terça-feira, 18 de junho de 2013

Plantel 2013/2014 - Esboço


Paulo Fonseca não deve dormir há uns tempos. Pedem-lhe que mantenha o rendimento da equipa ou que até o melhore. Será possível? Só poderemos ter uma ideia quando o plantel estiver definido. Mas isso só acontecerá bem depois dos primeiros jogos oficiais...

No final de cada época, facilmente se divide o plantel entre os que continuam, os transferíveis e os dispensáveis. Posso tentar fazer um exercício de adivinhação sobre o que iria na mente dos dirigentes portistas. 

Começando pelos dispensáveis: Rolando, Sereno, Kleber, Djalma, Bracalli, Fucile, Atsu e Varela. As razões são claras. Atsu julga-se num patamar acima do que tem, isto apesar do seu enorme potencial. Se não renova, é melhor tentar-se fazer algum dinheiro com a sua venda. Depois, começa a ser tarde para fazer um negócio com Varela e o seu rendimento é cada vez mais intermitente. Quanto aos restantes, julgo que apenas foram emprestados por não se ter arranjado soluções definitivas. Parece que, entretanto, Fucile foi repescado. Será? Se estiver 100% no clube poderá resolver o problema das alternativas nas laterais.

Transferíveis: Moutinho, James, Otamendi, Fernando e Abdoulaye. Óbvio que preferíamos não vender nenhum dos quatro primeiros que mencionei. O problema é que havia provavelmente compromisso com os jogadores com a saida perante a existência de propostas. Parece claro que esse compromisso existia para James e Moutinho e existirá para Fernando e Otamendi por valores acima de 15 milhões de euros. Isto apesar de as clausulas serem o dobro. É o valor de mercado dos jogadores... Julgo também que uma proposta acima de 4-5 milhões leva facilmente Abdoulaye Ba.

Os que continuam serão todos os outros com especial destaque para os intransferíveis Alex Sandro, Danilo, Maicon, Mangala e Jackson. Lucho e Helton também, mas por razões diferentes que têm a ver com os seus papeis no balneário somados aos seus rendimentos em campo.

O que me levou a pensar que este cenário dos transferíveis estava equacionado são as contratações que já tínhamos alinhavadas e as que se avizinham. Um defesa central que deverá ser titular a curto prazo, Reyes, e várias opções para serem testadas no meio campo: Carlos Eduardo, Josué, Tiago Rodrigues e Herrera, a fechar nos próximos dias. Adicionalmente e para o lugar de James, temos o regresso de Iturbe, a aposta crescente no talismã Kelvin e as contratações de Licá e de Ricardo. Faltará um nome sonante para o ataque e não sei se será este Bernard. Mas será um jogador com esse perfil. Sul-americano, jovem , internacional pelas selecções jovens e destaque precoce na sua equipa. Será também caro e um investimento partilhado com um financiador. Sinais dos tempos...

Não noto que esteja a ser muito discutida a questão da alternativa a Jackson. Mas não acredito que não se esteja a tratar dela. Não me parece nada despropositada a ideia de contratar Ghilas. Julgo que tem o perfil necessário. 

Pelo que se pode ver o plantel não estará assim tão desorganizado como isso. Pelo menos em número de opções. Sendo assim, parece que fomos precavendo algumas das saídas com quantidade e com potencial. Será difícil replicar imediatamente a qualidade que James, Moutinho e Fernanado nos deram no miolo. Valha-nos Lucho para pôr ordem na casa!

Aguardemos. Para já só podemos mesmo fazer esboços.

10 comentários:

Lamas disse...

Eu estou à espera de um grande Defour esta época... a ver vamos... pode estar longe de um Moutinho, mas gosta da atitude e da entrega... um jogador à Porto... não é cerebral, mas espero que esteja em todo lado naquele meio campo... aguardemos também...

Dos que se mantém foi um dos que não mencionaste e que eu acredito uma titularidade indiscutível perante a saída de Moutinho e o futuro indefinido de Fernando...

Anónimo disse...

No geral estou de acordo... com pequenas nuances:
Nao sei o salario do Varela, mas se nao for alto, por mim fica. Nao acredito que o Varela renda um negocio aceitavel, é bom rapaz e portugues...
Simpatizo com o Sereno. Não é nenhuma maravilha, mas é bom rapaz e portugues... para quarto central serve perfeitamente (vendendo ou emprestando o Abdulaye)
Concordo com as duvidas em relação ao Fucile.. mas com a cabeça no sitio pode ser o nosso lateral direito e o danilo o nosso novo Fernando...

Taqui disse...

Concordo c algumas coisas, com outras nem tanto.

O meu esboço:
Se queremos ter algumas aspiraçoes, nao podemos desfazer esta dupla de centrais: Mangala/Otamendi são pra mim fundamentais, com Maicon e Reys. Abdoulaye n tem categoria. Nas laterais estamos servidos, sendo o regresso de Fucile discutivel, já que andou ao estalo com V.P....

(Deixem-me aqui fazer um parêntesis, que mal tem estado Pinto da Costa em relação a V.P.!)

Meio Campo: o Fernando mostrou que deu tudo, mesmo tenha dito no começo da época o mm que disse este ano. Fazia esforço para ficar com ele.
Temos Lucho, temos Defour, Castro, Herrera (a confirmar) e Carlos Eduardo, falta qualquer coisa, mais experiencia tlvez.

Ataque: Jackson e Varela (Portugues, experiente, intermitente, mas com qualidade para ficar, gosto dele, ponta final boa.) Depois temos Licá, Atsu, Iturbe, Josué, Kelvin, Izma.
Atsu, vender já, tantos anos de Porto, parece que n aprendeu nada; Kelvin só é preciso para os descontos e desencravanços, espero que o Porto construa mais cedo as suas vitórias; Iturbe, oh valha me deus, o homem tava bom era para o Atletismo;Izma, tem muita qualidade, tanta quanto a vontade... é pena! Josué nao me ilude, apesar de ser portista e tenha feito boa época; Licá, gosto dele desde os tempos da Académica, mas n acho que entre já de caras... Falta tb qualquer coisa aqui.. e falta ghilas, é escandaloso nao ir buscar este gajo, espero que nao aconteça o mesmo que aconteceu com o Lima...

Parece-me que este ciclo que se inicia, que coincide com a Final da Champions na Luz, nao nos correu bem...
Acho que os nossos sonhos já começam a ser outros voos... Se calhar o segredo é n pensar nisso como em 87 ou 04, mas n consigo deixar de pensar...

Paulo Fonseca tem muito trabalho pela frente, espero que consiga...

miguel87 disse...

Eu vejo o Josué a fazer o papel de James e não no meio campo.

Acho que não estamos a salvo de nos levarem Mangala, Fernando e Jackson, mais o central e o avançado pela maneira como se está a perspectivar o mercado europeu - Barça e Chelsea à procura de centrais, Real Madrid, Chelsea e outros à procura de PdL - depois de Higuain, Cavani, Torres e Lewandowski começarem a mexer, Jackson vai ser um alvo e aí basta apresentarem uma proposta considerável que o Porto vende, como vendeu Falcao e Hulk: sem substitutos à altura...

Otamendi por 15 milhões era para mim a venda do século... ai não, essa foi o Ricardo Costa por 5 milhões! Mas ficava lá perto.

Em resumo, PF que se cuide pois não me admirava nada que o deixassem descalço no dia 31 de Agosto.

miguel87 disse...

ah, e o Ghilas já tarda muito em ser contratado, não se percebe.

prata disse...

Concordo com o Taqui. Pinto da Costa tem falado pouco sobre a saída de VP mas quando falou, estranhamente, falou mal! Querer convercer-nos que foi uma mera opção do treinador é de doidos. Faz lembrar a saida de Villas-Boas. O Homem é que quis sair à força toda. Como se o FCPorto nessa altura não precisasse desesperadamente dos 15 milhões de euros que ele valeu...

Quanto a Mangala e Jackson, acredito que só a clausula de rescisão os poderá levar. Já temos 70 milhoes em caixa. Além disso são jogadores que só cá estão a titulares há um ano. Isso dá um poder negocial grande quer com jogador quer com compradores. Otamendi e Fernando são casos diferentes e já lhes devem ter feito outro tipo de promessas.

Taqui disse...

Estou a ver o Italia - Japao e vejo tantos Japas com qualidade, mts deles em equipas de 2ª linha...
Nao podiamos fazer uma clivagem e ir buscar um gajo destes?
É que parece que essa opção seria só pela vertente economica mas hoje em dia, já há qualidade nestes jogadores! Sabendo depois da tal questao económica...
Que acham?

prata disse...

Não me parece... Estes jogos da Taça das Confederações parecem Taça das Nações africanas: futebol sem táctica, grandes correrias e muito espaço...

Outro factor que poderá ditar que necessitamos de mais investimento é o nosso adversário directo. Gozamos com a quantidades de sérvios mas eu julgo que eles acertaram à primeira: ou muito me engano ou a imensa qualidade de Djuricic vai rapidamente convencer o 'mestre' da tactica a abandonar o seu futebol sem meio campo. E aí ficará mais forte na zona onde nós estamos a fazer as mudanças todas. Já era mais forte no ataque... Sobrará a defesa e a baliza onde estão bem longe da qualidade do nosso plantel.

riskolas disse...

Pois Prata.
O problema é que para consumo interno com o meio-campo e avançados a carburar a defesa e gr são irrelevantes. Só um Porto forte pode pressioná-los, caso contrário, não perdem pontos com facilidade.

Taqui disse...

O gajo é de luas... o Rodrigo tb é craque e raramente joga, emprestou o Nelson Oliveira ao Corunha (espero que o Porto prepare uma laçada a esse gajo), eles tem mt quantidade, n podem jogar todos! Por outro lado enquanto jogar o Luisão e o Artur e o Melgarejo vão continuar a penar...