-época. Temos muito a concluir sobre plantel, treinador e esquema de jogo.

Vamos aos jogos. O primeiro de sentido único e contra uma equipa muito débil. Para animar a malta... O segundo já com uma equipa bem melhor. E o jogo correu muito bem. Digamos que o resultado é bem melhor que a exibição. Óbvio que não se esperaria uma exibição portentosa ao segundo jogo de pré-época. A verdade é que marcamos três golos, mas tivemos quase tantas oportunidades claras como o Marselha, além de termos beneficiado de uma expulsão estapafúrdia. Por uma vez, em lances de expulsões estúpidas em que Fucile está envolvido, não foi ele o expulso... Destaques positivos óbvios para Jackson, Ghilas, Kelvin, Alex Sandro e Otamendi. Destaque negativo para Carlos Eduardo e para Mangala, que estava muito nervoso na primeira parte com o Marselha.

Mais que os resultados, as ilacções. 

Sobre o plantel, percebemos que temos claro excesso em grande parte dos sectores. Isto é claramente uma novidade, porque no ano passado... A únicas excepções serão nas extremidades. Temos duas boas opções para a baliza e duas boas opções para ponta-de-lança. Há também o caso dos laterais onde temos dois titulares e uma alternativa que cobre os dois lados, que é Fucile, a que se pode juntar a adaptação de Mangala e Maicon. Em tudo o resto temos excesso de jogadores e nalguns casos excesso de qualidade. Por exemplo, no centro da defesa temos muita quantidade e qualidade. Temos os três melhores centrais do campeonato e temos Reyes e ainda Abdoulaye. No meio campo, se vamos jogar com duplo pivot, podemos dividir as coisas entre médios defensivos e médios ofensivos. Ora para médios mais recuados temos quatro opções para dois lugares: Fernando, Defour, Castro, Herrera. É certo que alguns dos médios ofensivos poderão ser testados a pivots visto que, para médios ofensivos, temos cinco (?!) opções para um lugar: Lucho, Quintero, Josué, Carlos Eduardo e Tiago Rodrigues. Por último temos também excesso de extremos. São seis para duas posições: Varela, Izmaylov, Kelvin, Iturbe, Licá, Ricardo.

Logo aqui começamos a prever a lista de dispensas: um central, dois médios ofensivos e dois extremos. Pelo que temos visto, o central deverá ser Abdoulaye, os médios ofensivos poderão ser os recém-contratados, Carlos Eduardo e Tiago Rodrigues. Nos extremos apenas arrisco Ricardo, mas teremos de emprestar mais um. Tendo apenas dois pontas-de-lança no plantel julgo que se vai apostar num jogador que conseguisse fazer a posição e lembro de ter visto Licá e Iturbe a jogar a ponta-de-lança. 

Quanto a esquema táctico. A grande alteração será o duplo pivot. Está-se a tentar dar a Lucho mais tranquilidade para criar, coisa que não tinha com Vitor Pereira. Lucho não pode ser um jogador de correrias e, como tal, parece-me uma boa ideia. Outra coisa que me parece clara é a aposta na penetração constante dos extremos em zonas de finalização. Muito mais que na ala onde por norma só deverão aparecer apenas os laterais. É um esquema diferente que tentará munir o esquema de posse de mais poder de fogo. Julgo que a ideia é ter posse, explorar a largura em zona recuadas, mas tentar simultâneamente, dar várias opções na zona de tiro. Isto em teoria. Veremos na prática.

PS: Já agora, e já que falei em dispensas deixo aqui o que eu faria num 'mundinho ideal': venderia Abdoulaye, Iturbe e Varela e emprestava Josué e Carlos Eduardo. Chamem-me tôlo, mas não consigo ver nada em Iturbe. Promete há demasiado tempo, mas ainda não cumpriu nada e a forma atabalhoada de jogar dele assusta-me. Dá a ideia que estabelece linhas rectas em direcção à baliza e que espera que toda a gente saia da frente. Só se for no Paraguai... Abdoulaye é uma embirração antiga. Não acho que tenha qualidade. Varela é um jogador interessante mas pouco intenso e muito intermitente. É internacional e não terá mercado por muito tempo. Veja-se o que se passou com Rolando que passou do tempo para sair e que, agora,  já nem dado o querem. Os outros têm potencial, mas não têm espaço no plantel. Dos três contratados o meu preferido é o Tiago Rodrigues. O empréstimo dos outrao seria uma boa solução.

9 comentários:

Lamas disse...

Destaco ainda Defour no jogo contra o Marselha... Herrera entrou bastante mal... espero que tenha sido a ansiedade, dois ou três passes errados das primeiras vezes que tocou na bola e quase sempre para a zona central...

Quintero para ser titular vai ter que cair para a ala...

Dos vendidos Moutinho e James, entram Defour e outro nos primeiros jogos... mas não consigo ainda "arriscar" no outro...

prata disse...

Fernando...

Petrov disse...

Eu mantinha a aposta no Josué. Como o Vitória tem preferência sobre o empréstimo do Tiago Rodrigues, sempre podia rodar mais um aninho em «casa», já que o Josué está na casa dele.

Taqui disse...

Para mim, Varela nunca entraria nos dispensaveis! Experiencia; Portugues; Mt boa reta final e espero sp dele isso, garante 10 golos por época, mais algumas assistencias!
Tb concordo com a descriçao sobre o Iturbe, mas o que dizer do Ismaylov?!
Nao me parece que seja um jogador a Porto, nao tem garra, nao tem rasgo! Carlos Eduardo tb, mas n nos esqueçamos da Equipa B, que pode alvergar Ricardos; Tiagos; Carlos Eduardo, Reys e assim...
Quanto ao Abdoulye, nao é embirração prata, é mesmo ver que o gajo só dá Pau e tem 2 metros, mais nada!
Abraço

miguel87 disse...

Eu vendia o Otamendi, o Fernando e o Izmailov, emprestava o Ricardo e T.Rodrigues. Deixava o Carlos Eduardo ficar entre a principal e a B. O mesmo poderá acontecer com Reyes, Quintero e Iturbe, a ver como eles vão reagir...

À partida agrada-me a inversão do triângulo do meio campo por três razões:
1) acaba a dependência em Fernando
2) dá mais espaço ao protagonismo dos médios centro box-to-box existentes, seja Defour, Castro, Herrera, Josué ou até mesmo Lucho
3) a existência de um numero 10 puro

Lamas disse...

ó Prata, o outro que eu me referia não era aquele que vai jogar ao lado do Defour, mas sim o que vai completar o tridente ofensivo com Varela e Jackson...

prata disse...

E Fernando era mau?

Pispis disse...

Mas o Fernando já jogava com Moutinho e James, portanto o meio-campo na supertaça vai ser Fernando/Defour/Lucho e o ataque vai ser Varela/Jackson/Josué :-)

Lamas disse...

Ó Pis... o gajo está a falar do Juan Fernando... ;)

Esse sim, tudo bem... ;)