terça-feira, 22 de novembro de 2011

Não Vou à Tropa...

Vídeos made in Basculação... Dínamo de Kiev 1-2 F.C. Porto (86-87)...



Notas:
- O título do post é a frase mais gritada por Paulo Futre no final deste jogo, episódio que recentemente contou no seu livro:

"Tinha de ir para a tropa em Maio, mas o Pinto da Costa fala com o Ministro da Defesa e chega a acordo que se o FC Porto fosse à final da Taça dos Campeões Europeus eu só ia no próximo turno. Quando joguei a meia-final queria lá saber da final, queria era livrar-me da tropa, tinha o cabelo por aqui [aponta para os ombros]. Os meus colegas a festejar ‘vamos à final!’ e eu a gritar ‘não vou à tropa’. Se perdêssemos em Kiev, oito dias depois tinha de estar em Castelo Branco. Depois surgiu o Atlético de Madrid, era a segunda operação mais cara de sempre no futebol, eu e o Pinto da Costa sabíamos que tinha de ir para a tropa 16 meses e eu ali caladinho a rezar que ninguém falasse nisso, senão já não havia contrato."

- O resumo mostra bem a vontade de Futre... duas arrancadas nos primeiros minutos... a segunda a dar uma falta que origina o primeiro golo da partida...
- A estrelinha da sorte no livre de Celso...
- Gomes, oportunista, a colocar o FCP praticamente na final... depois daquele golo o D. Kiev precisava de 4 golos para chegar á final...

1 comentário:

Lamas disse...

O vídeo refere época 1987/88, mas, logicamente, o mesmo refere-se à época 1986/87 em que nos sagramos campeões europeus...