Pé esquerdo prestes a aparecer...

Não chegou rotulado de puto-maravilha e ainda por cima chegou numa das piores fases que o Porto atravessou desde que comecei a prestar atenção ao futebol, e já vão uns 20 anos.
Chegou a Portugal e ninguém sabia para onde ia: Penafiel e Benfica eram hipóteses. Veio para o Porto e parecia mais uma daquelas transferências de roubar jogadores aos rivais. É claro que no Dragão, nas primeiras vezes que jogou e não deslumbrou tive que 'rasgá-lo' (o Lamas sabe bem disso), mas principalmente à SAD e à sua política de contratações. Agora, tive que engolir o sapo, igual àquele que o Veiga engoliu. O nosso Ibson é um génio, não se compara a Deco, claro. Mas faz maravilhas com a bola e se não exagerar individualmente e conseguir recuperar mais bolas defensivamente temos homem...
A primeira vez que se falou neste menino foi, como não podia deixar de ser, dado como certo no Benfica. O presidente do Flamengo queria contratar o Roger e como moeda de troca colocar o Ibson no negócio. O Porto antecipou-se e em boa hora o fez.
Depois de ter partido um dedo do pé esquerdo no encontro com o Estrela, pode ser já hipótese para Setúbal. Com Anderson no estaleiro, Ibson vai resolver!
Fiquem a conhecer um pouco da história do Ibson que nos é apresentada no site da Uefa:

"O médio chegou ao Flamengo com nove anos, tendo progredido até chegar à equipa principal. Quando chegou a época de 2004, já era uma presença habitual entre os titulares, tendo ajudado o "mengão" a conquistar o Campeonato Carioca e a Taça Guanabara no mesmo ano. Com o seu contrato quase a expirar, assinou acordo com o FC Porto, que pagou 2,5 milhões de euros em Janeiro de 2005, praticamente nas últimas horas do período de transferências. Ibson estabeleceu-se rapidamente na equipa titular do FC Porto, merecendo a admiração dos adeptos pela sua capacidade de trabalho. Apesar de não ter podido ajudar a sua equipa na UEFA Champions League, cumpriu 15 jogos no campeonato, tendo marcado o seu primeiro golo pelo clube no derradeiro encontro da época, no empate a um tento com a Académica de Coimbra. Em 2005/06 participou em apenas 18 jogos, tendo ainda assim ajudado a equipa a conquistar a Liga e a Taça de Portugal. Ibson nunca esqueceu as suas origens, tendo aberto uma escola de futebol do Flamengo no "seu" Bairro da Mangueira, uma conhecida favela carioca."

Comentários

Tony Silva disse…
O Ibson nunca enganou, é mesmo craque e só tem 22 anos. Parece que faz 23 esta terça...
O azar dele (quiça o nosso também) é que o ano passado esteve sempre tapado por um Lucho em grande forma. Este ano porém nem o Anderson está disponivel, nem o Lucho está em (grande) forma, ou sequer parece ser o mesmo jogador. Pode ser o ano da afirmação, pena foi ter partido o pé.

Penso que foi o Miguel Sousa Tavares que disse em tempos, a propósito das hipotéticas vendas de fim de ano, "que não me importo que saia o Lucho pq temos um Ibson do mesmo nível".
Eu concordo plenamente!
Anónimo disse…
Ibson é realmente um jogador com muitas capacidades e esteve um pouco tapado por outros jogadores talvez por causa da sua altura. Os jogadores mais baixos são normalmente preteridos em favor de jogadores aparentemente mais pujantes e ganhadores no jogo de cabeça...Na altura em que eu brincava com a bola havia a ideia que um médio tinha que ser alto e peitudo para conseguir conquistar essa área nevrálgica do terreno de jogo...No entanto a maior parte do futebol faz-se junto à relva e é aí que se conquista o jogo e se nota a diferença entre um bom e um mediano jogador...Depois considero que tínhamos para esse sector um lote de jogadores de elevada craveira como Diego, Anderson, Lucho, Assunção, Meireles, Ibson, Jorginho, Paulo Machado e o próprio Bruno Morais....Como médios ala: Quaresma, Vieirinha, Diogo Valente, Helder Barbosa, Ivanildo...Havia abundância e esse foi o factor que levou ao abandono de Diego, cansado de ficar no banco e pretendendo como pretendia jogar na Selecção Brasileira...Na altura da sua saída fiquei triste e acho que se poderia ter feito algo mais para o manter o que no caso do Mackarty é era de todo inviável: ele queria mesmo sair e nada se podia fazer a não ser retê-lo um pouco mais e rentabilizá-lo melhor...Agora nem sei se joga ou não, entrou completamente no anonimato. Gostava de ter mantido Pedro Mendes que neste momento seria um jogador -esse sim físico- importante para estabilizar ainda mais a equipa. De resto isto no futebol é tão aleatório, que um jogador sobe e desce de rendimento com uma facilidade tão grande, como se estivessemos na presença de um qualquer jogo bolsista...Para além da sempre imprevisibilidade de poder suceder a qualquer instante uma lesão qualquer que afasta meses os jogadores do seu rendimento normal e muitas vezes completamente do próprio relvado... O lucho é um grande jogador e marca a diferença, veio da competição no seu País para o nosso quase sem interrupções, não teve por causa do Mundial um descanso retemperador e iniciou a época ainda em sub rendimento por motivo de lesão, agora vai crescendo no seu rendimento e creio que poderá afirmar-se em breve prazo definitivamente...Em suma temos um grande plantel e até alguns jogadores como Bruno Alves considerados de valor inferior por muita boa gente, tem mostrado algum do seu real potencial...
Anónimo disse…
Amigos a Casa do FCP de Mirandela comemora o 1º Aniversário. Passem pelo blog para verem o programa de 3 dias de festa AZUL E BRANCA

www.fcpmirandela.blogs.sapo.pt
henrique disse…
qdo vi o titulo pensei q fosse uma homenagem ao meu golo fenomenal depois daquele dominio de bola mais do q 3x fenomenal...

dps pensei q pudesses ter sido o "biqueiro" q dei no solo com o mesmo pé q me deixou o dedo negro...


e no final percebi q era a falar do ibson... duhhh....
Pispis disse…
Icas, até devias ter vergonha de fazer alusões ao nosso jogo de quarta...

20-15??? Que goleada :-)
Lamas disse…
Ibson é jogador... é um facto... mas diferente de Lucho... Não concordo que sejam substitutos, mas sim complementares...

Para mim Ibson é para jogar com 10... não é um 10 puro, mas sim um 10 moderno... que também defende...

Penso que numa táctica de 4-3-3 o 10 tem de defender... e nessa táctica Ibson enquadra-se perfeitamente... Como já disse é o jogador que o FCP tem mais pode ser comparado a DECO pelas suas características...

Quando o Co o colocou na posição 6 o moço foi completamente queimado... o miúdo gosta de ter a bola no pé... mas o tempo que ele gosta de ter a bola no pé não se compadece com a posição 6... aí é preciso ser mais simples e eficiente no passe...

Tenho dito...