segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Regressos desejados


Não se estava a notar demasiado até ao jogo com a Olhanense, mas faltava algo ao nosso ataque. Faltava a magia de James e a irreverência fulminante de Atsu. Se no primeiro caso apenas tivemos um pouquinho, Atsu já apresentou argumentos daqueles que decidem jogos. O jogo até estava morno depois de uma entrada interessante e morno ficou desde que Atsu resolveu abaná-lo até ao momento em que Jackson 'molhou a sopa' como já vem sendo habitual. Pelo meio tivemos o costume: domínio do jogo, zero oportunidades do adversário e muita posse de bola. Não tivemos tantas oportunidades como nos últimos jogos. Diria que foi um jogo QB e perfeito para a transição para os jogos europeus.

Individualmente gostei de Atsu, Danilo e Moutinho. Venho gostando de Fernando. Muito dinâmico e participativo no carroussel ofensivo. Ainda não vi o que espero de Izmailov mas imagino que, com a forma física que vai adquirindo, o russo vai aparecer. Nota negativa para os amarelos desnecessários de Mangala e Alex Sandro.  Poderia descansar um deles no próximo jogo, mas nunca os dois ao mesmo tempo.

Quanto a Xistra, dei por mim a pensar já perto do final do jogo que Mangala tinha dado ao árbitro duas boas oportunidades de enveredar pelo seu tão querido protagonismo. Foram duas faltas em zonas demasiado distantes da baliza mas que, pela teatralidade dos jogadores do Beira-mar e pela impetuosidade do Francês, constituíram duas oportunidades. Na verdade Xistra andava distraído e quando acordou já parecia tarde. O Beira-mar já não dava réplica e Mangala já estava encostado à lateral esquerda. Nada que impeça o Xistra. Uma expulsão do mais ridículo que tenho visto. Atenção que regressou a táctica que se usava com Bruno Alves. Perante o salto de Mangala os adversários simplesmente não saltam e dão um passo atrás para que o francês lhe caia em cima. Com árbitros fraquinhos ou 'bem' intencionados a táctica funciona...

Venha a Champions que já estou com saudades dos quartos de final da prova!

1 comentário:

Lamas disse...

Jogo morno, de facto, e o golo do Atsu até surge sem se estar à espera e num bom momento para dar estabilidade e gerir um jogo para Champions, dando ainda para dar minutos ao James...

Destaque ainda para a classe de Jackson no golo e claro, para a expulsão, por uma falta ofensiva... mas concordo contigo... o Xistra devia estar distraído, porque, tal como conhecemos, era menino para o ter feito antes... o primeiro amarelo também me parece uma falta ranhosa em que o Mangala mete o corpo e o moço do Beira-Mar deixa-se cair...

Ansioso por amanhã!!!