segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Vida pós-Hulk


A nação portista ainda está dormente com os acontecimentos do início da semana passada. Perdemos o nosso melhor jogador, que era 'só' o melhor jogador do campeonato. A sua perda aproxima automaticamente os nossos rivais em termos qualidade de plantel. Se isto já não era suficiente, aparentemente, perdemos na mesa das negociações para o nosso rival mais directo. Este 'aparentemente' tem obviamente a ver com as informações contraditórias que temos lido e ouvido nos últimos dias, mas sobretudo com as declarações de um dirigente do Zenit que diz que comprou os dois jogadores pelo mesmo preço e que, no caso de Hulk, o plano de pagamentos até é mais longo. Faltará saber se ficou com 100% dos passes dos dois, faltará saber porque é que desta vez o nosso comunicado à CMVM veio com mais detalhe em relação ao habitual, detalhe esse que, aparentemente, não é obrigatório e exigido a outros clubes. Pelo menos ainda não tinha visto ninguém especificar nestes comunicados o tal mecanismo de solidariedade e muitas vezes nem é dito que % do passe estamos a vender. Num comunicado do género dos anteriores apareceria que vendemos o passe do jogador por 60 milhões, sendo que depois, as comissões e outras coisas que tal só nos apareceriam à frente quando analisássemos as contas do clube. É isto que acontece habitualmente. Além disso, pode acontecer que este tipo do Zenit esteja a tentar enganar o seu próprio financiador, a Gazprom, e vai tentar meter este excedente dos 40 milhoes sorrateiramente no meio de outras contas a pagar. Isto porque sabemos que o investimento não foi consensual dentro do clube. Pode até acontecer que a verdade esteja entre os dois esquemas que apresento em baixo. Ainda assim, gostaria de ser esclarecido sobre os contornos do negócio visto que, para já, parece que ficámos mal e pode não ser essa a verdade.


Independetemente de tudo isto, preocupa-me mais o futebol. Como será o FCPorto sem Hulk? Temos uma solução conservadora que é a de continuar com o esquema habitual de 4-3-3 com James a poder jogar a extremo ou no lugar de Lucho e com as outras duas boas opções para as alas com Atsu e Varela. Teremos eventualmente uma solução mais arriscada e não completamente ensaiada, que é a de juntar Lucho e James em terrenos interiores e tendo ambos a responsabilidade de pensar o jogo da equipa. Neste caso passaríamos a jogar apenas com um extremo ou com um segundo avançado, ficando as alas para as duas gazelas brasileiras que se espera que expludam este ano. Moutinho e Fernando terão de segurar as pontas em ambos os esquemas e julgo que não há dúvidas que darão conta do recado. No meio de tudo isto, tenho implicado no meu raciocício que temos treinador para isto e para muito mais. Estou neste momento a fazer um esforço para apagar da minha memória tudo o que nele me irritou na época passada. Não está a ser fácil... Ele sabe que tem este ano um trabalho ainda mais complicado. Tem ele e tem o resto da equipa. Ouvi em qualquer lado que agora passamos a jogar apenas com seres humanos ditos 'normais'. Só esqueceremos o super-heroi se resolvermos a sua ausência em equipa. Que se tenha a noção disso!

6 comentários:

riskolas disse...

Prata, a última frase devia ser sempre verdade mas o Hulk disfarçava essa necessidade absoluta.

Também estou apreensivo mas o fifica também ficou bastante mais fraco.

Acho que vai ser um campeonato com muitos pontos perdidos pelos candidatos... a não ser que o VP se engane... oxalá!!!

O meu desejo é vir aqui pedir desculpa ao VP por ter dito que ele era o pior treinador da história do clube.

prata disse...

pimenta no rabinhos dos outros até refresca...

Lamas disse...

Como já disse, já não contava com a saída do Hulk... também estou apreensivo... a renovação do Varela foi um sinal do que pode vir aí, mas não me parece que nesta fase o Atsu vá para o banco, pelo que James, pelo menos no próximo jogo deve ir e a substituição vai ser direta: Hulk por Varela... mas vamos aguardar... não apenas pelo próximo jogo (que é de Champions), mas pela época em geral... James tem de ser titular... mais jogo, menos jogo...

Pispis disse...

Temos dois laterais que sobem bem, basta jogarmos com um extremos (Atsu ou Varela) e meter o James numa ala a fletir para o meio a procurar zonas interiores...

Por mim, troca-se Hulk por James e está feito :-)

Mirone disse...

O FCP é perito em substituir jogadores insubstituíveis, como já foram no passado o Jardel, Deco, Lucho e as coisas foram correndo sempre a nosso favor.

Se o Varela conseguir atingir o nível das duas primeiras épocas, acho a saída do Hulk pode ser disfarçada, agora se continua o morte lenta da época passada, é melhor não contar com ele.

Estou de acordo com o que foi dito no post, a solução estará na dinâmica e no jogo em equipa, já que perdemos o motor e o jogador que de vez em quando sacava uns coelhos da cartola.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

nos próximos tempos não quero ouvir falar em "coelhos" ;)

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II