quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

FC Porto 4-1 Marítimo (89-90)...

Notas:
- André a marcar de cabeça na sequência de um canto? Fantástico...
- O gajo do Marítimo passou-se? Na sequência Pinto da Costa a sair do banco e a mandar vir... MUITO BOM!
- O remate na atmosfera de João Pinto na segunda parte...
- O árbitro a transformar um penalty (bem dentro da área) num livre perigoso...
- Os livres de Branco eram qualquer coisa... passou a ser o meu ídolo após a saída de Gomes para o Sporting...
- Ewerton, e a sua barba, o mítico guarda-redes do Marítimo...

7 comentários:

miguel87 disse...

off-topic:
Acabei de vislumbrar aqui na net o Kashiwa Reysol 1 x Santos 3 das meias finais do mundialito e o Danilo fez um grande jogo com pormenores de craque que não enganam, incluindo um golaço de livre directo.
Reforçou a minha ideia de que vai ser mesmo o reforço do ano!
A única dúvida é
a condição fisica em que vai chegar, ainda agora teve que ser substituido nos ultimos minutos cheio de caimbras.

Domingo na final vou poder ver o jogo com mais calma e talvez contra o Barça.

Ah, nos últimos 10 minutos ainda entrou um médio com um toque de bola sublime e capacidade de organização de jogo acima da média que ainda teve oportuidade de entrar na area e mandar uma bola à trave... era um tal de IBSON!

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

outra nota (pertinente):

o Rui Águas, na altura, era um consagrado ponta-de-lança, tendo sido a contratação mais sonante da época (ao estilo João Moutinho).
no jogo em questão, falhou (pelo menos) quatro golos feitos (três só na primeira parte) e marcou num lance em que me parece que houve falta sobre o Ewerton.
onde quero chegar é aqui:
quantos de nós não têm paciência para com o puto (mas igualmente craque) Kléber?
pois...

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)
Miguel | Tomo II

Daniel Gonçalves disse...

Miguel87, o Ibson foi um desperdício da nossa parte, no meio de Sonkaya, Tomás Costa, Prediguer, Bollati.... enfim, não aproveitamos o melhor jogador.

O Branco era um especialista a marcar livres, conseguia colocar a bola, pelo contrário o Geraldão era só força, mas também marcou alguns, ainda me lembro de um contra o Sporting, em que o Ivokvic ficou a olhar para a bola.

Daniel Gonçalves disse...

Se não me engano o jogador do Marítimo que foi expluso, Wando, era um ex-jogador benfiquista, o que portanto explica a agessividade com que abordou o João Pinto.

Tony Silva disse...

Daniel, acho que o Miguel sabe perfeitamente quem é o Ibson...
Sempre que fala dele é com saudade e embargo na voz :)
Infelizmente a sua saída deu-se devido a uma "implicância" do Prof. Jesualdo.
É pena!

Lembro-me perfeitamente desse livre do Geraldão de que falas.
Ficou-me gravado na memória pois minutos antes de começar essa partida, sentado com o cú na fria bancada das Antas, eu olhava para a capa de um jornal desportivo onde aparecia grande foto do Ivkovic. O titulo era "Eu sei como o Geraldão marca os livres".
é facil de imaginar a minha alegria e o quanto me ri com o meu irmão à custa dessa frase e desse golo :D

Tribuna Portista disse...

Que se repita o resultado e continuemos no nosso lugar, em 1º!

http://tribunaportista.blogspot.com/2011/12/rumores-do-mercado-eder.html

Nuno disse...

Eh pá, lembro-me perfeitamente deste tipo de cantos que o FCP durante algumas épocas utilizava... o Jaime Magalhães ao primeiro poste a desviar... funcionava bem, e deu muitos golos!!